pt
en
es
ar

Blog

Guias de trading, webinários e histórias

Futuros de Bitcoin – Aprenda a operar derivativos de Bitcoin

Futuros de Bitcoin
F T L
17 minutos de leitura
blog ad pt e2t

O trading de Bitcoin era praticamente inexistente há apenas uma década. Hoje esse termo gera mais de 440 milhões de resultados de pesquisa no Google. Esses números dispararam ainda mais após a introdução dos futuros de Bitcoin, instrumento que uniu o mundo financeiro tradicional à nova revolução digital. Durante anos, o trading de Bitcoin foi considerado complicado, arriscado e caro. Hoje em dia, o esforço da comunidade de criptomoedas para alcançar a adoção em massa está finalmente dando frutos. Os tão esperados contratos futuros de BTC estão agora disponíveis ao grande público.

Neste guia, daremos uma olhada nos futuros do Bitcoin. O que tornou o Bitcoin um dos tópicos mais quentes do mundo financeiro na época? Vamos explorar o que são os futuros de BTC e as razões por trás desse hype. Vamos descobrir como os futuros de Bitcoin funcionam e mergulhar em sua história. Além disso, veremos as estratégias mais populares para operar futuros de BTC e descobriremos suas vantagens e desvantagens.

O que são futuros de Bitcoin?

Bitcoin é uma versão P2P de dinheiro eletrônico – ou “moeda digital”. Ele foi introduzido pela figura mística de Satoshi Nakamoto em seu artigo “Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System”, publicado em outubro de 2008. Computadores poderosos mineram criptomoedas por meio da resolução de problemas matemáticos complexos. O Bitcoin começou atraiu tanto interesse que levou à criação de um novo setor e uma nova classe de ativos.

O Bitcoin possibilita que os investidores obtenham lucros significativos, mas também possui uma alta volatilidade. A moeda digital também é tecnicamente mais difícil de navegar, armazenar e operar se comparada com ativos comuns.

Superar todos esses desafios aumentaria o interesse em torno do setor de criptomoedas. Até mesmo os investidores mais conservadores, ou aqueles que nada sabiam sobre cripto, ficaram curiosos. É por isso que há anos os principais nomes do setor têm se esforçado para desenvolver e apresentar os futuros de Bitcoin.

Você também pode gostar:

Definição dos futuros de Bitcoin

Os futuros de Bitcoin são acordos para comprar ou vender o ativo digital por um preço fixo em uma data posterior.  Isso permite que os traders se protejam contra a volatilidade e as oscilações de preço entre o momento da compra ou venda do contrato e o momento da sua entrega. Além disso, os futuros de BTC também oferecem a oportunidade de usar alavancagem e maximizar seus retornos.

Os traders gostam dos futuros de Bitcoin, pois combinam o melhor dos dois mundos. Ele oferece a chance de especular e lucrar com o potencial dos ativos de criptomoedas, ao mesmo tempo que minimiza o risco e estabiliza as oscilações de preço. E tudo isso sem ter que lidar com os desafios de comprar e armazenar a criptomoeda subjacente. Em vez disso, os contratos futuros refletem o valor do ativo, e a liquidação é realizada em dinheiro.

História dos futuros de Bitcoin

Uma forma ligeiramente diferente de futuros de Bitcoin já existia há algum tempo. No início, as pessoas operavam futuros principalmente em corretoras de criptomoedas não regulamentadas.

No final de 2017, o primeiro contrato oficial de futuros de Bitcoin começou a ser operado em Bolsas regulamentadas. Em dezembro de 2017, a Chicago Mercantile Exchange (CME) e a Chicago Board Options Exchange (CBOE) começaram a oferecer contratos futuros baseados no preço do Bitcoin.

A CBOE lançou seus futuros de Bitcoin (XBT) em 11 de dezembro de 2017, enquanto os futuros de BTC (BTC) da CME foram disponibilizados uma semana depois. No entanto, foi a oferta da CME que aumentou significativamente as atividades de trading nesse setor.

Este foi o momento em que a comunidade financeira em geral se abriu para a ideia de operar criptomoedas. Os futuros de Bitcoin foram um grande sucesso desde o início. Os traders finalmente tinham uma ferramenta que lhes permitia lucrar com o preço do Bitcoin sem de fato possuir o ativo subjacente. Isso também foi importante para traders que residem em jurisdições que proibiram o trading de cripto.

Efeitos no ativo subjacente

A introdução dos futuros de Bitcoin causou uma alta de 10% no preço do ativo subjacente. No entanto, o preço acabou caindo algum tempo depois.

