Earn2Trade Blog
Especuladores

Especuladores – O que são e qual é a sua função no trading?

A enorme quantidade de transações entre compradores e vendedores todos os dias é a base principal dos mercados financeiros. Esta é a fonte de todas as suas oscilações de preço. Ambos os lados podem ter razões diferentes para suas atividades, mas a maioria – senão todas – se baseia na especulação. Mas o que é um especulador? Como os especuladores ganham dinheiro? Como eles se diferenciam de hedgers e investidores? E mais importante, quais são suas funções nos mercados financeiros? Analisaremos tudo isso neste artigo.

blog ad pt e2t

O que é um especulador?

Há algumas definições diferentes para o que é um especulador. Em poucas palavras, um especulador é alguém que compra ativos para vendê-los no futuro com um bom lucro.

Você pode perguntar: isso não é a mesma coisa que ser um investidor? Sim, de certa forma. A diferença crítica é que, no caso dos especuladores, eles não têm interesse em manter os ativos por muito tempo. Ao contrário dos investidores, sua principal motivação para comprar ativos é vendê-los em vez de mantê-los. 

Como acontece com qualquer outra forma de trading, um especulador busca fazer previsões sobre os movimentos futuros dos preços em um determinado mercado, mas está interessado apenas na diferença de preço.

Na verdade, ninguém é 100% especulador ou 100% investidor. Até certo ponto, todo investidor é um especulador e todo especulador é um investidor. Dessa forma, a diferença entre os dois é apenas uma questão de grau de atuação.

Você também pode gostar:

O que um especulador faz?

Um especulador aplica estratégias bem pensadas, normalmente em um período de tempo mais curto, para obter lucros maiores do que os investidores tradicionais de longo prazo. Por essa razão, os especuladores geralmente assumem mais riscos, principalmente quando se trata de prever os movimentos futuros dos preços. Eles fazem isso para obter um lucro grande o suficiente para compensar o risco da operação. 

A maior parte dos especuladores está presente em mercados voláteis, em que os movimentos de preço são mais frequentes. Eles tentam prever variações e lucrar com os movimentos de preço. Os especuladores podem até utilizar a alavancagem para aumentar os retornos – e perdas – potenciais, embora esta seja uma escolha pessoal e não necessariamente uma estratégia de especulação. 

As razões descritas acima explicam por que os especuladores desempenham um papel fundamental na absorção do risco excessivo. Eles também injetam liquidez no mercado por meio das atividades de compra e venda. Além disso, eles fazem tudo isso mesmo quando os investidores e outros participantes do mercado estão fora.

Por exemplo, após a quebra dos mercados financeiros devido à pandemia de COVID-19, muitos investidores pararam de operar até que as coisas se acalmassem. Os especuladores, por outro lado, aproveitaram toda a volatilidade do mercado. Enquanto lucravam, eles ainda garantiam um nível de liquidez suficiente nos mercados. 

Como os especuladores ganham dinheiro?

Como os especuladores geralmente assumem um risco excessivo em um período mais curto, eles são capazes de exercer alguma forma de “controle” sobre a dinâmica e a direção dos preços. Eles fazem isso por meio de diversas estratégias, como ordens stop loss e dimensionamento de posições. Em geral, sua abordagem também inclui manter o controle sobre as estatísticas do seu desempenho de trading.

Especuladores costumam ser indivíduos sofisticados e com um grande apetite ao risco. Apesar disso, eles muitas vezes são confundidos com apostadores, mas há uma distinção importante entre eles. Os participantes do mercado que usam métodos não testados ou operam com base em palpites ou sentimentos são provavelmente apostadores. Em contrapartida, a especulação lucrativa requer muito trabalho por meio de estratégias bem executadas e comprovadas para gerar dinheiro. É dessa forma que eles obtêm uma vantagem decisiva no mercado.

Para se manterem lucrativos, os especuladores buscam padrões recorrentes nos movimentos do mercado. Eles procuram pontos em comum nas oscilações de preço em um determinado período e, em seguida, usam essas informações para lucrar com os movimentos de preço futuros. 

Trading exige um trabalho minucioso, principalmente porque os preços estão variando constantemente e há inúmeras variáveis a serem consideradas. É por isso que cada especulador deve, antes de tudo, desenvolver sua própria maneira experimentada e testada de operar antes de realmente entrar no mercado.

Como os especuladores impactam o mercado?

Digamos que um especulador acredite que o preço de um determinado ativo vai subir. Ele pode optar por adquirir o máximo possível do ativo, o que, por si só, aumentará o preço. Outros participantes do mercado podem ver esta atividade como um sinal positivo, levando a novas compras do ativo por outros especuladores, o que aumentará o preço ainda mais. 

Se não for bem avaliada, a atividade do especulador pode fazer o preço de um ativo ficar muito acima do seu valor real. O resultado será uma bolha especulativa.

