Earn2Trade Blog
erros comuns

Os erros de análise técnica mais cometidos pelos traders

Dominar a análise técnica requer uma combinação de fatores. Isso inclui adquirir habilidades de trading, ser persistente, horas de dedicação e ter os traços de personalidade certos. Acima de tudo, requer a capacidade de aprender com seus erros. Dessa forma, os traders podem desenvolver uma curva de aprendizado constante e sustentável. Eles podem basear suas estratégias tanto em suas próprias experiências quanto nas de outros traders. Este guia discute os erros mais comuns cometidos na análise técnica.  Ele vai ajudá-lo a evitar situações que, se não contornadas, podem custar-lhe muito dinheiro.

Trader patrocinado earn2trade

Como evitar os erros mais comuns na análise técnica

Em seu livro Você Não Está Aqui Por Acaso””, Rick Warren escreve: “Embora seja sábio aprender com a experiência, é mais sábio aprender com as experiências dos outros”

Essa verdade universal se aplica a todos os aspectos da vida e não deixa de ser aplicada também ao trading. Dominar a análise técnica é uma longa jornada com muitas armadilhas potenciais que você pode encontrar pelo caminho. No entanto, também oferece uma variedade de oportunidades para construir uma carreira e garantir um fluxo de lucro constante.

A melhor maneira de evitar armadilhas e capitalizar oportunidades é aprendendo com os erros dos outros. Felizmente, com a análise técnica, as décadas de história do mercado nos permitem chegar aos erros mais comuns e nos mostram como evitá-los.

1. Mergulhar de cabeça

Você provavelmente conhece aquela empolgação ardente que você tem ao começar algo novo que você está apaixonado. Você quer por a mão na massa imediatamente. Porém, seguir esse sentimento pode custar caro no trading.

Muitos traders iniciantes ficam ansiosos em fazer a primeira operação. Na maioria das vezes, os traders mais apaixonados rapidamente vêem essa empolgação se transformar em raiva ou desespero. O motivo é que a análise técnica é predominantemente científica. Mistura matemática, economia, finanças, estatísticas e, o mais importante, a capacidade de encontrar conexões e interpretar padrões diferentes.

É por isso que dominar a análise técnica e operar como um todo é vista como uma maratona, não uma corrida.  Você deve ir aos poucos. Evite mergulhar no desconhecido só porque alguém lhe disse que você pode obter lucros altos.

Tenha em mente que para alguém ganhar dinheiro no trading, alguém precisa estar do lado perdedor. A única maneira de maximizar suas chances de estar no primeiro grupo é se você estiver melhor preparado do que os outros traders.  O resto é pura sorte. E sorte não é uma estratégia sustentável quando se trata de trading.  

Como evitar

Comece a operar primeiro em uma conta demo com dinheiro virtual para que você possa dominar os fundamentos do trading e avaliar a consistência do desempenho da sua estratégia.

2. Dobrar a aposta após perder dinheiro

Uma armadilha comum é ficar muito apegado a uma configuração de trading e continuar usando-a mesmo que ela perca dinheiro consistentemente. Por exemplo, um trader pode ter visto algum sistema que promete “revelar o segredo do mercado” ou passou semanas desenvolvendo uma estratégia que ele não gostaria de abandonar. No entanto, estar fixado em uma configuração de trading que não funciona é uma receita para o desastre.

Então, como descobrir se sua estratégia funciona? Um bom sistema, evidentemente, deve gerar mais operações lucrativas do que prejuízos. A taxa de sucesso deve ser superior a 50%. Dizem no mundo do trading que uma configuração de trading bem-sucedida tem uma relação de lucro/perda de 2:1 ou 3:1.  Ou seja, se você está do lado vencedor em aproximadamente 66% ~ 75% de suas operações, você está dentro da média do setor.

No entanto, se sua configuração não está atingindo essas taxas de eficiência, é hora de tomar uma atitude e ver o que está errado.  Certifique-se de fazer isso antes de perder muito capital. Se sua estratégia não vai bem nas primeiras dez operações (durante um ambiente normal de trading), a chance dela milagrosamente começar a ter lucros depois disso é pequena. Como trader de commodities, Ed Seykota disse: “Os elementos do bom trading são: (1) evitar perdas, (2) evitar perdas e (3) evitar perdas.”

Como evitar

Teste sempre sua estratégia em uma conta demo. Procure alcançar consistentemente uma relação lucro/perda acima de 3:1, se possível. Essa eficiência dará margem para correções quando você operar no mercado real, sendo ainda lucrativo. Se você conseguir fazer isso, você minimizará o risco de “surpresas desagradáveis” ao operar com capital real.

