pt
en
es
ar

Blog

Guias de trading, webinários e histórias

Indicadores Técnicos – Um guia para iniciantes

Indicadores Técnicos
F T L
8 minutos de leitura
blog ad pt e2t

A análise técnica é uma excelente maneira de avaliar o preço de uma ação e estimar sua trajetória futura. Embora seja baseada em dados históricos, a análise dos movimentos de preço pode ser um processo muito dinâmico e o seu uso em investimentos tem sido amplamente estudado. Os indicadores técnicos geralmente complementam a análise fundamentalista, que se concentra mais na posição financeira de uma empresa, juntamente com as condições econômicas predominantes. Os indicadores técnicos são amplamente usados nos mercados de ações e Forex. Eles ajudam a estudar como os movimentos de preços no passado simulam o futuro. Além disso, houve um aumento na complexidade dos novos indicadores. Com recursos adicionais de computação, os indicadores agora podem monitorar cada segundo dos movimentos de preço, o que permite que os traders ajam com mais rapidez e eficiência no mercado.

O que é um indicador técnico?

Um indicador técnico é uma abordagem matemática para entender como o preço de um ativo pode se mover. As entradas incluem preço histórico, volume ou posições abertas (open interest), no caso de derivativos. O indicador geralmente é traçado sobre um gráfico, e a tendência é usada pelos traders para estimar como o preço pode se comportar no futuro. Como trader, você pode personalizar a maioria desses indicadores de acordo com suas necessidades pessoais.

Embora esses indicadores ofereçam uma maneira simples de identificar tendências, é preciso testá-los primeiro para avaliar suas capacidades. Isso é particularmente importante, pois muitos indicadores existentes continuam recebendo atualizações constantes. Além disso, novos indicadores são criados todos os dias. Uma maneira muito comum de verificar a precisão de um indicador novo é o backtest. Este é um processo no qual você compara os resultados reais com o que o próprio indicador prevê – se ambos os resultados convergirem, o indicador pode ser considerado eficaz. Nesse caso, o indicador em questão poderá ser útil para ajudá-lo a tomar decisões de investimento.

Você também pode gostar:

Quais são os tipos de indicadores técnicos?

Os indicadores podem ser classificados de várias maneiras, de acordo com o que estiverem monitorando – sejam movimentos de preço ou outras métricas. De um modo geral, você pode classificá-los em quatro categorias:

Indicadores de tendência

Esse tipo de indicador mostra se há uma tendência no preço de um ativo. Isso ajuda os traders a entender se o sinal é forte ou se pode haver uma reversão de preço. A Média Móvel (MM) é o indicador de tendência mais popular.

Indicadores de momentum

Consiste em um modelo mais avançado de indicador de tendência, ajudando a quantificar a força de um indicador. Indicadores de momentum podem determinar se um ativo está em sobrecompra ou sobrevenda. O Índice de Força Relativa (RSI) e a Média Móvel de Convergência e Divergência (MACD) são os dois indicadores de momentum mais populares.

Indicadores de volume

Os indicadores de volume usam o volume de operações e a frequência com que esses ativos são comprados ou vendidos. Sendo muitas vezes complementados com indicadores de tendência e momentum, eles ajudam a fundamentar os resultados dos outros indicadores. O oscilador de volume é um exemplo de indicador de volume. 

Indicadores de volatilidade

A volatilidade mede o desvio do preço em relação à sua média. Uma volatilidade mais elevada indica que o preço está oscilando muito, portanto ele tende a se estabelecer no futuro. Em particular, as Bandas de Bollinger são um dos indicadores de volatilidade mais populares, sendo amplamente usado por todo tipo de trader.

Alguns dos indicadores técnicos mais usados

Embora haja uma grande variedade de indicadores técnicos que podem ser usados, listamos os mais populares e mais fáceis para iniciantes.

Médias Móveis (MMs)

As Médias Móveis são indicadores de tendência e estão entre os indicadores técnicos mais utilizados. O preço de uma ação é traçado em conjunto com o preço médio ao longo de um determinado período. Esse preço médio pode ser de alguns dias, mas você pode personalizá-lo e reduzir esse período a apenas alguns minutos. O gráfico abaixo mostra a média móvel ponderada de 14 períodos (dias) traçada em conjunto com o preço do E-mini S&P 500.

1-moving-average
Fonte: Finamark

Como você pode ver no gráfico, em diversas ocasiões em que a linha do preço cruza a linha da média móvel, isso gera uma reversão de tendência – o que também é chamado de cruzamento. Você ainda pode personalizar o período do indicador, dependendo se o seu interesse estiver no curto ou no longo prazo.

Indicadores de Média Móvel também são usados para determinar os pontos de resistência ou suporte. Em uma tendência de alta, uma MM de 50 dias, de 100 dias ou de 200 dias pode ser usada para determinar o nível de suporte. Você pode fazer observações semelhantes para níveis de resistência em uma tendência de baixa. Indicadores de MM são de natureza defasada (lagging), pois dependem de preços históricos.

A Média Móvel Exponencial (MME) representada na imagem é uma versão avançada da MM. Esse tipo de MM dá mais importância aos preços recentes ao calcular a média, o que ajuda a considerar o preço mais recente, reduzindo assim o atraso que geralmente observamos nas Médias Móveis Simples (MMS). 

