Earn2Trade Blog
contratos futuros de milho

Futuros de Milho – O que são e quais seus benefícios?

Durante anos, o mercado futuro foi dominado por investimentos nos principais índices do mundo. Nas últimas décadas, no entanto, os traders começaram a se concentrar em commodities, principalmente no mercado de grãos, como uma maneira de diversificar suas carteiras com uma oportunidade de investimento de alto potencial. Um dos investimentos preferenciais em commodities é o milho, e os motivos incluem margem reduzida (atraindo especuladores), alta demanda (para consumo humano e animal), menor quantidade total de dólares, oscilações nos preços e muito mais. Este artigo abordará tudo sobre o mercado futuro do milho (ZC) na CBOT, das especificações do contrato a como operá-los, além de algumas dicas úteis para torná-lo um trader ainda melhor.

Trader patrocinado earn2trade

Especificações do contrato futuro de milho

O cronograma é definido na terceira sexta-feira dos meses de março, junho, setembro e dezembro. Aqui está um exemplo de um contrato de RTY da CME:

Símbolo do ContratoRTY
Símbolo TASZCT
Unidade do Contrato5.000 bushels
CotaçãoUS$5,00
Commodity SubjacenteMilho
Oscilação de Preço Mínima1/4 de um centavo (0,0025) por bushel = US$12,50
TAS: Zero ou +/- 4 ticks no incremento mínimo de tick do total
Meses de Operação9 contratos mensais de março, maio, setembro e 8 contratos mensais de julho e dezembro listados anualmente após o último dia de operação no contrato de dezembro do ano atual
Forma de LiquidaçãoEntregável
Último Dia de OperaçãoA operação pode ocorrer até as 9h30 (ET), na terceira sexta-feira do mês do contrato
Horário de OperaçãoDe domingo a sexta-feira, das 19h às 7h45 (CT), e de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 13h20 (CT)
TAS – De domingo a sexta-feira, das 19h às 7h45 (CT), e de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 13h15 (CT)
Data de EntregaO segundo dia útil após o último dia de operação do mês de entrega
Grau e QualidadeAté dezembro de 2018: No. 2 Amarelo no preço do contrato, No. 1 Amarelo ao prêmio de 1,5 centavo/bushel, No.3 Amarelo com desconto de 1,5 centavo/bushel.
A partir de março de 2019: No. 2 Amarelo no preço do contrato, No. 1 Amarelo ao prêmio de 1,5 centavo/bushel, No. 3 Amarelo com desconto entre 2 e 4 centavos/bushel, dependendo de fatores como milho partido, material estranho e nível de danos
Fonte de Dados: CME

O ativo na CME

Nos Estados Unidos, os contratos futuros de milho são operados na CBOT (Chicago Board of Trade). O símbolo para o milho é ZC, e um contrato de milho corresponde a 5.000 bushels. O tamanho mínimo do tick é de 1/4 de centavo por bushel, o que equivale a US$12,50/contrato.

Como mencionamos, os futuros de milho estão entre as opções preferidas de investimento para especuladores e traders mais ativos, pois são suscetíveis a oscilações de preço repentinas e significativas. A seguir, vamos ver como uma posição de trading pode refletir essas mudanças de preço

Cálculo das especificações do contrato futuro de milho

Vamos supor que o contrato de milho para o primeiro mês esteja sendo operado a US$4,50/bushel e então suba US$0,05. Com base nesses valores, a variação de preço em termos de um único contrato futuro de milho padrão é a seguinte:

  • Para um contrato futuro de milho cheio (5.000 bushels) – Uma variação de um centavo equivale a US$50 
  • Para um microcontrato futuro de milho (1.000 bushels) – 20% do contrato cheio, ou US$10 

US$0,05 x 5000 bushels = US$250 – Dessa forma, uma variação de cinco centavos no milho equivaleria a uma variação de US$250 em termos de um único contrato futuro padrão.

Como ficaria no caso de uma variação de US$12 no milho?

$0,12 x 5000 bushels = US$600 – Uma variação de doze centavos no milho equivaleria a uma variação de US$600 em termos de um único contrato futuro padrão.