3. Ajustes e mudanças em excesso

Muitos traders trabalham de forma oposta. Imagine a situação – você passou semanas aprendendo sobre os diferentes indicadores técnicos, analisando quais funcionam melhor juntos, e adaptando-os para atender à necessidade de sua estratégia para depois vê-los falhar em algumas operações. Você então rapidamente começa a fazer correções. No entanto, elas nem sempre são necessárias.

Tenha em mente que a ideia das ferramentas de análise técnica é dar-lhe sinais com base em determinados eventos de mercado. No entanto, se o momento mudar drasticamente, a razão muitas vezes pode estar fora do escopo da sua estratégia. Além disso, mudanças dramáticas geralmente são causadas por eventos pontuais de curta duração, como um flash crash, por exemplo. Depois que eles passam e o mercado volta ao normal, sua estratégia deve voltar a funcionar como esperado.

Certifique-se de mudar sua estratégia somente se ela falhar consistentemente em condições semelhantes às que você a projetou. Caso contrário, você pode estar desnecessariamente desistindo de um sistema de trading perfeitamente funcional que simplesmente não funciona naquele momento em particular.  

Como evitar

Novamente, se você testou extensivamente sua estratégia no campo de treinamento e ela teve um bom desempenho, então simplesmente não há razão para fazer mudanças drásticas. Em vez disso, considere o que mudou nos mercados – talvez seja um período de choques macroeconômicos ou geopolíticos, alta volatilidade, falta de liquidez, entre outros. Se essas questões estiverem presentes, espere que elas passem ou adapte sua estratégia ao ambiente de mercado existente.   

4. Não controlar as emoções

O trading gera sentimentos intensos nos traders, ganhando ou perdendo. Para ter sucesso, um trader precisa de uma mindset resiliente e a capacidade de manter as emoções sob controle o tempo inteiro.

A razão é que as emoções podem impactar significativamente a forma como um trader toma decisões. Muitas vezes, quando os traders sofrem uma perda significativa, eles ficam frustrados e imediatamente deixam de lado seu plano de trading para começar a procurar maneiras de compensar a perda. O termo para isso é “revenge trading” ou trading de vingança. Em vez de recuperar o prejuízo, na maioria das vezes, o revenge trading acumula perdas ainda maiores. Este processo ameaça colocar o trader em uma espiral descendente onde ele fica vulnerável às emoções e toma decisões precipitadas. Em situações assim, ganhar se torna apenas uma questão de sorte.

Embora nenhum trader está imune às emoções, é essencial lembrar que os mercados financeiros são movidos puramente pela lógica, não pelo coração. No final, o nome ANÁLISE técnica é por uma razão. Se você parar de seguir a lógica por trás de sua configuração de trading, você está essencialmente desistindo do controle de fatores que você não pode influenciar.

Paul Tudor Jones disse: “Todos os dias, presumo que cada posição que tenho está errada.”  Essa mentalidade permite que você esteja preparado para o pior que pode acontecer e encará-lo positivamente.  

Como evitar

Há uma abordagem preventiva para evitar esse problema. Antes de começar a operar, aceite que as perdas são uma grande parte do processo, mesmo para os melhores. Em seguida, depois de uma operação perdida, pare por um minuto ou até mesmo por toda a sessão. Só volte a operar depois de se acalmar, com a mente limpa, e quando estiver pronto para seguir com seu plano inicial de trading mais uma vez.

5. Seguir cegamente a configuração de trading dos outros

A melhor coisa sobre análise técnica é que ela é muito antiga. O caminho é bem trilhado, e você simplesmente não tem que aprender os detalhes cometendo erros após erros. Em vez disso, você pode aprender com traders bem sucedidos e levar em conta seus métodos.

No entanto, não confie cegamente que copiar a configuração de trading mecanicamente o tornará tão bem sucedido quanto. É exatamente o oposto – isso pode até ser ruim. A razão é que existem muitas variáveis que determinam o sucesso de uma estratégia de trading. Em outras palavras, o contexto dificilmente será o mesmo para vocês dois. E o contexto faz toda a diferença.

Embora à primeira vista, a abordagem deste outro trader pode se encaixar na sua, muitos outros fatores podem entrar em jogo e podem fazer você perder dinheiro se você não levá-los em conta. Por exemplo, mesmo que os instrumentos operados sejam os mesmos, ele pode ter mais capital, uma estratégia de saída diferente, ou preferir intervalos de trading diferentes.