Bitcoin
Dados do Nomics.com

De acordo com alguns estudos, os contratos futuros ainda contribuíram para a diminuição do risco sistêmico do Bitcoin.

Uma pesquisa do Federal Reserve de São Francisco concluiu que os movimentos de alta e queda no preço foram consistentes com a introdução de instrumentos futuros em outros mercados. 

Como funcionam os futuros de Bitcoin?

Os contratos futuros de Bitcoin são muito parecidos com os de grãos, petróleo ou qualquer outra commodity. A única diferença é que o instrumento subjacente não é um ativo físico, mas uma criptomoeda com liquidação em dinheiro (USD). Ao contrário dos futuros de milho, por exemplo, não há uma entrega física de Bitcoin.

Os futuros de Bitcoin permitem que os investidores fixem o preço da criptomoeda e façam hedge ou lucrem com a alta volatilidade associada a essa classe de ativos.

Digamos que você possua um Bitcoin e sua cotação seja de US$10.000. No entanto, há o risco de queda do preço devido a incertezas do mercado. Para proteger seu capital, você pode vender um contrato futuro de Bitcoin pelo preço atual (US$10.000). O preço do contrato e do ativo subjacente tendem a cair quanto mais próximo estivermos da data de liquidação

Se, por exemplo, o contrato futuro de Bitcoin for operado a US$8.000 próximo da data de liquidação, você terá um lucro de US$2.000, o que lhe permitirá proteger seu portfólio.

Determinando o preço

A forma de calcular o preço dos futuros de Bitcoin depende do emissor do instrumento. No caso de corretoras de criptomoedas como a Kraken, por exemplo, os preços são baseados em índices agregados, representando a demanda por cada criptomoeda de várias corretoras.

No caso da CME, esse valor se baseia na Taxa de Referência de Bitcoin (BRR, na sigla em inglês), que funciona como uma taxa de referência diária do preço do instrumento em dólares americanos. Esse índice agrega o fluxo de operações das corretoras de mercado à vista durante um intervalo de uma hora ao preço de um BTC em dólar a partir das 16h no horário de Londres.

Na maioria dos casos, ao comprar um contrato futuro de Bitcoin, não é preciso encontrar uma maneira de armazenar o ativo, afinal você não o possui de fato – você está basicamente especulando sobre seu preço. No entanto, há locais como a Bakkt e a Intercontinental Exchange que oferecem contratos futuros de Bitcoin diários e mensais com entrega física.

Especificações do contrato

Os detalhes dos futuros de Bitcoin variam de acordo com o emissor. Vamos analisar as especificações do contrato futuro de Bitcoin (BTC) da CME. Este é de longe o mais popular e amplamente operado.

Símbolo do contratoBTC
Unidade do contrato5 Bitcoins, conforme definido pela Taxa de Referência de Bitcoin (BRR) CME CF 
CotaçãoDólares (USD) por Bitcoin
Commodity subjacenteBitcoin
Oscilação mínimaCompleto: 5,00 por Bitcoin = US$25,00; Spread calendário: 1,00 por Bitcoin = US$5,00
Ciclo de listagemSeis contratos mensais consecutivos, incluindo os dois contratos mais próximos de dezembro
Forma de liquidaçãoLiquidação financeira
Último dia de operaçãoA operação termina no dia útil anterior ao 15º dia do mês do contrato
Horários de operaçãoDomingo a sexta-feira: 17h às 16h (CT) com um intervalo de 60 minutos por dia, começando às 16h (CT)
Último dia de operaçãoA operação termina às 16h (horário de Londres) da última sexta-feira do mês do contrato. Se este não for um dia útil em Londres e nos EUA, a operação será encerrada no dia útil anterior de Londres e dos EUA.
Para obter todos os detalhes do contrato, acesse a página do produto da CME

Modelo de preços

Para ajudá-lo a entender os futuros de BTC, vamos analisar o modelo de preços da CME. Para fazer isso, devemos entender o que é BRR.

Em 2016, o CME Group e a Crypto Facilities Ltd. lançaram dois produtos de precificação de Bitcoin, a Taxa de Referência de Bitcoin (BRR) e o Índice de Bitcoin em Tempo Real (BRTI). O BRTI é publicado a cada segundo, todos os dias, com o objetivo de fornecer informações em tempo real e melhorar a transparência. Por outro lado, a BRR é uma taxa de referência diária do preço em USD de um Bitcoin, agregando o fluxo de operações das principais corretoras de mercado à vista de Bitcoin. É calculado exatamente às 16h (horário de Londres) em um intervalo de uma hora.

