Earn2Trade Blog
Máxima e mínima de 52 semanas

Máxima e mínima de 52 semanas – Um guia completo

A máxima e a mínima de 52 semanas são indicadores importantes para muitos traders. Em primeiro lugar, esses níveis servem de referência para estabelecer o valor atual relativo de uma ação. Além disso, os traders podem usar esses preços para determinar se um rompimento está prestes a ocorrer. A máxima e a mínima de 52 semanas fornecem muitas informações úteis. Vamos discutir tudo isso neste artigo, então continue lendo para aprender mais sobre esse indicador.

blog ad pt e2t

O que são a máxima e a mínima de 52 semanas?

Podemos interpretar a máxima e a mínima de 52 semanas como os níveis máximo e mínimo que uma determina ação atingiu no último ano. No entanto, não é bem o caso. Também precisamos considerar o preço de fechamento para determinar a máxima e a mínima de 52 semanas.

Vamos ilustrar com um exemplo. Suponha que durante uma sessão de trading o preço tenha chegado a US$ 100, mas, no fim do dia, acabou caindo para US$ 98,50. Para determinar a máxima ou a mínima, consideraríamos apenas o preço de fechamento. Nesse caso, o preço ter chegado a US$ 100 é irrelevante. Para simplificar, podemos expressar a máxima e a mínima de 52 semanas matematicamente com a seguinte fórmula:

Máxima de 52 semanas = máximo (P1, P2……………………Pn)

P representa o preço de fechamento de cada sessão de trading.

Da mesma forma, a mínima de 52 semanas = mínimo (P1, P2……………………Pn)

A importância da máxima e a da mínima de 52 semanas

A máxima e a mínima de 52 semanas podem ser úteis para diversas estratégias de trading. Por exemplo, quando o preço ficar acima da máxima de 52 semanas, isso pode sinalizar um rompimento, levando os traders a comprarem. Da mesma forma, se o preço ficar abaixo da mínima de 52 semanas, isso pode indicar uma oportunidade para vender.

Para ações com um histórico de baixa volatilidade, a máxima de 52 semanas pode atuar como um nível de resistência, e a mínima de 52 semanas pode atuar como suporte. Os traders podem usar o intervalo de 52 semanas para prever o movimento de preço e agir de acordo.

Um exemplo

O gráfico abaixo mostra o preço de 52 semanas das ações da Amazon. Na fase inicial, houve uma tendência de alta. No entanto, desde julho o preço variou dentro de um intervalo.

Amazon

A seta na parte superior representa a máxima, enquanto a seta na parte inferior representa a mínima. Agora podemos ver que houve diversos momentos em que o preço parece superar a máxima. No entanto, logo em seguida esse nível age como resistência. Podemos ver como houve uma queda no preço toda vez que a linha foi testada.

Por outro lado, o preço indicado pela seta inferior atuou como suporte, e isso impediu que o preço da ação caísse ainda mais.

O preço da ação pode superar a máxima de 52 semanas no futuro. Isso indicaria aos traders que um rompimento é possível.

Como encontrar a máxima e a mínima de 52 semanas

O procedimento para determinar a máxima e a mínima por um período de 52 semanas é relativamente simples. Você pode seguir estes passos para determinar o que você deseja saber:

  1. Encontre a ação usando o símbolo ou o nome.
  2. Procure pela máxima e mínima de 52 semanas na seção de resumo. Em muitos casos, o intervalo de 52 semanas é fornecido na seção de resumo.
  3. Se o intervalo não for fornecido, o gráfico de preço exibido deve ser para o período de 52 semanas. Passe o cursor no ponto mais alto do gráfico. Esse ponto deve representar a máxima de 52 semanas. Da mesma forma, o ponto mais baixo seria a mínima de 52 semanas.

O método fornecido no passo 3 pode ser menos preciso se o pico real não puder ser identificado apenas olhando para o gráfico. Também é possível fazer o download do preço de fechamento para o período para o período e aplicar a equação matemática discutida anteriormente.

Riscos de operar com base na máxima e mínima de 52 semanas

Como qualquer indicador técnico, os níveis máximo e mínimo não garantem o comportamento do preço da ação. Podemos fornecer dois casos de exemplo quando o movimento não estiver de acordo com as nossas expectativas.

Caso 1: Um ativo em uma fase de consolidação

Quando o preço estiver sendo operado dentro de um intervalo, podemos esperar que a máxima de 52 semanas seja o nível de resistência e a mínima seja o suporte. Suponha que o preço esteja muito próximo da mínima. Nesse caso, esperamos que o preço aumente, dando ao trader um sinal de compra. Se o trader abrir uma posição comprada e o preço cair ainda mais, ele sofrerá uma perda. Em vez de continuar operando dentro de um intervalo, pode haver um rompimento, o que levará o preço da ação a cair rapidamente.