Se nos aprofundarmos ainda mais nesse cálculo, veremos que uma variação de um centavo no milho é equivalente a US$50. Ao multiplicar US$50 por contrato pela variação de preço em centavos, você saberá exatamente quanto o valor do contrato futuro aumentou ou diminuiu. Além disso, agora você deve poderá identificar o lucro ou a perda correspondente da sua posição.

Minicontratos de milho

Também é possível operar minicontratos de milho. Um único minicontrato de milho representa 1.000 bushels, o que equivale a 20% do valor do contrato cheio.

Por consequência, o valor do tick do minicontrato de milho também equivale a 1/5 do valor do contrato padronizado. Mais especificamente, uma variação de preço de um centavo no minicontrato de milho seria equivalente a US$10.

Você também pode gostar:

Valores do contrato

Outra coisa tão importante quanto os valores do tick é o valor real do contrato em seu portfólio. Aqui está uma maneira rápida de descobrir isso com alguns cálculos simples:

Vamos desenvolver o exemplo anterior, em que o milho é operado a US$4,50/bushel, e ver qual seria o valor de um contrato futuro padrão nesse caso.

Para calcular, devemos multiplicar o preço de mercado do milho por bushel pelo número de bushels dentro do contrato. Pelo menos nos casos em que temos mais de um contrato.

Conforme nosso exemplo, precisaríamos multiplicar US$4,50 (preço por bushel) x 5000 (bushels por contrato) x 1 (número de contratos). O resultado é um valor do contrato de US$22.500. Basicamente, um único contrato padrão de futuros de milho operado a US$4,50 vale US$22.500.

Minicontratos futuros de milho

E o valor de um único minicontrato futuro de milho? Sabemos que ele vale 20% do valor do contrato padrão e, considerando que é operado ao mesmo preço de US$4,50/ bushel, o cálculo segue a seguinte fórmula:

Valor do minicontrato de milho = Preço de mercado por bushel x 1000 x no. de contratos

Portanto, a um preço de US$4,50, um único minicontrato de milho vale US$4.500, segundo as seguintes entradas: 4,50 x 1.000 x 1.

Benefícios de operar futuros de milho

Antes de discutirmos nossas dicas sobre a operação de futuros de milho, é importante entender alguns dos benefícios que esse instrumento oferece. Aqui estão alguns desses indicadores:

Liquidez

O mercado futuro do milho é muito ativo. Atualmente, ele conta com um volume médio diário superior a 300.000 contratos. A média de posições abertas (open interest) em contratos futuros de milho é superior a 1,5 milhão. Essa profunda liquidez permite que os traders entrem e saiam do mercado com facilidade e com o mínimo de slippage.

Segurança

Os contratos futuros de milho são regulamentados pela CFTC e operados na bolsa com compensação central. Como resultado, o risco de contraparte é mínimo, resultando em um mercado de trading seguro e protegido.

Trading estendido

Como os contratos futuros de milho são operados 24 horas por dia, os traders podem acompanhar os principais desenvolvimentos do ativo em sessões durante o dia e ao longo da noite.

Possibilidade de usar alavancagem

A alavancagem permite que o trader use uma quantidade relativamente pequena de capital e controle uma grande posição. O uso de alavancagem pode ajudar a aumentar seus lucros potenciais.

Demanda de etanol elevada

Conforme a demanda por biocombustíveis aumenta, investidores e traders podem aproveitar as futuras tendências de preço positivas que provavelmente surgirão no milho.

Adequado a qualquer estilo de trading

O mercado futuro do milho pode ser um excelente local para aplicar uma abordagem fundamentalista ou técnica. Se você confia principalmente nos fundamentos, há muitos relatórios confiáveis para ajudá-lo em suas decisões de trading. Caso seja um trader técnico, você pode confiar nos gráficos de preço para fazer sua análise. Ambos os estilos de trading funcionam bem no mercado do milho.