Podemos ver o mesmo do outro lado da operação. Quando um especulador acredita que o valor de um ativo está prestes a cair ou está atualmente supervalorizado, ele vende o máximo possível do ativo enquanto os preços ainda estão altos. 

Isso pode fazer com que o preço do ativo caia ainda mais, o que outros traders podem ver como o início de uma desaceleração. Se acompanharem o movimento, o preço continuará caindo até que o mercado se estabilize.

Esse processo é o que leva muitos investidores a se tornarem especuladores – mesmo que temporariamente. O ponto é que eles se concentram nos movimentos mais drásticos dos preços. Mesmo que tenham aberto sua posição com a intenção de mantê-la por um longo período, eles podem repensar a estratégia ao notar que outras pessoas estão comprando ou vendendo. Esta é uma maneira de entrar no reino da especulação, embora muitas vezes beire o limite dos apostadores.

Tipos de especuladores

Especuladores tendem a se especializar em mercados específicos. Por exemplo, um especulador pode se especializar em commodities e operar apenas nesse tipo de mercado. 

Além disso, cada especulador opera de acordo com seu estilo. Alguns são scalpers, que compram e vendem rapidamente quando os preços oscilam apenas uma fração de centavo. Já outros são day traders e compram e vendem ao longo do dia. Ainda há os position traders, que optam por manter suas posições por vários dias, semanas ou até meses antes de sair. 

Com isso em mente, há cinco categorias principais de especuladores: 

Especulador de alta

Como o nome sugere, estes são os especuladores otimistas. Eles entram no mercado esperando que o preço do ativo suba, então compram agora para vendê-lo com lucro no futuro. Se suas expectativas se tornarem realidade, eles aproveitam a diferença de preço e saem da posição. 

Especulador de baixa

Esse tipo é a contrapartida dos especuladores mais otimistas. Um especulador de baixa é pessimista e espera uma queda acentuada no preço de um ativo. Ele abre uma posição vendida em um ativo com um preço mais alto para obter lucro com a queda esperada. Se o valor do ativo cair conforme previsto, ele garante seus ganhos a partir da diferença de preço.

Especulador de curto prazo

Em geral, um especulador de curto prazo é cauteloso, principalmente em comparação com especuladores de alta e de baixa. Normalmente, eles se concentram na subscrição das ações de novas empresas. Em seguida, quando as ações decolam, eles as vendem com um prêmio ou lucro. 

Especulador “pato manco”

O termo “pato manco” é usado para descrever especuladores que não conseguem cobrir as perdas em suas atividades de trading, principalmente devido à aplicação de estratégias de trading ineficientes. Esse tipo também inclui traders que não pagaram suas dívidas e estão praticamente falidos. O termo representa os traders que não conseguem cumprir com seus compromissos e estão sofrendo perdas financeiras pesadas, mas ainda não saíram do mercado. 

Jobbers

Um jobber é um especulador profissional que também é membro da bolsa de valores e desempenha várias funções essenciais. Eles são traders independentes e normalmente executam as transações em seu próprio nome. Eles obtêm lucros através de atividades especulativas e apenas interagem com outros jobbers ou com o corretor, nunca com alguém que não seja membro.

Como especular?

Operações especulativas geralmente envolvem ativos com um perfil de alto risco e alto retorno. Os mercados estão sempre variando com base nas constantes oscilações nos preços. 

Uma das principais razões para essas oscilações é a relação entre oferta e demanda. Se quiser especular com ações, basta comprar o máximo de unidades que puder quando considerar que o preço deve subir. 

Como a oferta de ações é limitada, sua compra agressiva pode aumentar a demanda, elevando o preço ainda mais.

A especulação lucrativa cobre uma grande variedade de estratégias de trading, como swing trade, pair trade, uso de padrões de gráficos e até mesmo estratégias de hedge. 

Especuladores são especialistas em análise fundamentalista

Especuladores não estão necessariamente preocupados com os negócios de uma empresa, mas precisam se manter informados quanto aos seus fundamentos. Eles se destacam na execução de análises fundamentalistas detalhadas para determinar se o ativo está supervalorizado ou subvalorizado, o que sustentará suas decisões de trading. 

Um especulador experiente também sabe como eventos mundiais, como a atual pandemia de COVID-19 e outros casos de turbulência global, podem influenciar os movimentos de preço de curto prazo nos mercados. Por exemplo, por conta da série de lockdowns estabelecidos em todo o mundo em abril de 2020, a demanda por petróleo despencou e seu preço ficou abaixo de US$0.

Exemplos de especulação

A atividade especulativa está presente em diversos mercados. Vamos analisar alguns para termos uma visão mais clara:

Especulação no mercado de ações

Ações com perfis de alto risco são chamadas de ações especulativas, e um bom exemplo são as penny stocks. Essas ações têm preços mais baixos e oferecem retornos potencialmente altos para compensar o alto risco associado. A especulação no mercado de ações é bem simples: você compra ou vende as ações com base na expectativa de que o preço subirá ou cairá e, por fim, lucra com a variação. 

