Earn2Trade Blog
Bolsa de Valores de Hollywood

Bolsa de Valores de Hollywood – Como os futuros de filmes quase se tornaram realidade

A indústria cinematográfica esteve próxima de ter seus próprios contratos futuros, o que permitiria especular sobre a bilheteria de um filme durante o seu mês de lançamento. Essa ideia nasceu em 1996, quando dois traders criaram um jogo online chamado Bolsa de Valores de Hollywood, ou HSX. Ele permitia que os traders operassem com dinheiro fictício em algo que eles batizaram de “MovieStocks®”. Esse mercado fictício era capaz de fornecer consistentemente previsões quanto à bilheteria de um filme devido à grande quantidade de jogadores especulando sobre o resultado.

A CFTC iniciou o processo para ratificar esses futuros em 2009. Em junho de 2010, eles receberam a aprovação para os chamados futuros de filmes. A CFTC declarou:

“Os contratos permitirão que os participantes da indústria cinematográfica gerenciem os riscos financeiros associados à produção e distribuição de filmes.”

A Motion Picture Association of America, representando os seis maiores estúdios, se posicionou contra esses contratos. Segundo eles, esses futuros poderiam gerar uma manipulação do mercado. Além disso, eles temiam que essa prática prejudicasse a venda de ingresso e aumentasse a pressão sobre os estúdios. Por fim, eles declararam que não tinham a intenção de usar o sistema como um mecanismo de hedge. O Congresso acabou cedendo à pressão da MPAA e baniu os futuros de filmes da legislação financeira.

Infelizmente, a Bolsa de Valores de Hollywood foi extinta após a explosão da bolha da internet. Depois disso, Cantor Fitzgerald comprou a empresa. Podemos concluir que, embora Hollywood demonstre um certo fascínio por trading e pelos mercados financeiros, eles não querem chegar muito perto. Se você quiser saber mais sobre a relação entre o trading e a indústria cinematográfica, confira o nosso artigo sobre filmes de trading.

Trader patrocinado earn2trade