Um único contrato equivale a cinco vezes o valor da BRR e é cotado em dólares (USD) por Bitcoin. Os ticks são cotados em múltiplos de US$5 por Bitcoin, ou seja, o movimento de um tick no preço dos futuros de BTC equivale a US$25.

Estratégias para operar futuros de Bitcoin

A melhor coisa sobre os futuros de Bitcoin é que você também pode aplicar suas estratégias de trading favoritas. Estratégias simples de compra ou venda, spread trade, técnicas de Price Action, padrões gráficos, indicadores técnicos – tudo que funciona com futuros convencionais também funciona com BTC.

No entanto, o mais importante é que você deve ficar de olho no ativo subjacente e suas características. Por exemplo, embora o Bitcoin não tenha um fator de sazonalidade aparente como os futuros de grãos, esse ativo é muito sensível a notícias ou anúncios públicos de governos, órgãos reguladores e até mesmo grandes nomes do setor financeiro.

É preciso estudar esses fatores para saber o que influencia o preço do Bitcoin e, consequentemente, afeta o desempenho do instrumento futuro. 

Vejamos as estratégias de trading mais populares que você pode aplicar para melhorar seu trading de futuros de Bitcoin.

Arbitragem cash-and-carry

Esta é uma estratégia neutra ao mercado e tem como objetivo minimizar o risco e explorar as discrepâncias no preço à vista dos futuros de BTC.

Para aplicar a estratégia, você deve começar calculando a diferença percentual entre o preço do BTC futuro e seu preço à vista em um determinado momento durante a sessão de trading.

Você pode receber essas informações de um provedor de dados, se estiver acessível, ou pode começar a registrá-las por conta própria. Seja consistente e anote a diferença em uma planilha todos os dias. Quanto mais dados você coletar, melhor e mais informada será a decisão tomada no final.

Após obter uma noção clara de como ambas as variáveis se correlacionam, você poderá começar a operar de verdade. Use seus dados para identificar quando o contrato futuro de BTC diverge do preço à vista.

Traders que aplicam essa estratégia geralmente começam abrindo uma posição comprada de Bitcoin e vendendo um contrato futuro de Bitcoin pelo mesmo valor. Assim que o contrato vencer, o trader cumpre suas obrigações usando o Bitcoin adquirido inicialmente.

No final, o trader embolsa a diferença entre o preço à vista do Bitcoin e o custo do contrato futuro. Essa estratégia deve ser aplicada apenas quando os futuros de Bitcoin estão mais caros que o preço à vista, o que cria uma oportunidade de arbitragem. Lembre-se que, para abrir uma posição comprada, é preciso realmente comprar Bitcoins.

Antes de comprar Bitcoins, verifique qual é o melhor lugar para isso. Considere fatores como taxas, custos de transação, volume de negociação, reputação da corretora, etc. Se a compra do Bitcoin envolver o pagamento de muitas taxas, essa estratégia perderá todo o sentido.

Arbitragem entre mercados

Os traders que aplicam essa estratégia são geralmente investidores que operam futuros de Bitcoin que podem ter preços diferentes, dependendo do local em que estão operando. Na maioria das vezes, essa estratégia é aplicável a futuros emitidos ou operados em corretoras de cripto. 

Os traders que aplicam a estratégia de arbitragem entre mercados procuram explorar e lucrar com as diferenças de preços entre as diferentes plataformas.

Isso é feito por meio da compra de instrumentos em corretoras com preços mais baixos. Em seguida, esses instrumentos são vendidos em locais em que são operados a preços mais elevados.

Temos aqui um exemplo em que o mesmo contrato é operado em duas corretoras de cripto populares: OKEx e Deribit.

Contrato operado na OKEx e Deribit

Como podemos ver, o preço do instrumento na OKEx é US$16,7 mais barato que na Deribit. Nesse caso, o trader pode comprar o BTCUSD0925 da OKEx e vender na Deribit, embolsando a diferença.

Ao aplicar essa estratégia, é preciso ter certeza que você está operando o mesmo instrumento. A única diferença deve estar nos locais em que você está comprando e vendendo.

Essa estratégia e a oportunidade de trading existem até mesmo em mercados convencionais, como a NYSE, a LSE ou a NASDAQ. A precificação dos instrumentos costuma ser desequilibrada por conta de atrasos ou outras questões. Quando um determinado instrumento é operado a preços diferentes em locais diferentes, temos um gap no preço. Os traders que identificam esse gap podem lucrar com a diferença.

