Earn2Trade Blog

Índice futuro americano: entenda como funciona e como operar corretamente

O índice futuro americano é uma alternativa de compra e venda de índices negociados no chamado mercado do futuro, que faz parte da bolsa de valores dos EUA. 

Para quem deseja investir de maneira mais global, essa é uma opção interessante, especialmente por conta de alguns índices que podem ser negociados por meio da B3, como é o caso da S&P 500

Se você deseja entender mais sobre o que é o índice futuro americano e as opções de ações na Nasdaq 100 e Dow Jones, continue a leitura!

Trader patrocinado earn2trade

Índice futuro americano: o que é?

O índice futuro americano é um contrato derivado de uma compra ou venda de um índice futuro negociado no mercado futuro da bolsa dos EUA. 

Em outras palavras, é um tipo de investimento de renda variável em que o investidor determina um valor para a cotação de ações a longo prazo e outros ativos que serão comercializados no mercado futuro da bolsa de valores.

Ou seja, assim como outros índices longos, esse tipo também possui uma data de vencimento definida previamente.

O que é mercado futuro?

O mercado futuro é uma espécie de ambiente dentro da bolsa de valores, no qual ocorrem diversos tipos de operações financeiras, como alavancagem, especulação e hedge.

Como citado acima, esse é um conceito importante para entender como funciona o índice futuro americano.

Isso porque, por meio dele, os investidores conseguem operar ações, contratos de commodities e outros ativos com previsão de serem efetuados em datas futuras.

Por exemplo, se o investidor comprar um contrato por determinado preço, com o valor que será efetivado somente a longo prazo, até que a posição for consolidada, ou seja, até a data chegar e o ativo for cotado, o dono do contrato poderá ainda obter lucros ou prejuízos sobre o preço contratado.

E, nesse caso, os índices que são negociados na bolsa de valores nos Estados Unidos também são operados no mercado futuro.

Como funciona o índice futuro americano?

As negociações do índice futuro americano ocorrem no mercado futuro por meio da negociação entre um comprador e um vendedor.

No caso, o investidor pode optar por vender ou comprar, de acordo com suas expectativas em relação ao índice, buscando a melhor estratégia de lucro de acordo com a alta ou queda de terminado contrato.

Se o investidor seguir com a opção de compra, o lucro será diante da alta da cotação e terá prejuízo com a baixa.

Na opção de venda é o oposto,  o investidor terá prejuízo com a alta e lucro com baixa cotação do índice.

Resumimos em passos para ficar ainda mais fácil de entender o processo:

  • O investidor realiza a pesquisa de índices futuros americanos disponíveis e define a opção com maior retorno para seus investimentos;
  • No dia de negociação do contrato, ele deve definir o preço a ser executado no futuro;
  • Na data contratada, se o investidor optou pela compra, ele terá lucro com a alta do índice;
  • Se na data contratada, o investidor optou pela posição de venda, ele terá lucro com a queda na cotação do índice americano.

Para fazer essa cotação e negociar os índices futuros na bolsa dos EUA, o investidor brasileiro precisa contratar o serviços de uma corretora internacional, com exceção do índice S&P 500, que veremos abaixo, que pode ser negociado na BR, a bolsa de valores nacional.

Principais índices futuros americanos

Confira como funciona e quais são os tipos principais de índices futuros americanos negociados no mercado futuro.

S&P 500

O S&P 500 é um índice futuro composto por 500 ativos cotados nas duas bolsas de Nova York, a NYSE e a NASDAQ.

Alguns exemplos de ativos que compõem o índice são ações da Microsoft, Apple, Amazon, Facebook, Visa, Coca-Cola, Nike, Twitter etc.

Como mencionado anteriormente, esse índice também pode ser negociado na bolsa de valores brasileira, a B3.

Nasdaq 100

O Nasdaq 100, por outro lado, representa as 100 maiores companhias não financeiras da bolsa Nasdaq, composta exclusivamente por empresas de tecnologia.

Dessa forma, o índice é formado por ativos como ações do Facebook, Apple, Amazon, Netflix, Google etc.

Dow Jones

Por fim, o Dow Jones, também conhecido como DJIA, INDP, Dow 30 ou Dow Jones Industrial Average, é um índice criado em 1896 pelo editor do The Wall Street Journal.

É o segundo índice mais antigo dos Estados Unidos e, por conta disso, o catálogo de empresas que compõem o Dow Jones já passou por diversas transformações ao longo dos anos.

