Arms Index (TRIN)

Índice de Arms – Do que se trata o indicador TRIN?

blog ad pt e2t

O Índice de Arms, também conhecido como Índice de Negociação de Curto Prazo (TRIN, na sigla em inglês), é um indicador técnico de curto prazo usado para comparar o número de ações em alta e em baixa – o Índice AD – com o volume em alta e em baixa o – Volume AD. Desenvolvido por Richard Arms em 1967, o TRIN é usado para avaliar o sentimento geral do mercado. Com o TRIN, os investidores podem avaliar a relação entre oferta e demanda do mercado, o que os ajuda a prever futuros movimentos de preço intradiários. O Índice de Arms sinaliza níveis de sobrecompra e sobrevenda que indicam quando as ações têm maior probabilidade de mudar de direção.

A fórmula e o cálculo do Índice de Arms

A fórmula para o TRIN é a seguinte:

TRIN = (ações em alta / ações em baixa) / (volume em alta / volume em baixa)

  • Ações em alta = número de ações em alta no dia
  • Ações em baixa = número de ações em baixa no dia
  • Volume em alta = volume total de ações em alta 
  • Volume em baixa = volume total de ações em baixa

Embora a maioria dos gráficos técnicos já inclua o indicador TRIN, ele também pode ser calculado manualmente da seguinte forma: 

  1. Escolha seus intervalos. Eles podem ser a cada cinco minutos, a cada hora, intervalos diários, etc.
  2. Divida o número de ações em alta pelo número de ações em baixa para calcular o Índice AD.
  3. Em seguida, divida o volume total em alta pelo volume total em baixa para obter o Volume AD.
  4. Em seguida, divida o Índice AD pelo Volume AD.
  5. Registre o resultado e trace-o em um gráfico.
  6. Repita os mesmos passos no próximo intervalo. 
  7. Conecte os pontos de dados para formar um gráfico e ver como a tendência do TRIN se apresenta ao longo do tempo.

Você também pode gostar:

O que o Índice de Arms nos diz?

Ao analisar a força e a amplitude dos movimentos das ações, o Índice de Arms fornece aos investidores uma explicação em tempo real dos movimentos gerais dos índices de mercado. 

Uma leitura de 1,0 indica que o mercado está em um estado neutro. Por quê? Porque um valor de 1,0 significa que o Índice AD é igual ao Volume AD, logo o volume de alta está distribuído uniformemente entre as ações em alta. Por outro lado, o volume em baixa está distribuído uniformemente entre as ações em baixa.

O indicador TRIN fornece um sinal de alta quando registra um valor inferior a 1,0. Quando esse valor é maior que 1,0, temos um sinal de baixa. Além disso, quando o valor é menor que 1,0, isso significa que há um volume maior na média das ações em alta do que na média das ações em baixa. Quando o nível é maior que 1,0, temos um volume maior na média das ações em baixa do que na média das ações em alta. Quanto mais distante de 1,0 estiver o valor do indicador TRIN, maior será o contraste entre a compra e a venda naquele dia ou intervalo. Um dia de forte alta, por exemplo, empurrará o TRIN para baixo. Enquanto isso, um dia de forte baixa elevará a leitura do TRIN.

Como o TRIN funciona?

O TRIN é um oscilador de amplitude que ajuda a medir a força ou fraqueza interna do mercado. É uma ferramenta técnica de trading de curto prazo que mede a volatilidade no mercado de ações e representa a relação das ações em alta e em baixa com o seu volume. Se o TRIN apresenta uma tendência de alta, isso significa que o mercado está mais fraco; por outro lado, se estiver em uma tendência de baixa, temos que o mercado está mais forte. Em geral, o TRIN se move na contramão do índice que está sendo analisado. Quando ele atinge um ponto mais alto, geralmente ocorrem grandes movimentos de venda; já quando o TRIN cai drasticamente, o mercado tende a ter novas altas. 

É comum que a média móvel do índice também seja considerada ao avaliar o TRIN. A média móvel possibilita que os dados sejam suavizados, dando aos investidores um melhor entendimento quanto à direção da tendência. A média móvel também auxilia na identificação de áreas de suporte ou resistência.