Especulação no mercado de câmbio (Forex)

Os especuladores tendem a frequentar o mercado de câmbio por conta das oscilações constantes nas taxas de câmbio entre as moedas operadas. Além disso, o mercado permite operações mais frequentes graças aos diversos pares de moedas diferentes que podem ser comprados e vendidos dentro de um determinado período. 

Por exemplo, você pode operar o dólar americano pareado com mais de uma dezena de moedas de todo o mundo. Caso acredite que o dólar americano subirá em relação ao iene japonês, por exemplo, você comprará mais dólar e venderá a moeda com lucro. 

Por fim, o nível de alavancagem disponível no mercado de Forex costuma ser bastante alto. Os especuladores podem usar esse recurso para acumular lucros significativos com apenas uma pequena quantidade de capital inicial. 

Especulação no mercado de commodities

A especulação pode ajudar a controlar a volatilidade dos preços nos mercados de commodities. Isso porque as commodities são muito menos operadas em comparação com ações e moedas. Os mercados de futuros e opções são particularmente populares entre os especuladores, pois são predominantemente especulativos. 

Por exemplo, digamos que você acredite que o preço da prata subirá nos próximos seis meses. Você poderia adquirir um contrato futuro com uma mineradora de prata para entregar 1000 onças de prata daqui seis meses, porém pagando o preço de hoje. Depois de seis meses, se o preço da prata realmente tiver subido, você poderá vender suas 1000 onças com lucro. 

A melhor parte do trading de futuros é que você não precisa nem ter a posse física do ativo operado antes de revendê-lo. Os mercados de commodities também oferecem altos níveis de alavancagem, o que torna as atividades especulativas ainda mais atraentes. 

Especuladores vs. hedgers

A principal diferença entre especuladores e hedgers se dá na abordagem do risco. Os especuladores se dão melhor em momentos de incerteza e buscam obter o máximo de lucro possível para compensar esse risco. Os hedgers, por outro lado, visam limitar sua exposição ao risco assumindo uma posição auxiliar para compensar o outro ativo. 

Vantagens e desvantagens

Assim como todo tipo de abordagem dos mercados financeiros, ser um especulador também possui suas vantagens e desvantagens.

Vantagens

1. Bem-estar econômico – Os especuladores fornecem o capital necessário para o crescimento e a expansão de empresas novas. No mínimo, eles fornecem sustentação ao preço de ativos que estão temporariamente desvalorizados entre os traders, o que ajuda a estimular a economia.

2. Aumento da liquidez do mercado – Como os especuladores operam ativamente, suas atividades injetam capital nos mercados dos quais participam. Ninguém quer comprar ou vender em um mercado ilíquido. As características desse tipo de mercado incluem spreads maiores entre os preços de compra e venda e a impossibilidade de operar a um preço justo.

3. Exposição a riscos – Como os especuladores têm maior tolerância ao risco, eles costumam ser uma boa fonte de financiamento para as empresas. 

Desvantagens

1. Risco de preços irracionais – Atividades especulativas podem empurrar os preços muito acima ou abaixo de seus valores reais. Essas oscilações de preço podem ser apenas de curto prazo, mas muitas vezes podem causar impactos de longo prazo.

2. Risco de bolhas econômicas – Isso está diretamente relacionado ao risco dos preços irracionais. Com o tempo, bolhas especulativas podem impactar a economia como um todo, principalmente em setores críticos, como o imobiliário, o cambial e o comércio em geral.

Como reduzir o risco como especulador?

Por mais que os especuladores tenham preferência pelo risco, também é fundamental minimizar sua exposição para que não usem todo os seus ganhos compensando os riscos. É por isso que eles devem analisar muito bem o mercado antes de abrir uma posição. É preciso ter muita experiência com análises fundamentalistas e técnicas para garantir que o preço do ativo operado se moverá conforme o esperado. 

Além disso, os especuladores podem fazer hedge de suas posições para minimizar as possíveis consequências de um investimento. Dessa forma, é possível evitar a perda total graças ao lucro potencial de um ativo de compensação. Por exemplo, um especulador pode diversificar seu investimento para limitar as chances de perda total. 

Conclusão

Especuladores são muitas vezes considerados os grandes culpados pelas quedas do mercado. Eles são acusados de conduzir os preços ao extremo e até de manipular os mercados. No entanto, a verdade é que é mais provável que a atividade especulativa atue como uma proteção contra os extremos do mercado do que seja sua causa. Além da liquidez de mercado que os especuladores fornecem, suas constantes atividades de compra e venda podem ajudar a evitar que os preços dos ativos oscilem demais. 

A especulação deve ser deixada para quem tem alta tolerância ao risco e o conhecimento técnico necessário para operar no mercado escolhido. Um especulador em potencial também deve ter recursos financeiros suficientes para sustentar possíveis perdas durante as suas operações.