Caso 2: Um ativo em uma fase de rompimento

Como mencionado anteriormente, se o preço superar a máxima de 52 semanas, isso indicaria um rompimento no preço da ação. Se um trader seguir nessa direção, espera-se que ele compre quando o preço estiver acima da máxima de 52 semanas e venda quando estiver abaixo da mínima de 52 semanas. Mas, novamente, a tendência pode não necessariamente continuar da forma que esperamos. Poderíamos ver uma reversão a partir do rompimento. Os traders geralmente esperam até que o preço se mova um pouco além – mais alto do que a máxima de 52 semanas ou mais baixo do que a mínima de 52 semanas – antes de assumir uma posição. Isso aumentará a possibilidade de ocorrer um rompimento.

Nos dois casos acima, seguir padrões com base no intervalo pode levar a perdas para o trader. Uma forma de minimizar essas perdas é manter uma ordem stop loss.

Reversões na máxima e mínima de 52 semanas

Quando o preço da ação é operado próximo da sua máxima de 52 semanas, os traders podem esperar que o preço seja operado abaixo no futuro próximo. Como resultado, muitos estão dispostos a sacrificar o potencial de lucro futuro por acreditarem que o escopo da valorização no preço é limitado. Isso se aplica à mínima de 52 semanas, nível em que os traders esperam que atuará como um nível de suporte, logo o preço deverá subir.

As reversões podem ser uma estratégia intradiária eficiente. Se o preço tocar na máxima ou na mínima durante a sessão de trading, os traders terão motivos para acreditar que haverá uma reversão na tendência. Traders profissionais devem usar essa informação em conjunto com outros indicadores técnicos e métricas de volume de negociação. Podemos usar indicadores técnicos adicionais para identificar padrões de reversão, incluindo a cunha descendente ou o fundo arredondado. Ao notar um desses padrões próximo do preço máximo ou mínimo ao longo de um período de 52 semanas, os traders devem esperar que ocorra uma reversão.

Se a reversão não ocorrer, uma ordem stop loss deve minimizar as perdas. No entanto, como já discutimos, muitos traders preferem apenas observar e só entram quando a reversão na tendência estiver evidente.

Exemplos de máxima e mínima de 52 semanas

Máxima de 52 semanas: pode atuar como um nível de resistência e um ponto inicial para um rompimento. Por meio dos gráficos, podemos ver como os dois cenários podem ser identificados.

Rompimento após cruzar a máxima de 52 semanas

O gráfico acima mostra uma forte tendência de alta assim que o preço cruza o preço máximo. Isso acontece porque o gráfico inclui os preços de fechamento ao longo de 18 meses, e o rompimento ocorre quando o preço consegue romper o nível de resistência.

Isso pode acontecer de uma forma que, em vez de continuar com o momentum, haverá uma reversão quando a ação estiver sendo operada perto da máxima de 52 semanas. O mesmo pode ser ilustrado no exemplo abaixo:

Reversão após atingir a máxima de 52 semanas

Mínima de 52 semanas: Novamente, as mesmas tendências, isto é, rompimento ou reversão, também podem ser observadas quando o preço estiver próximo da mínima de 52 semanas.

Rompimento após cruzar a mínima de 52 semanas

A figura acima mostra que a mínima de 52 semanas pode atuar como suporte por algum tempo. No entanto, vimos uma forte tendência de baixa quando o preço cruzou esse nível.

Quando a mínima de 52 semanas atua como nível de suporte, podemos observar uma reversão de alta no preço. No exemplo anterior, vimos diversas reversões do tipo antes de o preço começar a cair bruscamente. Em geral, este é o caro em que o nível de suporte é testado várias vezes antes de a tendência de baixa se desenvolver. Isso também pode ser considerado no caso de um nível de resistência.

Reversão após atingir uma mínima de 52 semanas

Os padrões que observamos em torno do intervalo de 52 semanas podem ser benéficas para os day traders. Não apenas os scalpers, mas os swing traders também podem gerar operações lucrativas a partir dessas tendências.

Conclusão

O intervalo de 52 semanas pode fornecer informações simples, mas muitos traders as consideram muito importantes. A máxima e a mínima podem ser uma ferramenta útil, principalmente para traders iniciantes que estão em busca de uma abordagem simples. Até mesmo traders experientes usam bastante esses níveis como referência para suas decisões de trading. Esta também é uma medida de valor que pode nos dizer como posicionar a ação em relação aos preços registrados ao longo do ano. Muitos analistas tendem a basear suas previsões de preço na máxima ou mínima de 52 semanas. Esse intervalo também é um bom indicador da volatilidade da ação e do nível de risco das operações.