Earn2Trade Blog
CFD: o que é e dicas de negociação
CFD: o que é e dicas de negociação

O guia completo para negociação CFD, diferenças do Forex e muito mais

Hoje vamos responder a seguinte pergunta: o que significa CFD? 

Mas não é só isso, vamos entender um pouco mais também como o trader pode incorporar esse conceito no seu dia a dia para ter melhores resultados nas suas operações.

Dentre as várias opções de investimentos que temos disponíveis no mercado financeiro, essa é uma que, dependendo das habilidades e perfil do trader, pode ser extremamente vantajosa ou arriscada.

Apesar disso, esses ativos são relativamente mais acessíveis, portanto operadores de vários níveis podem incorporar o CFD nas suas estratégias.

Mas para isso é fundamental entender os detalhes dessas operações, como veremos no artigo de hoje. Boa leitura.

O que são CFDs
O que são CFDs
Trader patrocinado earn2trade

O que são CFDs?

CFD é a sigla para Contracts For Differences, que em português significa contrato por diferença. Trata-se de um acordo entre duas partes para trocar a diferença no valor de um ativo, desde o momento em que o contrato é aberto até o seu fechamento. 

Os contratos por diferença são negociados em uma variedade de ativos, incluindo ações, commodities, moedas e índices

A negociação dos contratos por diferença estão se tornando cada vez mais populares nos últimos anos devido a sua flexibilidade e baixas barreiras à entrada. 

Ao contrário dos investimentos tradicionais, a negociação desse tipo de modalidade não requer um grande investimento inicial e pode ser feita com alavancagem, o que pode amplificar os lucros (e perdas) potenciais.

Então, mesmo sendo uma operação acessível, ela demanda prática e experiência para não ser algo prejudicial para sua estratégia.

E como funcionam os “Contracts for Differences”?

Um contrato por diferença funciona por meio de um acordo entre duas partes para trocar a diferença no preço de um ativo desde o momento em que o contrato é aberto até o momento em que é fechado. 

Normalmente são usados para negociar instrumentos financeiros como ações, commodities, moedas e índices, que permitem que os traders especulem sobre os movimentos de preços desses ativos sem realmente possuí-los. 

Por exemplo, um negociador que acredita que o preço do ouro subirá pode abrir uma posição longa de CFD sobre o ouro. Se o preço do ouro aumentar, o trader terá lucro, por outro lado, se cair, ele terá prejuízo. 

Embora esse acordo possa ser negociado em uma grande variedade de ativos, ele é mais comumente utilizado para negociar ações. 

Isto porque os preços dos ativos são altamente voláteis, proporcionando oportunidades para lucros em um tempo mais curto. 

Ao negociar ações através de contrato por diferença, os traders não precisam pagar imposto de selo cobrado sobre a compra de ações. Isto torna esses acordos uma proposta atraente para muitos comerciantes.

Tipos de CFDS
Tipos de CFDS

Tipos de CFDS

Como vimos, os contratos por diferença podem ser aplicados em vários contextos e em vários tipos de ativos, por isso é importante listarmos alguns tipos de aplicações para você considerar na sua estratégia de trading.

Pares de divisas (Forex) 

Sem dúvidas os ativos do mercado de câmbio são os que melhor recebem a utilização dos contratos por diferença, justamente por ter como maior característica a volatilidade alta nos seus preços.

Lembrando que essas operações em contratos por diferença são aplicadas a pares de ativos, pois justamente os ganhos estão atrelados a variação de preço entre eles.

Dentro das operações no mercado de câmbio podemos citar os exemplos de euro (EUR) contra dólar americano (USD), dólar americano (USD) contra franco suíco (CHF), dólar australiano (AUD) contra dólar americano (USD) e por aí vai.

Esse é o conceito básico de uma operação em contratos por diferença.

Ações

É possível utilizar os contratos por diferença em ações de vários tipos nas principais bolsas do mundo. 

Os chamados CFD traders tem um gama muito ampla de ativos e de mercados em que podem operar, sem a necessidade de desprender de um grande capital, pois é possível operar até com alavancagem.

Índices de bolsas

Uma outra maneira muito comum de operar com contratos por diferença é abrindo eles sobre os principais índices das bolsas pelo mundo, como US 500, DAX 30, FTSE 100 e CAC 40.

Commodities

Outro mercado muito promissor para utilizar contratos por diferença é com as commodities.

Ouro, prata, petróleo, minérios em geral entre outros tipos de matérias primas oferecem a chance de serem operadas via contratos por diferença com boas possibilidades de ganho em cima das variações de preço.

CFD e Forex: qual a diferença?

Apesar das semelhanças apontadas nos itens acima, as diferenças entre operar com Forex ou com contratos por diferença é que o segundo modelo atua sobre os mais diferentes tipos de contrato.

Commodities, índices, moedas, e afins, tudo isso  entra na estratégia de um CFD trader, enquanto o Forex é basicamente tradings com moedas.

Nos contratos por diferença há oportunidades de escolher diferentes contratos para aumentar os valores e também operar com o câmbio de moedas, levando em conta os países de origem destes ativos.

Já ao negociar com Forex, você opera sempre com uma moeda contra a outra, considerando tamanhos de lotes pré determinados pelo mercado.