Desvantagens da arbitragem entre mercados

Embora essa estratégia pareça perfeita, nem sempre é assim. Na verdade, a estratégia possui um risco considerável, e ignorá-lo pode causar prejuízo nas suas operações. Se estiver operando em duas ou mais corretoras simultaneamente, é importante ficar de olho nos níveis de liquidez. Caso contrário, você pode ficar preso em um dos lados da operação e ter dificuldades para comprar ou vender seu instrumento.

Tome muito cuidado ao operar futuros emitidos por corretoras de criptomoedas. Na maioria das vezes, o volume de negociação visível é apenas uma fração do volume de negociação exibido pela corretora. É um problema muito conhecido no setor de criptomoedas e pode custar caro. Se quiser entender melhor o problema e como identificar o volume de operações real, consulte este guia.

Operando futuros de Bitcoin com margem

Esta é outra estratégia popular entre os traders mais experientes. A maioria dos futuros de Bitcoin que são operados em corretoras de cripto oferece alavancagens de 1:2 a 1:125. Basicamente, isso significa que você pode comprar um contrato futuro no valor de US$1.000 por menos de US$10.

Trading de futuros de Bitcoin com margem

Esse custo se refere à margem inicial que a corretora exige para que você mantenha sua posição aberta. Caso o preço do instrumento sendo operado comece a cair, será preciso fazer um depósito para manter o colateral.

Além disso, é importante verificar se o contrato futuro tem uma data de vencimento. Em geral, os contratos não podem ser mantidos abertos para sempre, mas alguns têm um prazo de vencimento. Lembre-se disso ao operar com alavancagem.

Outro ponto importante é que o cálculo da margem não leva em consideração o preço de operação do contrato. No entanto, ele considera índices especiais que representam o chamado “preço justo” ou o preço médio das corretoras de mercado à vista.

Isso é feito de propósito pelas corretoras para evitar a manipulação do mercado. Dessa forma, os traders não poderão afetar artificialmente o preço do instrumento para obter lucro.

Operar produtos relacionados a criptomoedas com o uso de margem pode representar um alto risco. Evite operar com margem se você não tiver absoluta certeza que consegue gerenciar suas posições e lidar com grandes oscilações de preço.

Vantagens e desvantagens dos futuros de Bitcoin

Os futuros de Bitcoin eram aguardados há muito tempo. Ainda hoje, esse instrumento continua atraindo muito interesse de todos os tipos de investidores. O principal motivo são as diversas vantagens oferecidas. No entanto, eles também possuem desvantagens consideráveis. Vamos explorar ambos os lados e ajudá-lo a descobrir se o trading de futuros de Bitcoin é adequado ao seu perfil.

Vantagens dos futuros de Bitcoin

Aqui estão as principais vantagens dos futuros de Bitcoin e as razões pelas quais esses instrumentos se tornaram um dos queridinhos dos investidores:

Adequado para todos os tipos de participantes do mercado

Investidores de grande porte, como gestores de fundos ou de ativos institucionais, são atraídos pelos futuros do Bitcoin por abrirem as portas do mercado de criptomoedas, que não é regulamentado e, portanto, não é acessível a esse tipo de investidor.

Investidores autônomos ou pequenos traders também gostam de futuros de BTC, pois esta é uma maneira fácil de especular sobre o mercado de criptomoedas. Os traders não precisam comprar criptomoedas, garantir seu armazenamento físico, comprar carteiras, abrir contas em várias corretoras, etc.

Até mesmo mineradores, vendedores ou operadores de caixa eletrônico de Bitcoin podem aproveitar os futuros de BTC, pois esse instrumento lhes permite estabilizar sua exposição enquanto se concentram em seu negócio principal.

Instrumentos regulamentados

Bitcoins, em sua forma original, não são armazenados em contas bancárias ou de corretagem. Isso significa que eles não são segurados pela FDIC ou SIPC, por exemplo.

Com os futuros de BTC, as coisas são diferentes. Como são operados em uma Bolsa regulamentada pela CFTC, eles trazem confiança aos investidores e ajudam a construir um ambiente de mercado mais saudável.

Lembre-se de que é sempre melhor operar futuros de Bitcoin em uma Bolsa regulamentada como a CME. Além da tranquilidade e da minimização dos riscos técnicos, você também terá a certeza de que está operando em um local transparente com volume de negociação real. E tudo isso sem a perda de liquidez. Na verdade, é exatamente o oposto – a CME oferece um mercado futuro de BTC com alta liquidez. Por exemplo, para o período de julho a agosto de 2020, as posições abertas em futuros de Bitcoin na Bolsa aumentaram mais de 120%.

