Earn2Trade Blog
currency hedging

Hedge Cambial

Os futuros de moedas são um ramo especial do mercado futuro. Na verdade, este é um dos seus subconjuntos de maior volume. Mesmo assim, eles são muito diferentes em muitos aspectos quando comparado com outros futuros, como commodities. A principal razão pela sua predominância é que quase todo setor da economia usa hedge cambial para gerenciar seu risco durante atividades de exportação e importação. Em geral, variações de preço de moedas afetam um segmento maior de traders do que variações de preço de outras commodities. Isso torna os futuros de moedas um opção atrativa para qualquer empresa que lide com recursos energéticos e outros tipos de recursos naturais, o que ocorre porque a aquisição e venda desses materiais geralmente envolve certo nível de contato estrangeiro.

Você também pode gostar:

Para fazer hedge cambial, as empresas que operam nos EUA se beneficiam muito do fato de que outros países usam o dólar para compensação e como moeda de reserva. Seus parceiros comerciais estrangeiros usarão o dólar para seus próprios contratos de compra e venda.

Trader patrocinado earn2trade

Uma breve história do hedge cambial

Transações cambiais existem desde que existe o comércio entre países com suas próprias moedas. Embora esse tipo de transação ocorra desde a Idade Antiga, nos tempos modernos ela se tornou uma indústria colossal e extremamente sofisticada. De certa forma, ela lembra o que os economistas chamariam de mercado perfeito em termos de liquidez, acesso à informação e número de participantes independentes. O resultado é uma estrutura de mercado altamente resiliente à manipulação de preço. Isso dá aos preço relativos das moedas um valor relativamente estável e objetivo.

O sistema de preços é ainda mais legitimado, pois a maior parte do processo não ocorre no mercado de ações, mas fora dele, por meio de mercados interbancários de balcão (OTC). Os bancos negociam os chamados contratos a termo entre si, o que lhes dá mais liberdade para liquidá-los. Embora haja certa divergência entre os preços formados durante o câmbio interbancário e os preços dos contratos futuros, a operação real e os padrões de movimentação de preço são quase idênticos. A principal diferença é que, no caso das transações a termo, o tamanho e o vencimento do contrato podem ser personalizados de acordo com as necessidades do trader. Enquanto isso, os contratos operados na Globex, por exemplo, são padronizados com tamanhos e vencimentos fixos.

Calculando os preços futuros das moedas

Vale observar que os bancos usam o preço à vista ao operar entre si, o que significa que eles operam com base no preço imediato e adicionam juros posteriormente. Esse valor se baseia na diferença entre as taxas básicas de juros definidas pelos respectivos bancos centrais das duas moedas envolvidas. Para dar um exemplo, no caso do EUR/USD, o euro possui uma taxa básica de juros de -0,31%, enquanto a taxa do dólar é de 2,61%. Essa diferença de 2,92% é então dividida para se obter o valor da taxa de juros diária, que é de aproximadamente 0,008002%. Com base em um preço à vista de 1,1312 do EUR/USD, chegaríamos a 0,00009 pontos-base.

Os números acima devem nos ajudar a determinar os preços de contratos futuros por nossa própria conta de acordo com suas datas de vencimento. A CME oferece ativos com vencimentos mensais, o que nos permite observar de perto os efeitos do tempo sobre o preço.

Usando o contrato que vence em 15 de abril como nosso próximo exemplo, vemos que ele custou 1,1333, enquanto o preço à vista foi de 1,1312. Se o tempo restante era de 20 dias, nós multiplicaríamos esse valor pela diferença de taxa de juros diária de 0,0009 para obtermos 0,0018 pontos-base. Adicionar esse valor ao preço à vista nos dá um total de 1,1330. A diferença entre esse resultado e o preço oficial da CME é de apenas 3 pips. Se fôssemos repetir o mesmo processo para junho, receberíamos 1,1386, em comparação com o peço de 1,1391 da CME.

MêsÚltimoVariaçãoAberturaMáximoMínimoVolume
ABR
2019
1,1333+0,000051,133551,13361,132562
MAI
2019
1,13565-0,000251,13631,13631,135057
JUN
2019
1,1391-0,00011,13931,1400151,1382537
Preços da CME

Considerações finais

Esses números servem apenas para mostrar que os preços de mercado reais possuem apenas uma ligeira diferença em relação aos números que nós mesmos determinamos. Também é evidente que, quando as empresas operam vendidas no EUR/USD, isso significa que quem precisa de dólar e opta por comprá-lo por meio da venda de euro acaba fazendo um bom negócio. Operar vendido no EUR/USD significa que, se a empresa fizer o hedge cambial agora e pagar com dólar em junho, ela pode fazer isso pela cotação de 1,1391. Se o preço à vista permanecer o mesmo ao longo dos próximos 83 dias, o preço do contrato acabará alcançando o valor à vista, pois a diferença na taxa de juros é precificada ao longo do tempo. Nesse caso, empresas europeias que vendem nos Estados Unidos terão um lucro de 74 pips.

Do lado dos Estados Unidos, a ideia é conduzir o contrato até o mais próximo possível do vencimento, pois reduzir seu tempo de execução possui uma correlação direta com a redução dos seus custos. Isso faz com que as empresas americanas corram um risco maior, o que reduz sua competitividade e o potencial de lucro. Embora elas ainda se beneficiem da supremacia do dólar, o hedge cambial também possui suas desvantagens.

Trader patrocinado earn2trade