Como o milho é operado nos EUA

Com mais de 14 bilhões de bushels de milho sendo produzidos nos Estados Unidos todo o ano, os EUA são o maior produtor e exportador de milho do mundo. O país produz três vezes mais milho (mais de 330 toneladas) anualmente do que a China, o segundo país na lista dos principais produtores. Os EUA exportam aproximadamente 2 bilhões de bushels por ano, ou 20% do suprimento mundial de milho, o que representa mais de 40% da produção total de milho do mundo.

Além disso, o milho é a cultura mais cultivada nos EUA atualmente. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o milho é o cereal mais produzido nos EUA, representando 95% do mercado.

mapa estados produtores de milho
ranking estados produtores de milho

A principal área de colheita do milho nos Estados Unidos está na região do Meio-Oeste, com Illinois e Iowa sendo os dois principais estados produtores. Estados como Nebraska, Ohio, Kentucky e Missouri compõem o restante da lista dos maiores produtores de milho nos EUA. As estatísticas revelam que os EUA reservaram aproximadamente 39 milhões de hectares de terra para a produção de milho.

Estados produtores de milho

Para entender melhor a produção de milho nos EUA, vamos dar uma olhada nos números do principal estado produtor. O Iowa produz 2,7 bilhões de bushels de milho por ano, ou aproximadamente 67,5 milhões. Isso é mais do que a produção anual da África do Sul, Indonésia, Canadá e Índia juntos. Esse valor também é maior que a produção total da UE.

Isso se deve ao fato de a produção de milho ser subsidiada pelo governo dos EUA desde a década de 1930, quando se tornou líder no atendimento à demanda da Europa no período pós-guerra. Durante os anos 80, o governo aumentou significativamente os subsídios à produção de milho. Segundo algumas estimativas, no período de 20 anos entre 1995 a 2014, os subsídios ao milho atingiram uma média de US$4,7 bilhões por ano.

Dos 14 bilhões de produção de milho anual aproximada nos EUA, 27% foram destinados à produção de etanol, com outros 10% dedicados aos grãos secos de destilaria com solúveis (DDGS). Além disso, 33% do milho é destinado à alimentação animal.

Como operar futuros de milho

A resposta a essa pergunta é bastante óbvia: basta criar uma conta com uma corretora e você estará pronto. No entanto, nos próximos parágrafos, nós focaremos nas informações essenciais sobre o mercado e daremos dicas e truques úteis para ajudá-lo a entender em detalhes como operar futuros de milho com sucesso. Abordaremos tudo, desde os fatores específicos que influenciam no preço da commodity, até tópicos mais técnicos, como limites de operação com margem, alavancagem e os melhores relatórios do setor.

Conheça bem a commodity subjacente

Ao operar índices, geralmente analisamos seus componentes, portanto fazemos o mesmo ao operar futuros de milho. É fundamental para o trader conhecer a commodity subjacente; isso permitirá que ele esteja ciente de todos os fatores que podem afetar seu preço. Esses fatores incluem quem são os maiores produtores, quando o grão é plantado e colhido, como sua qualidade é medida, o desempenho histórico e, o mais importante, como funciona o mercado futuro do milho.

O milho é conhecido por ser uma das culturas mais antigas e importantes para as pessoas. O grão foi cultivado pela primeira vez pelos astecas e maias, o que facilitou o seu domínio por todo o continente americano. Atualmente, é a segunda planta mais cultivada na história, logo atrás do trigo. Os contratos futuros de milho são operados desde meados da década de 1880.

O milho é uma fonte de alimento importante para as pessoas e para o gado. Além de servir como fonte de alimento, o milho também é usado para produzir etanol, pneus, uísque, cerveja, tintas, forragens, xampu, creme dental, produtos farmacêuticos (antibióticos e aspirina) e muito mais. Devido à sua alta viscosidade, também é usado para produzir adesivos e produtos de papel.

A importância do ciclo de produção

Antes de operar milho, também é importante conhecer seu ciclo de produção. O milho é uma planta de estação quente que requer temperaturas estáveis de pelo menos 15 °C, o que geralmente ocorre de duas a três semanas após a última geada na primavera. Lembre-se de que as colheitas de milho levam de 60 a 100 dias para chegar ao período de colheita.