Liquidação financeira

Embora raramente sejam mantidos até o vencimento, isso pode ocorrer com alguns contratos futuros. No dia do vencimento de um contrato futuro de BTC, o investidor recebe uma quantia em dinheiro em vez de ter a entrega física. Isso elimina os desafios tecnológicos que envolvem a posse de criptomoedas, incluindo armazenamento, gerenciamento de transações, etc.

Disponível para qualquer pessoa no mundo

Por conta da história sombria do mercado de criptomoedas, alguns países adotaram políticas mais rígidas quanto à sua operação, que variam de requisitos rigorosos à proibição total do trading de criptomoedas. Para os traders dessas jurisdições, a única maneira de lucrar com o mercado de criptomoedas é por meio dos futuros de Bitcoin.

Em constante desenvolvimento

O sucesso dos futuros de Bitcoin levou a CME a lançar opções de futuros de Bitcoin. Seu valor se baseia na Taxa de Referência de Bitcoin (BRR) CME CF e é liquidado em futuros de Bitcoin, que são constantemente operados.

Isso fornece aos traders de opções outra forma de aplicar sua experiência e os ajuda a entrar no mundo das criptomoedas por meio de seus instrumentos de preferência.

Desvantagens dos futuros de Bitcoin

Embora sejam instrumentos muito populares, os contratos futuros de Bitcoin também apresentam algumas desvantagens. Vamos analisar as principais para ajudá-lo a avaliar se essa oportunidade de investimento é adequada para suas necessidades:

Limites de preço podem reduzir seus lucros

Os futuros de BTC operados na CME (XBT) possuem uma limite de preço de 20%, abaixo e acima do preço de referência. A ideia é controlar melhor a volatilidade e minimizar o efeito de grandes oscilações de preço. No entanto, isso também limita os lucros potenciais caso o preço do ativo digital dispare.

Nesse sentido, os futuros de BTC não liberam todo o potencial do Bitcoin – eles fornecem uma forma limitada e controlada de lucrar com essa criptomoeda. No entanto, muitas pessoas veem isso como um grande problema, pois limita a eficácia do instrumento futuro.

Gráfico de alta do Bitcoin em 2017
Fonte: WSJ

Os futuros do Bitcoin podem ter um impacto negativo prolongado nos mercados

Embora o limite de preço seja uma ferramenta útil no controle da volatilidade, de acordo com alguns especialistas, em caso de problemas sistêmicos, isso pode causar um efeito dominó, fazendo com que muitos traders vendam seus contratos futuros durante um longo período de tempo.

Dessa forma, em vez de uma alta ou queda de preço isolada e de curta duração, com um impacto reduzido na plataforma, o efeito pode ser prolongado. Consequentemente, o instrumento pode desestabilizar o mercado, levando a um movimento de venda generalizado.

Para superar esse problema, alguns especialistas defendem a criação de um fundo de garantia separado para futuros de Bitcoin para tentar isolar o risco.

Instabilidade nos preços

Por mais que a CME se esforce para calcular o preço futuro do Bitcoin, há uma falha subjacente difícil de ser superada. O preço é baseado em um índice de referência das principais corretoras de criptomoedas, as quais são suscetíveis a diversos problemas.

Golpes, interrupções, risco de manipulação e outras dificuldades fazem parte dos mercados de criptomoedas, afetando o preço do Bitcoin e influenciando o preço do seu contrato futuro.

Considerações finais

Os futuros de Bitcoin foram apresentados como um instrumento revolucionário que trouxe uma classe de ativos de enorme potencial ao alcance de traders comuns e investidores institucionais.

O cenário não mudou muito. As oportunidades de trading com alavancagem, combinadas com a volatilidade do instrumento subjacente, dão aos traders a oportunidade de obter lucros elevados, porém com um risco maior. Além disso, temos o fato de que os futuros de Bitcoin facilitam a exposição à classe de ativos digitais sem as usuais complicações tecnológicas dessa categoria, o que faz com que esse instrumento seja amplamente operado por traders iniciantes e experientes.

No fim das contas, esta é uma forma alternativa de entrar no mundo das criptomoedas. Seja por meio de contratos futuros, da aquisição de criptomoedas em si ou da possível introdução de ETFs de Bitcoin no futuro, tudo dependerá de você e do seu plano de trading.

blog ad pt e2t

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Bull Trap – Como evitar essa armadilha em mercados de baixa

Indicador Dinâmico de McGinley – O que é e como configurar?

Alavancagem Financeira – O que é e como funciona?