Copiar cegamente a abordagem de outro trader é como experimentar o sapato do seu amigo – o tamanho pode ser seu, mas certamente não vai caber perfeitamente em você. Da mesma forma, confiar em uma análise feita por outros traders experientes é uma boa ideia, mas confiar excessivamente nela não é.

Como evitar

Lembre-se que você pode e deve aprender com outros traders, mas nunca seguir ou copiar suas estratégias cegamente. Se você está firme em tentar outra configuração, pelo menos faça isso em uma conta demo. Dessa forma, você pode descobrir se a estratégia vai funcionar para você também e corrigir quaisquer problemas potenciais sem arriscar seu capital.

6. Usar muitos ou poucos indicadores

Ao planejar uma estratégia, uma das primeiras coisas que os traders se perguntam é quantos indicadores usar. Embora não haja uma regra definida para quantos indicadores usar, há para quantos não usar.

Muitos traders cometem o erro comum de confiar apenas em um único indicador (por exemplo, a Média Móvel Divergência e Convergência). Confiar em um único indicador significa que você é completamente dependente dos sinais que ele fornece. No entanto, este é um erro que pode custar caro, já que nenhum indicador é perfeito e 100% preciso o tempo todo.

Por outro lado, alguns traders pensam que quanto mais indicadores, melhor. Como resultado, eles acabam equipando suas estratégias de trading com seis ou sete ferramentas técnicas, por exemplo, pensando que isso aumentará sua eficiência. No entanto, a verdade é que quanto mais indicadores você incluir, mais ruído você provavelmente experimentará. Imagine – você abre um gráfico, e há seis ou sete ferramentas para olhar, algumas cujo os sinais vêm do monitoramento de diferentes elementos (histograma, duas ou mais linhas, etc.) de uma só vez. Adicione a isso os candlesticks do preço, e você tem uma configuração cada vez mais complexa que até mesmo os traders mais experientes achariam complicado. Este estado também é conhecido como paralisia por análise“.  Além disso, ter muitos indicadores aumenta o risco de ter sinais contraditórios.

Como evitar

É aconselhável usar dois ou três indicadores que se complementem e ajudem a analisar o mercado de diferentes ângulos. Se você é mais experiente, você pode construir uma configuração mais complexa, mas cuidado com indicadores que não funcionam bem juntos.

7. Operar demais

Alguns traders ativos muitas vezes pensam que têm que estar sempre em uma operação. Se eles passam um tempo sem operar, eles começam a sentir o medo de ficar de fora (FOMO, na sigla em inglês) e muitas vezes acabam tentando compensar. Como resultado, eles passam a operar, mesmo quando não vêem oportunidades claras de lucro.

Tenha em mente que o trading envolve muita análise e tempo para aperfeiçoar sua estratégia técnica. Mesmo quando você não está analisando o mercado, mas simplesmente esperando pacientemente, você pode estar tomando uma decisão melhor do que operar ativamente. Alguns traders podem entrar em menos de três operações por ano e ainda produzir retornos significativos.

Por exemplo, Jesse Livermore, um dos pioneiros do day trading, disse que o dinheiro é feito sentado, não operando. Se o trader mais famoso disse isso, então você não precisa de nenhuma outra confirmação de que você não precisa operar o tempo todo.

Embora possa ser desafiador estar sentado sem operar enquanto seus colegas estão ganhando dinheiro, é essencial lembrar que o trading é uma maratona e não uma corrida. Se não há oportunidades de lucro lá fora, não tente criar uma – você simplesmente não é capaz disso.  Operar sem um sinal confiável é uma operação de alto risco, e você deve fazer isso com a ideia clara de que você pode perder mais do que ganhar.

Como evitar

Mantenha sua estratégia de trading e opere somente quando tiver sinais claros. Lembre-se que alguns sinais podem levar tempo para se formar, e ter pressa não alcançará nada além da simples perda de dinheiro.

8. Não ter uma estratégia de saída

Construir uma estratégia sólida de análise técnica não se trata apenas de pegar e combinar os melhores indicadores. Trata-se também de definir suas prioridades e objetivos. O principal deles é quando sair do mercado.

Traders que não têm uma estratégia de saída (e há muitos deles) geralmente acabam vítimas de medo ou ganância. No primeiro caso, eles saem do mercado muito cedo e perdem com os ganhos que poderiam ter obtido se tivessem ficado mais tempo. Por outro lado, depois de fazer um pequeno lucro, os traders gananciosos geralmente continuam surfando na onda em busca de ganhos ainda maiores até que se torne tarde demais.