Na maioria das vezes, não é uma surpresa ouvir o nome da Chicago Board of Trade ao tratarmos de futuros de milho. O motivo é que a CBOT é o principal destino dos contratos futuros de milho em todo o mundo. Além disso, as pessoas também operam futuros de milho na NYSE Euronext e na Tokyo Grain Exchange.

Curiosidade: no mundo do trading, o milho é chamado de “o outro ouro amarelo”. 

Saiba com quem você está operando

Isso é importante, pois o mundo do trading é ambiente em que os sentimentos do mercado se chocam. Para ter um desempenho eficiente nos mercados financeiros, você deve conhecer o restante dos participantes e seu comportamento.

Em primeiro lugar, os futuros de milho estão entre as opções preferidas de investimento de consumidores e produtores. Eles compram e vendem futuros para fixar o preço, o que garante a compra e venda da commodity com entrega futura. Os produtores de milho, por exemplo, geralmente empregam hedge de curto prazo para fixar antecipadamente o melhor preço de venda, enquanto os consumidores confiam no hedge de longo prazo para atingir o preço de compra ideal para a entrega futura do produto.

O que você deve saber sobre esses participantes do mercado é que eles são confiáveis e retornam ao mercado a cada ano ou estação. Suas intenções estão nessa para valer, pois sua produção depende da entrega e venda de milho. Eles normalmente operam em grandes quantidades, o que pode afetar o preço do ativo de maneira positiva. O comportamento dos produtores e consumidores de milho geralmente é uma excelente referência para a saúde do mercado.

Os futuros de milho também são usados por especuladores, cujo objetivo principal é aproveitar os movimentos de preço e a volatilidade do mercado. Uma de suas características é aplicar uma estratégia de trading mais agressiva. Eles normalmente compram e vendem sem a intenção de possuir o ativo.

Considere os fatores indiretos

Há diversos fatores que determinam o preço dos futuros de milho. Embora alguns sejam visíveis, como condições climáticas, oferta e demanda, outros permanecem escondidos, mas podem influenciar o preço da mesma forma.

Tomemos o consumo de carne como exemplo. A maioria da safra produzida é destinada à alimentação animal. Segundo as estatísticas, o consumo mundial de carne aumentou 500% na segunda metade do século 20. Estimativas indicam um aumento adicional de 160% até 2050, o que significa que o milho ficará ainda mais popular e, portanto, seu preço tende a aumentar caso a demanda não seja atendida de acordo.

Indicadores macroeconômicos

Você também deve ficar de olho nos fatores macroeconômicos. Como já dissemos, os EUA são o principal produtor mundial de milho. Isso significa que a força do dólar americano – ou da economia americana no geral – é prejudicial ao preço do milho. Quando o dólar se valoriza, as exportações líquidas diminuem, pois fica mais caro para os compradores estrangeiros comprá-lo – e o inverso também é verdadeiro. É por isso que é fundamental acompanhar a economia dos EUA como um potencial gatilho para variações no preço do milho. Além disso, fique de olho nas economias dos mercados emergentes. Se elas desacelerarem, seu poder de compra diminuirá e a demanda por exportações também cairá.

No entanto, há outra maneira de o dólar americano influenciar o preço do milho. Considere um cenário em que o Fed mantém as taxas de juros baixas, abrindo caminho para a especulação em uma variedade de classes de ativos. O aumento da especulação pode afetar o mercado de milho e, consequentemente, os preços podem disparar. Se o dólar permanecer fraco, por exemplo, isso criará inflação e o preço do milho poderá subir.

Isso mostra que essa classe de ativos é bastante complexa. Para ser um trader de sucesso, você deve conhecer cada detalhe dos fatores que podem influenciar o preço da commodity. Caso contrário, você corre o risco de operar com sinais errados e sofrer perdas significativas.

Acompanhe todos os setores e ativos relacionados

Embora a maior parte do milho seja consumida na forma de alimentos, uma parte significativa também é destinada a outros setores, como o de matéria-prima.

Considere a produção de biocombustível, por exemplo. O milho é usado para produzir biocombustível, o que, nos últimos anos, tem desfrutado de um crescente interesse. No entanto, se setores concorrentes como energia solar, energia eólica ou hidrelétricas avançarem e provarem ser uma escolha melhor e mais acessível, a demanda por milho como matéria-prima para a produção de biocombustíveis cairá imediatamente.