Índice de Força Relativa (RSI)

O RSI é um indicador de momentum bastante comum que varia entre 0 e 100. Um valor acima de 70 sugere que o ativo está em sobrecompra, o que pode gerar uma pressão de venda no futuro. Um RSI abaixo de 30 indica que está em sobrevenda, o que pode levar a um aumento no preço nos próximos dias. A fórmula matemática do RSI é:

RSI = 100 – (100/1 + RS), onde RS significa Força Relativa (Relative Strength).

Ele mede o retorno médio do movimento ascendente dividido pelos retornos médios do movimento descendente. Em um RSI de 15 dias, se houver 10 dias de ganhos com um ganho médio de 0,5% e 5 dias de perdas com uma perda média de 0,25%, o RS será igual a 2 e o RSI será de 67%.

O gráfico abaixo mostra o RSI clássico de 14 dias do E-mini S&P 500.

2 - rsi
Fonte: Finamark

Ao contrário das MMs, é preciso traçar o RSI em uma área diferente do gráfico, pois as escalas são diferentes. As duas linhas pontilhadas representam os níveis de sobrecompra e sobrevenda. Em diversas situações, o preço passou a cair assim que o RSI ultrapassou o valor de 70. Você também pode reduzir o prazo para alguns segundos, em vez de 14 dias, para operar de forma mais dinâmica. Além disso, alguns traders mudam o nível de sobrecompra para 90 e o nível de sobrevenda para 10 para aumentar o nível de confiança dos resultados.

Oscilador de volume

Em alguns casos, os indicadores de preço produzem resultados que não refletem necessariamente a situação real. Em períodos de consolidação, quando os preços praticamente não variam, os indicadores de preço podem não ser confiáveis. Da mesma forma, quando não há um volume alto para dar suporte às oscilações de preço, as variações no preço podem não ser sustentáveis. Os indicadores de volume dão credibilidade aos resultados obtidos a partir de outros indicadores.

O oscilador de volume é um desses indicadores. Veja como calculá-lo:

Oscilador de volume = [(Média simples do volume operado no período mais curto – Média simples do volume operado no período mais longo) / Média simples do volume operado no período mais longo] * 100

O gráfico abaixo mostra um oscilador de volume cujo período mais longo é de 10 dias, enquanto o período mais curto é de 5 dias.

3 - volume oscillator
Fonte: Buscando Alpha

No gráfico acima, não vemos um padrão nítido indicando que o oscilador de volume pode fundamentar a tendência de alta que observamos. A tendência teria sido confirmada se os pontos do oscilador estivessem consistentemente acima de 0%. No entanto, você não pode ignorar o indicador – o ideal é usá-lo junto com outros indicadores técnicos.

Bandas de Bollinger

É um tipo de indicador de volatilidade que usa a Média Móvel Simples e a volatilidade como entradas. As três linhas a seguir compõem a banda: uma linha Média Móvel Simples de n períodos, uma linha de Bollinger superior e uma linha Bollinger inferior. A linha superior está geralmente dois desvios-padrão acima da Média Móvel Simples, enquanto a linha inferior está dois desvios-padrão abaixo. O desvio-padrão é uma medida de volatilidade, portanto podemos considerar as Bandas de Bollinger como um indicador de volatilidade.

Linha superior de Bollinger = Média Móvel Simples + número de desvios-padrão*volatilidade

Linha inferior de Bollinger = Média Móvel Simples – número de desvios-padrão*volatilidade

A aproximação das linhas indica que houve uma redução na volatilidade. Preços próximos da Banda de Bollinger inferior podem sinalizar uma situação de sobrevenda, indicando que os traders devem comprar. Muitos traders experientes recomendam que você analise as tendências em conjunto com os padrões das Bandas de Bollinger.

4 - bollinger bands
Fonte: Finamark

Há outros indicadores técnicos, como a Média Móvel Convergente e Divergente (MACD), que fornecem informações úteis, mas talvez sejam um pouco mais complicados de entender. Portanto, traders iniciantes devem primeiro entender os indicadores básicos e tentar aplicá-los em situações reais. Os usuários podem abrir uma conta virtual para testar seus conhecimentos, por exemplo. A maior parte das corretoras que atendem investidores comuns oferece esse tipo de conta sem qualquer custo adicional.

Conclusão

Conforme os sistemas de trading evoluem, os indicadores técnicos passam a fornecer sinais cada vez mais dinâmicos. Hoje em dia, os traders analisam parâmetros a cada segundo em busca de informações úteis para suas operações. Até mesmo investidores de longo prazo, que geralmente se baseiam em análises fundamentalistas, consideram indicadores técnicos para avaliar o sentimento do mercado. Os indicadores têm ficado mais complexos, portanto recomendamos que os traders tenham um bom discernimento e não se baseiem em um único indicador ao operar uma conta real.

blog ad pt e2t

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Por que a maioria dos Day Traders fracassa? Descubra o maiores erros dos iniciantes

Eurex Exchange – A história da Bolsa e um resumo dos ativos oferecidos

Spread de Futuros – Guia de como operar spreads com contratos futuros