Encontrando níveis de sobrecompra e sobrevenda com o TRIN

Como o TRIN é um indicador de amplitude, encontrar níveis de sobrecompra e sobrevenda nos principais índices é um dos seus principais objetivos. Embora já tenhamos mencionado que 1,0 é o valor neutro e que o TRIN se move na direção inversa do índice analisado, valores muito altos ou muito baixos no indicador podem sinalizar que os níveis estão em sobrecompra ou sobrevenda, o que deve causar uma reversão em breve. Embora os níveis de sobrecompra e sobrevenda possam variar ligeiramente de acordo com o índice analisado, o TRIN sempre pode nos dar algumas dicas. Quando o valor do indicador cai e fica abaixo de 0,50, isso pode indicar superaquecimento e um mercado de sobrecompra. Quando o valor do indicador excede 3,00, isso pode indicar um mercado em sobrevenda e com um forte sentimento de baixa. Embora o indicador TRIN nem sempre esteja correto, esta é uma ferramenta valiosa, pois é capaz de alertar os investidores antes de uma grande mudança ou reversão nos preços. 

Como operar usando o indicador TRIN

Os resultados do Índice de Arms são particularmente positivos para day trade e swing trade. Os traders observam a leitura do indicador e como ela varia ao longo do dia. Eles também buscam extremos no valor do índice e ficam de olho em sinais de que o mercado está prestes a sofrer uma reversão.

Exemplo 1

Ao usar o indicador TRIN, o ideal é combiná-lo com outros indicadores, como médias móveis ou as Bandas de Bollinger, para ajudar a evitar erros de cálculo e sinais falsos.

Índice de Arms (TRIN) - Exemplo 1
Fonte: DayTradeTheWorld

O exemplo acima mostra o S&P 500 em uma tendência de alta por um ano. Como o S&P apresentou uma tendência de alta, o indicador TRIN ficou abaixo de 1,0, o que ainda foi confirmado pelas duas médias móveis exponenciais.

Exemplo 2

O gráfico abaixo é outro exemplo de como operar com o TRIN. Este gráfico o compara a leitura do indicador com os principais pontos de inflexão do Nasdaq.

Índice de Arms (TRIN) - Exemplo 2
Fonte: TradingSim

Ao usar o TRIN e se concentrar nos movimentos de preço do Nasdaq, é possível fazer diversas observações. Se estivéssemos usando o TRIN para operar o NASDAQ neste momento, também poderíamos fazer diversos movimentos estratégicos.

Quando o TRIN está entre 1,0 e 2,0, isso indica que as ações estão sob pressão e que uma baixa de curto prazo está próxima. Neste exemplo, há três casos em que o TRIN disparou, sinalizando uma provável correção de curto prazo nos preços. Os candles marcados pela seta vermelha mostram o movimento de preço resultante após a disparada do TRIN no gráfico.

No primeiro caso, havia um padrão de candlestick do tipo Estrela da Manhã. Já no segundo caso, havia um padrão de candlestick semelhante a um Harami. Ele mostra o suporte das médias móveis de 50 e 200 períodos. Por fim, no terceiro caso, houve um subsequente padrão de candlestick de reversão de alta. Isso aconteceu depois que o TRIN disparou e indicou uma queda.

Embora cada um desses padrões tenha diferenças, há três etapas em comum:

  • Etapa 1: o TRIN sinaliza uma correção ao disparar, e o preço cai em seguida.
  • Etapa 2: o preço confirma uma reversão e é posteriormente validado por seu volume. 
  • Etapa 3: o preço supera a máxima anterior.

Exemplo 3

Vamos dar mais uma olhada no indicador TRIN para tentar detectar leituras extremas com as ações da Apple.

Índice de Arms (TRIN) - Exemplo 3
Fonte: TradingSim

Este é um exemplo de como podemos usar leituras extremas do Índice de Arms para prever reversões de preço mais bruscas. Neste exemplo com as ações da Apple, quando o TRIN registrou um valor extremo acima de 1,75 e abaixo de 0,5, houve uma reversão acentuada no preço. Ações de grande capitalização, como é o caso da Apple, geralmente respondem mais a variações no indicador.