Fique de olho na aplicação do milho para a produção de todas as suas outras aplicações e nas tendências respectivas nos setores específicos. Vejamos a produção de cerveja e uísque, por exemplo. Se o interesse em bebidas alcoólicas à base de milho nos EUA diminuir, isso significa que o setor terá que confiar nas exportações para manter sua força. Também podemos considerar os produtos farmacêuticos. Novos antibióticos e medicamentos são produzidos todos os dias, e à medida que a indústria farmacêutica avança, ela pode buscar uma maneira de transformar sua produção, passando a descartar algumas das matérias-primas utilizadas, como o milho.

Ativos concorrentes

Além disso, não se esqueça de acompanhar o preço dos ativos que podem ter um impacto indireto no preço futuro do milho, como o petróleo bruto. O preço da commodity é ditado pela demanda por gasolina – influenciada por fatores geopolíticos, oferta e demanda, entre outros –, o que, por outro lado, determina a demanda por etanol. Como já mencionamos, o milho está no centro da produção de etanol. Portanto, ter altos preços de petróleo e preços baixos de milho ao mesmo tempo pode elevar a demanda por etanol. Como resultado, isso influenciaria positivamente no preço do milho.

O governo está atualmente subsidiando os produtores de milho em um esforço para aumentar a produção de etanol. Qualquer mudança importante nessa política provavelmente afetaria o preço do milho. Dessa forma, os traders precisam estar cientes das políticas mais recentes do governo. O milho está se tornando cada vez mais importante para a produção de etanol

Como você deve suspeitar, o preço do milho está altamente correlacionado com outros grãos, incluindo trigo, cevada e soja. Portanto, desequilíbrios na oferta e demanda nesses mercados costumam repercutir no mercado do milho. Você deve ficar de olho nesses mercados correlacionados em busca de sinais que possam afetar o mercado do milho.

Acompanhe os desenvolvimentos mais recentes nos setores relevantes, pois eles podem ser prejudiciais aos movimentos de preços de curto e longo prazo no mercado futuro do milho.

Considere o fator de sazonalidade

Conhecer a commodity subjacente também envolve a compreensão dos padrões de preço ditados pela sazonalidade. Entre o fim de junho e o início de julho, o milho geralmente atinge o pico de preço para o ano. Entre meados e o fim de julho, o milho passa por sua fase de polinização, e os níveis de umidade e temperatura são críticos.

Quando ocorre algum imprevisto durante esse período específico, como seca e problemas com a produção, o mercado tende a entrar em pânico, o que dispara os preços. Quando isso acontece, os preços voltam a cair naturalmente depois que os traders percebem que essas situações extremas são raras e duram apenas um curto período de tempo.

Por outro lado, o preço do milho atinge seu mínimo em torno do período da safra anual, que atinge seu pico em novembro, mês em que os agricultores começam a vender seus produtos. Isso significa que o mercado enfrenta uma explosão repentina na oferta, que excede a demanda naquele momento específico.

Durante o inverno, o preço do milho geralmente se estabiliza e os níveis de volatilidade diminuem. É nesse momento que você deve mudar o foco da demanda doméstica para as exportações, pois elas são um fator essencial para impulsionar o preço do milho nessa época.

Esteja ciente dos limites de margem para futuros de milho

A essa altura, você deve ter entendido bem como calcular o valor dos movimentos de preço e os valores totais dos contratos de futuros de milho. Agora podemos discutir a importância de saber os limites de margem.

Para quem não tem um entendimento profundo quanto ao uso de margem no mercado de futuros, a explicação a seguir pode ajudar.

Margem é o valor mínimo dos seus fundos disponíveis que você deve ter na sua conta de trading para manter uma posição de futuros alavancada. Cada mercado possui uma margem diferente, de acordo com as suas características de volatilidade. São as bolsas que definem esses valores.

Tipos de margem

Existem dois tipos principais de margem que você deve conhecer: margem inicial e margem de manutenção.