Por último, uma diferença relevante entre contratos por diferença e Forem é com relação aos fatores que influenciam a variação de preço nos diferentes mercados.

O contrato por diferença vai ser altamente impactado pela oferta de demanda daquela commodity em que se está operando, por exemplo, bem como pelas mudanças que ocorrem nos setores em questão.

No Forex, as variações são amplamente influenciadas por eventos globais, mais associados à macroeconomia e até a acontecimentos políticos.

E as semelhanças? 

Apesar de tantas diferenças, há quem confunda Forex e CFD, e isso não acontece à toa, afinal também existem semelhanças entre essas modalidades de trading.

Primeiramente esses tipos de negociação têm como base um processo semelhante, no qual os operadores entram e saem do mercado de forma simples, seja em alta ou em baixa.

Não só isso, outra semelhança a ser destacada é que as duas formas de negociação funcionam nas mesmas plataformas, com os mesmos gráficos e precificação bastante similares.

Nos dois casos, as operações são feitas no mercado balcão, o chamado over-the-counter ou simplesmente OTC, executada de forma eletrônica nas redes de bancos que atuam nas bolsas.

A outra grande similaridade entre as negociações é o fato de que os custos operacionais envolvem apenas o spread, diferente de outros tipos de operações em que há comissões e taxas financeiras envolvidas.

Por fim, a maior semelhança entre CFD e Forex está na questão de que o trader em si não tem a propriedade dos ativos subjacentes. 

Ou seja, são dois tipos de negociação baseados na especulação comparativa dos valores de dois ativos, sem a necessidade de compra efetiva dos mesmos.

No fim das contas há quem resuma esses dois tipos de negociações como tipos diferentes de um mesmo processo, e como você viu há diferenças e semelhanças o suficiente para que esse tipo de confusão aconteça.

Como negociar em CFD como trader?

Operar contratos por diferença é, em essência, fazer especulação financeira, então não tem muitas barreiras para quem quer incorporar na estratégia de trader.

Porém é importante saber que você estará entrando em um terreno concorrido e pantanoso.

O ideal é que você faça isso com o máximo de gestão de risco possível, o que só um planejamento de trading bem embasado pode te dar.

Nos tópicos seguintes vamos elencar algumas dicas para você operar com contratos por diferença, gerenciando melhor seus riscos de prejuízo.

Dicas de como operar CFD trader
Dicas de como operar CFD trader

Dicas de como operar CFD trader

A grande casca de banana na trajetória de qualquer trader é a falta de conhecimento das estratégias de mercado. Portanto, operar com contratos por diferenças depende de conhecer melhor o funcionamento da negociação.

Na sequência temos algumas dicas para você estruturar suas operações.

Aprenda a operar na compra e venda de ativos

Os tradings com contrato por diferença trazem a vantagem de poder operar comprado ou vendido em todos os ativos que a corretora em que você tem sua conta oferece.

Isso flexibiliza muito as operações e abre margem para bons ganhos, mas sempre gerenciando os riscos para não ter grandes prejuízos.

Analise os riscos

Falando novamente dos riscos, fazer uma boa gestão disso é fundamental para quem quer ter de fato algum sucesso negociando com contratos por diferença.

Isso porque, como a base dessas negociações estão diretamente atreladas à volatilidade dos ativos, é necessário que você considere todas as oportunidades e todos os riscos para tomar uma decisão melhor calculada.

As condições da própria corretora em que o trader opera são fatores preponderantes na hora de operar com CFD, pois horário de funcionamento, ambiente de negociação, especificidades dos contratos, entre outras coisas tem grande impacto nos ganhos ou perdas deste trading.

É comum vermos muitos traders entrando nas operações com contratos por diferenças caindo na armadilha de achar que basta saber os pontos de entrada e saída para ser bem sucedida.

Mas na prática preservar o capital é de fato a chave do sucesso.

Como os CFDs podem ser operados em alavancagem uma queda de 50%, por exemplo, pode simplesmente gerar o capital do operador, portanto todo cuidado é pouco.

Aprimore seus conhecimento

Há duas formas de adquirir conhecimento para operar bem com contratos por diferença.

A primeira é praticada no mercado, na tática de tentativa e erro, porém não recomendamos pois os riscos são grandes demais para um iniciante se arriscar.

A segunda forma é buscando uma qualificação trader profissional que te permita operar com as bases necessárias para tomar as melhores decisões.

Um dos melhores planos de carreira trader do mercado é o da Earn2trade, pois você tem acesso a operações nas bolsas americanas.

Nossa qualificação ainda te dá a chance de se tornar um trader patrocinando, para entrar no mercado financeiro sem comprometer seu capital pessoal.

Veja como funciona nosso plano de carreira trader e aprimore seus conhecimentos na prática.

Conclusão

Os CFDs são uma ótima forma de ingressar no mercado financeiro pois apresentam pouquíssimas barreiras. 

No entanto, isso é válido para os traders que já tenham uma boa experiência no mercado financeiro.

Ou então, para buscar uma qualificação específica para entender o comportamento dos ativos dentro dessa negociação.

E qualificação trader, você encontra aqui na Earn2trade.

Subscribe
Notify of
guest

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments