Earn2Trade Blog
Purchasing Managers’ Index

O Índice de Gerentes de Compras

Muitos traders ficam de olho no Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) por conta do seu potencial de determinar a direção futura do mercado. Esse potencial coloca o indicador no mesmo patamar de dados macroeconômicos de institutos de estatística nacionais e internacionais. Isso nos leva à questão: por que essas estatísticas são tão significativas e quão confiáveis elas realmente são?

O indicador em si é derivado dos resultados de um levantamento estatístico. Ele se baseia em centenas, se não milhares, de questionários enviados aos gerentes de compras de diversas empresas. Esse processo tem origem na metodologia de pesquisa social clássica, não sendo muito diferente das pesquisas de boca de urna durante as eleições, por exemplo. É um estudo empírico em que os pesquisadores buscam tornar os resultados representativos. Para isso, os dados são categorizados por país, setor e tamanho da empresa. Em seguida, os pesquisadores selecionam as empresas para enviar os questionários.

As perguntas da pesquisa geralmente são divididas em oito a 10 categorias, incluindo mudanças em pedidos novos, rendimento da produção, número de postos de trabalho vagos, perspectivas de contratação e, é claro, a aquisição de recursos para a operação da empresa. Os gerentes podem marcar os graus de mudança dentro de uma escala para cada categoria respectiva – o resultado final é um número simples que pode ser avaliado com facilidade. Os levantados são usados por pesquisadores e institutos, cada um com suas fórmulas, para calcular o valor final do PMI. O processo de cálculo ilustra como o índice PMI é dinâmico: ele combina tanto uma avaliação da situação atual quanto o panorama futuro. A metodologia de pesquisa restrita e a grande dimensão da amostragem tornam o indicador tão objetivo quanto qualquer pesquisa de opinião pública oficial. É por isso que o mercado geralmente considera esses dados confiáveis.

Você também pode gostar:

Trader patrocinado earn2trade

Institutos de pesquisa do Índice de Gerentes de Compras

As estatísticas compiladas pela maioria do órgãos governamentais e administrativos geralmente se baseiam em dados passados com um possível atraso de um a dois meses. A principal vantagem do PMI é que ele também apresenta algumas conclusões quanto ao futuro, o que é uma característica valiosa para traders e investidores.

Os maiores institutos de pesquisa de PMI são o Instituto para Gestão da Oferta (ISM), com sede nos EUA, e o IHS Markit, com atuação internacional. Ambos examinam uma variedade de mercados desenvolvidos e usam métodos de pesquisa bastante parecidos, o que facilita a comparação. Eles geralmente usam três subíndices: o PMI Composto – de uso mais geral –, o PMI Industrial e o PMI de Serviços. A importância destes três varia de país para país; no entanto, para traders ações, esse tipo de divisão os ajuda muito a avaliar o conteúdo do seu portfólio.

Como o PMI afeta o mercado

Isso nos ajuda a entender por que os investidores consideram o PMI tão importante. Tome como exemplo um fundo mútuo com um portfólio de ações contendo centenas de elementos individuais, diversificado tanto por setor quanto por região. O objetivo do gestor do portfólio é superar o valor de referência e ter rendimentos mais elevados do que os principais índices de ações.

Quando o PMI Industrial da Alemanha fica abaixo de 50 pontos, isso sugere que o crescimento das empresas alemãs tende a desacelerar. Nesse caso, o gestor do portfólio pode optar por reduzir sua exposição nesse setor e vender as ações. Ele não apenas as venderá, como o fará o mais depressa possível para proteger seus ganhos prévios e evitar potenciais perdas. Em vez de esperar as ações caírem, é mais seguro se livrar de um ativo arriscado o quanto antes. Muitas vezes, o resultado é uma forte pressão de venda das ações e dos índices respectivos, e os especuladores sabem muito bem o tipo de reação que um PMI baixo pode causar. Portanto, eles tendem a abrir posições vendidas como uma tentativa de aproveitar a tendência.

Esta é a teoria, mas como funciona na prática? Assim como qualquer outro indicador, o Índice de Gerentes de Compras não é infalível, sendo apenas um dos diversos fatores que influenciam essas decisões.

Índice de Gerentes de Vendas da China

O PMI Caixin da China de 1º de abril de 2019 marcava 50,8 pontos. Isso é um aumento de 0,9 ponto em comparação com o mês anterior, excedendo as expectativas em 0,6. Logo após o anúncio, o Índice Xangai Composto subiu de 3090 para 3154 pontos, pois o cenário positivo levou à abertura de novas posições de compra.

Enquanto isso, o PMI Industrial Markit foi publicado na Alemanha no mesmo dia. Ele estava marcando 44,1 pontos, o que significa uma queda de 4,8 em relação ao mês anterior, com 0,6 ponto abaixo das expectativas. É natural esperar que o Índice DAX da Alemanha sofreria uma queda brusca como resultado, mas não foi o que aconteceu. Não importa quão terríveis sejam os resultados do Índice de Gerentes de Compras se os investidores já tiverem se livrado de suas ações. O índice alemão tem tido um desempenho ruim ao longo do último ano – isso significa que os investidores já precificaram o fluxo constante de más notícias. Como resultado, um único relatório ruim não piorou a visão negativa já estabelecida em relação à economia alemã.

Por outro lado, o otimismo gerado pelo resultado positivo do Índice de Gerentes de Compras da China foi contagiante o bastante para dar esperança aos investidores de que a economia alemã também pode se recuperar. Ao fim do dia, tanto o DAX quanto os índices asiáticos fecharam com uma alta significativa.

Um único dado não é necessariamente um indicativo de uma tendência maior. Observar o panorama geral nos ajuda a manter o controle e evitar a armadilha de uma interpretação incorreta.

Trader patrocinado earn2trade