  • Margem inicial – o capital mínimo necessário para abrir uma nova posição. É a porcentagem do preço de compra de um ativo que você deve cobrir em dinheiro ou garantia ao usar uma conta de margem.
  • Margem de manutenção – o capital mínimo necessário para que o trader mantenha uma posição aberta. Se você ficar abaixo dos requisitos de margem de manutenção, sua corretora fechará sua posição ou exigirá que você adicione fundos para cobrir o déficit.

A margem inicial mínima para um contrato futuro de milho padrão é de US$2,025, já margem mínima de manutenção para um contrato futuro de milho padrão é de US$1.500. A bolsa pode ajustar essas margens para cima ou para baixo, dependendo da volatilidade do mercado.

Use a alavancagem com responsabilidade

Muitos traders confundem os conceitos de margem e alavancagem; embora estejam intimamente relacionados, eles não são a mesma coisa. Depois de abordarmos a importância de permanecer dentro dos requisitos de margem, vamos nos aprofundar na ideia de alavancagem e em como usá-la com responsabilidade.

Resumindo, a alavancagem permite controlar uma posição maior em um ativo usando uma quantidade menor de capital.

Um exemplo de uso de alavancagem

Digamos que você tenha US$5.000 em sua conta de trading e adquira um contrato futuro de milho a US$4,00. Vamos supor que o preço do milho suba de US$4,00 para US$4,40 por bushel. Portanto, o aumento real no preço do milho foi de 10% – este seria seu percentual de lucro em uma posição não alavancada. Em um contrato padrão de milho, isso equivaleria a um lucro de US$2.000 (US$0,40 x 5000 bushels = US$2.000).

Mas o que isso significa para sua conta de US$5.000 com alavancagem? Bem, com base no lucro de US$2.000 dessa operação, agora você teria US$7.000, o que representa um aumento de 40% na sua conta de operação.

Os riscos do uso da alavancagem

No entanto, lembre-se de que a alavancagem é uma faca de dois gumes. Se o preço de US$4,00 no ponto de entrada sofresse uma queda de US$0,40, chegando a US$3,60, você sofreria uma perda de 40%.

Dessa forma, é fundamental usar alavancagem de forma responsável. Mas qual é a quantidade ideal de alavancagem a ser usada? Bem, esta é uma escolha pessoal com base na sua tolerância ao risco. Como regra geral, você deve manter um limite de alavancagem dentro de 3:1 ou 4:1. Você ainda pode obter ganhos percentuais significativos mantendo-se dentro desses limites. Ao minimizar a alavancagem utilizada, você também protegerá seu capital contra uma grande catástrofe em uma única operação.

Monitore as condições climáticas

As condições climáticas afetam fortemente o preço do milho. É por isso que desequilíbrios na oferta e demanda podem ocorrer rapidamente nesse mercado. É muito importante que você se mantenha a par das possíveis mudanças no clima nos maiores estados produtores de milho, que incluem Illinois, Indiana, Iowa, Nebraska e Ohio. Lembre-se de que o calor extremo e as secas no Meio-Oeste são o maior medo dos agricultores e traders de futuros de milho. Portanto, mantenha-se informado.

Embora as piores previsões meteorológicas raramente se concretizem, há períodos em que os danos à colheita devido à seca excessiva resultam em aumentos significativos nos preços. O recorde histórico de milho ocorreu logo após um período de seca em 2012, por exemplo. É por isso que os traders geralmente consideram vender o milho durante os meses de verão.

Aqui estão algumas dicas sobre como agir nesses cenários:

  • Tente ficar de fora do mercado quando eventos climáticos puderem causar maior volatilidade e exposição à riscos;
  • Esteja ciente das tendências sazonais no mercado do milho;
  • Todo mês de novembro, o preço do milho cai. Esse mês corresponde ao período da colheita, quando a oferta é geralmente mais alta.

Embora não seja possível prever com certeza a ocorrência de eventos catastróficos, é sempre bom estar preparado para o pior. Tente ficar fora do mercado quando eventos climáticos podem causar aumento na volatilidade e no risco.