Outra ótima maneira de operar com o TRIN é usando as Bandas de Bollinger. Ao usar o indicador em conjunto com as Bandas de Bollinger, os traders podem decidir de maneira estratégica quais serão os próximos passos. A ideia é aguardar o momento em que o TRIN atinge o pico e testa os limites das bandas superior ou inferior. As Bandas de Bollinger são uma ferramenta técnica bastante popular que consiste em uma faixa de três linhas que acompanham o preço do ativo no gráfico. A linha do meio é geralmente a média móvel de 20 dias e serve como base das bandas superior e inferior. As bandas superior e inferior ficam a uma distância de dois desvios-padrão da média móvel e são usadas como uma forma de medir a volatilidade do ativo, que é estabelecida a partir da correlação entre as bandas e o preço.

A seguir, temos um gráfico que combina o indicador TRIN com as Bandas de Bollinger:

Índice de Arms (TRIN) - Exemplo 4
Fonte: TradingSim

Quando usado com as Bandas de Bollinger, o indicador TRIN pode ser bastante útil ao servir de guia para investidores durante picos de volatilidade 

Vantagens do indicador TRIN

Há várias vantagens de usar o Índice de Arms, incluindo:

  • O cálculo do TRIN oferece aos traders uma visão mais profunda do desempenho e das tendências do mercado, examinando quais ativos estão em alta e quais estão em baixa.
  • O TRIN compara o avanço do preço com o do volume. Embora a maioria dos traders só preste atenção nos movimentos de preço, o volume também possui um papel fundamental. Os movimentos de preço que se correlacionam com um volume alto são mais importantes do que aqueles que se correlacionam com um volume baixo. Por quê? Em geral, um volume baixo não causa uma mudança tão significativa no preço, enquanto um volume alto é capaz de causar um impacto maior.
  • O indicador fornece aos traders uma visão mais clara do que realmente está acontecendo em um índice.
  • O TRIN é um bom indicador para prever os movimentos das ações. Com a fórmula do TRIN, seus valores servem como sinais de compra, venda e espera. Esses valores alertam os traders quanto à tendência de uma ação ou índice.

Desvantagens do indicador TRIN

Embora o indicador TRIN tenha várias vantagens e seja uma ferramenta muito útil, ele também possui limitações e desvantagens significativas:

  • O TRIN está sempre sujeito a resultados imprecisos devido à sua ênfase no volume. Por exemplo, se houver duas vezes mais ações em alta do que ações em baixa e duas vezes mais volume em alta do que volume em baixa, isso gerará uma leitura de apenas 1,0, o que significa um sinal neutro. Além disso, digamos que houve três vezes mais ações em alta do que ações em queda e duas vezes mais volume em alta do que em queda. Nesse caso, apesar de ser um dia de alta, o TRIN resultaria em 1,5, o que é um sinal de venda! Essas situações são exemplos claros de como o TRIN pode apresentar resultados equivocados e nem sempre ser confiável.
  • Colocando de forma mais precisa, o TRIN nem sempre é confiável quando é usado de maneira independente. Os traders usam médias móveis ou as Bandas de Bollinger em conjunto com o TRIN, por exemplo, para verificar os dados e a confiabilidade dos indicadores.

Considerações finais

Ninguém pode prever o futuro com absoluta certeza. Afinal, se isso fosse possível, todo mundo investiria no mercado de ações. No entanto, usar o Índice de Arms pode ajudar os investidores a entender como os movimentos de preço se relacionam com o volume. Isso lhes permite tomar decisões mais práticas com base na amplitude e profundidade desses movimentos.

Operar no mercado de ações sempre envolverá algum risco, e o day trade envolve um grau de risco ainda maior. Portanto, compreender o indicador TRIN, bem como saber lê-lo e analisá-lo em conjunto com outras ferramentas técnicas, é uma habilidade muito útil no trading e pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos financeiros.

blog ad pt e2t