O mesmo vale para a estratégia de entrada. Felizmente, a análise técnica oferece muitos indicadores para ajudá-lo a navegar nos melhores pontos de entrada e saída. A única coisa que resta é sua vontade de fazer isso.

Como evitar

Crie sua estratégia de entrada e saída antes de começar a operar e nunca vá contra eles. Estabeleça uma meta de lucro ou um stop-loss. Uma vez que você atingi-los, certifique-se de sair. Não se esqueça que medo e ganância são seus piores inimigos, então não deixe que eles assumam o controle e forcem-no a agir contra sua estratégia de saída.

9. Não manter um diário de trading

Os diários de trading ajudam a manter um registro de sua atividade. E por que isso é importante? A razão é que na jornada para se tornar um melhor trader, sua prioridade máxima será replicar seus movimentos vencedores, deixando seus erros comuns no passado e nunca repeti-los.  A melhor maneira de fazer isso é mantendo um diário de trading onde você adiciona seu histórico, as especificidades sobre uma determinada operação, como você se sentiu depois dela e quaisquer outros detalhes relevantes.

Isso é essencial, já que o que você não pode rastrear, você não pode melhorar, e o que você não rastreia, você não vai melhorar. Pense em esportes, por exemplo. Boxeadores, jogadores de futebol, jogadores de basquete – os treinadores sempre mostram-lhes gravações de partidas específicas para ajudar a melhorar seus pontos fracos e evitá-los no futuro. Até os jogadores de pôquer tomam notas durante os torneios.

O mesmo vale para os traders técnicos. Os diários de trading dão a você  uma perspectiva de seu desempenho. Todos esses dados que você gera durante a operação contém toneladas de informações ocultas que podem ajudá-lo a melhorar no futuro. Manter um diário pode ser benéfico tanto para iniciantes quanto para profissionais. Ele pode ajudar os iniciantes a construir hábitos e acelerar seu caminho para um trading mais bem sucedido. Para os profissionais, ele pode ajustar suas estratégias de trading e facilitar a análise de detalhes.  

Como evitar

É simples – comece a manter um diário de trading desde o primeiro dia. Seja consistente e registre todas as atividades, incluindo as operações lucrativas e perdedoras. Existem muitas soluções de diários de trading que ajudam você a fazer isso automaticamente. Alguns deles ainda oferecem recursos avançados para backtesting, otimização de operação, métricas de desempenho resumidas e muito mais. 

10. Aplicar ferramentas de análise técnica em diferentes mercados e esperar resultados parecidos

Alguns traders pensam que qualquer estratégia que funcione com futuros também funcionará com ações, títulos, forex, entre outros. No entanto, este não é o caso. Diferentes classes de ativos têm requisitos e especificidades diferentes.

Por exemplo, se você está operando ações blue-chip ou títulos de alta qualidade, a volatilidade provavelmente não será a pedra angular de sua estratégia. Por outro lado, se você operar a moeda de um país altamente instável ou futuros e opções que estão perto do vencimento, você terá que responder por flutuações significativas de preços.

Lembre-se sempre que a análise técnica é um jogo de probabilidades e não de verdades absolutas. Isso significa que se sua configuração de trading funcionar perfeitamente com futuros de milho, por exemplo, seu sucesso não se traduzirá linearmente para outros mercados. É exatamente o oposto – suas qualidades preditivas podem se tornar menos confiáveis ou até mesmo enganá-lo. É por isso que você não deve cometer o erro de aplicar indicadores técnicos destinados a uma classe de ativos em outra.

Como evitar

Adapte sua configuração técnica para a classe de ativos que você estará operando para garantir que ela se comporte como você espera. Se você está apenas começando, especialize-se em uma determinada classe de ativos, e não tente operar todos os mercados desde o primeiro dia.

Uma reflexão sobre os erros comuns

O trading é, em primeiro lugar, sobre preservar o capital e, em segundo lugar, sobre o fazê-lo crescer. No entanto, muitos traders lutam com essa verdade fundamental.

De acordo com diferentes estimativas, entre 80% e 99% dos traders perdem dinheiro.  Para terminar entre os 1% a 20% restantes, você deve estabelecer as bases fazendo sua lição de casa e cortar as chances de possíveis erros. Todo trader que usa análise técnica comete pelo menos um dos erros desta lista. A maioria comete mais. Uma das melhores maneiras de evitar esses erros comuns é estar ciente deles. A lista com os mais comuns é uma excelente maneira de começar. No entanto, o universo da análise técnica é profundo e de aprendizado contínuo. Se você quer ter sucesso no mercado, certifique-se de continuar expandindo seu conhecimento.

Trader patrocinado earn2trade