Hoje é composto por empresas como a 3M, Boeing, Chevron, ExxonMobil, IBM, Pfizer, Visa, Wallmart, Nike e Walt Disney.

Como operar índices futuros americanos?

Para operar índices futuros americanos, é necessário contar com uma corretora internacional, com exceção dos contratos e mini contratos de S&P 500, que podem ser negociados na BR.

Se você optar pela primeira opção, de negociar mini contratos e contratos na bolsa americana, o passo a passo a ser feito é o seguinte:

  1.  Pesquise por empresas que façam investimentos em contratos futuros americanos que ofereçam os melhores benefícios para os seus investimentos e confira todas as práticas, condições e regras para operar;
  2. Estude e analise as taxas de corretagem e outros custos para fazer esse tipo de investimento;
  3. Com isso, faça a abertura de uma conta de investimentos e transfira o capital financeiro para ela;
  4. Acesse a plataforma home broker para pesquisar pelos índices americanos;
  5. Negocie os ativos.

Quais são os horários de negociação de índices futuros americanos?

Os índices americanos negociados na BR podem ser feitos de segunda a sexta-feira das 10h às 18h. No caso das negociações na bolsa de valores dos EUA, o horário para operações ocorrem de 9h30 às 16h, com exceção de feriados.

Contudo, é importante saber que existem tipos de operações com horários específicos de negociação, alguns deles com funcionamento 24h, por isso é preciso buscar a informação de acordo com o tipo de operação.

Índices futuros podem ser utilizados como uma maneira de se proteger contra oscilações, mas, ao longo do anos, também se transformaram em uma maneira de traders especularem sobre o futuro do mercado.

Por isso, é possível negociar esses índices em plataformas específicas que permitam um ambiente de simulação, gráficos de periodicidades clássicas, dezenas de indicadores e estudos gráficos e velocidade na execução de ordens.

Você pode conferir mais sobre o assunto no vídeo abaixo (legenda disponível):

Vantagens do índice futuro americano

Confira a seguir algumas das vantagens de operar no mercado futuro americano:

É o maior mercado do mundo

Investir na bolsa americana é uma ótima opção por conta do poderio da economia estadunidense.

Os índices americanos contam com um leque gigante de opções para você aplicar seu dinheiro com as maiores empresas do mundo.

Nele, você terá à disposição tanto negócios inovadores de tecnologia como Apple, Facebook e Google, como também poderá contar com a segurança de empresas de outros segmentos como ExxonMobil, Chevron, JPMorgan Chase, United Technologies, Pfizer e tantas outras.

É uma excelente forma de diversificar sua carteira

Diversificar sua carteira de investimentos é muito importante para reduzir o risco de perdas e aumentar a rentabilidade de suas aplicações, e os índices futuros americanos são uma ótima maneira de fazer isso.

Os índices futuros permitem explorar as ações disponíveis no mercado americano, ampliando suas possibilidades sem depender apenas das ações da Bovespa. 

É uma excelente forma de diminuir o risco geral da sua operação por meio de um portfólio composto pelos maiores gigantes mundiais.

É um investimento altamente volátil

O índice futuro americano é um tipo de aplicação que oscila com frequência, o que, apesar de exigir muita atenção de quem opera, pode representar uma oportunidade excelente de obter ganhos significativos.

Não é por acaso que ela é uma das opções de investimento favorito dos day traders, pois é uma maneira de conseguir resultados rápidos e certeiros.

Conheça o Gauntlet Mini, a maneira mais rápida de se tornar um trader profissional!

Conclusão

Os índices futuros americanos podem ser entendidos como grandes carteiras de ações que são comercializadas no mercado futuro. 

Como vimos, os principais índices são negociados exclusivamente na bolsa de valores dos Estados Unidos, mas existem índices futuros que podem ser negociados na B3, o que facilita o acesso aos investidores brasileiros.

Para conseguir ter boas negociações no mercado futuro, é necessário estudar bastante as cotações e o cenário econômico, pois os contratos levam como base as perspectivas dos investidores sobre os preços de um ativo com uma data futura. 

Dessa forma, tanto como comprador ou vendedor, é possível obter lucro, mas ainda há risco de prejuízos. Por conta dessa dinâmica, muitos traders acabam usando os índices futuros para praticar especulação ou para fazer proteção do próprio capital (hedge)

Se você gostou desse artigo, continue acompanhando nossas atualizações aqui no blog da Earn2Trade. Para saber mais sobre como fazer investimentos ainda mais inteligentes, conheça nosso Gauntlet Mini.

Trader patrocinado earn2trade