Principais relatórios para futuros de milho

Ao operar nesse mercado, seja com base em análises técnicas ou fundamentalistas, há três relatórios principais que podem causar um impacto significativo no mercado futuro do milho.

Relatório USDA

Toda quinta-feira, o USDA divulga um relatório sobre exportações, contendo uma análise detalhada da demanda por exportações de milho. É evidente que altos volumes de exportação costumam ser favoráveis ao mercado do milho e ao preço dos futuros de milho. Além disso, também é uma boa ideia comparar as exportações de milho dos EUA com outros países exportadores. Isso permitirá que você avalie as principais discrepâncias possíveis.

Relatório de Intenção de Plantio

O USDA produz e divulga esse relatório no fim de março. Ele detalha a quantidade de área cultivada que os agricultores alocam para o plantio de diversas commodities agrícolas. Com base nesse relatório, você pode fazer uma previsão quanto ao volume total esperado da produção agrícola para a estação.

Relatório de Estoques de Grãos

O Serviço Nacional de Estatísticas Agrícolas (NASS) emite esse relatório trimestralmente. O relatório oferece uma atualização dos estoques de milho e outros grãos de cada estado.

Curiosidades e fatos interessantes

Embora o milho seja o segundo grão mais produzido no mundo, há algumas curiosidades que a maioria das pessoas não conhece.

  • O milho é usado para a produção de isolamento, baterias com célula seca, linóleo, fogos de artifício, maquiagem teatral, revestimento metálico, pneus e muito mais.
  • A parte externa do grão de milho é usada para a alimentação de animais.
  • O grão é composto de quatro componentes, incluindo proteínas, fibras, amido e óleo. A forma de processamento determina onde eles podem ser usados.
  • Há dois tipos principais de milho produzido nos EUA: o milho doce e o milho amarelo. Apenas 1% do milho plantado nos EUA é do tipo doce.
  • O milho doce é o que as pessoas comem como um vegetal, sendo vendido fresco, congelado ou em lata. O milho amarelo é colhido quando os grãos estão secos e totalmente maduros e é usado principalmente para a produção de biocombustíveis e a alimentação animal.
  • Mais de 97% da produção de milho de Iowa ocorre em fazendas familiares.
  • O Iowa produz mais de 30% do etanol americano.
  • O milho está presente em mais de 4.000 itens de mercearia, incluindo xampu, cerveja, cereais, salgadinhos, produtos à base de carne e muito mais.
  • Além da cor amarela, o milho pode ser produzido em várias outras cores, como roxo, vermelho, verde, branco, preto e cinza azulado.
  • O milho é cultivado em todos os continentes, exceto na Antártida.
  • Um único bushel de milho é suficiente para adoçar mais de 400 latas de refrigerante.
  • Aproximadamente 9,5 L de etanol podem ser produzidos a partir de apenas um bushel.
  • O “cinturão do milho” é um termo usado para descrever os estados dos EUA com condições ideais para a produção de milho.
  • O recorde mundial de altura de um pé de milho é de aproximadamente 10 m. A altura média dos pés de milho varia de 2,5 a 3 m.
  • Para produzir cerca de meio quilo de milho, um agricultor usa mais de 350 litros de água.
  • Estima-se que meio hectare de milho elimine mais de 8 toneladas de CO2 do ar.

Considerações finais

A essa altura, você já deve ter uma boa noção dos benefícios de operar contratos futuros de milho. Além disso, você pode adotar as ideias e dicas apresentadas neste artigo para começar a operar.

É importante lembrar que você deve tomar o tempo necessário para aprender o máximo possível sobre um novo mercado. Conhecer e aprender o básico é essencial para construir uma base sólida. A partir disso, você poderá aplicar diversos modelos técnicos ou teóricos e testar suas ideias.

Com uma alta liquidez, fortes tendências e mudanças sazonais, o milho é um produto fenomenal para se operar. Recomendamos que você use este guia como referência para começar a desenvolver seus próprios métodos de trading de futuros de milho. Quando você estiver confortável com sua estratégia de trading e seu nível de prática, dê o próximo passo e seja financiado com o Gauntlet Mini ™ aqui.

Trader patrocinado earn2trade