pt
en
es
ar

Blog

Guias de trading, webinários e histórias

Média Móvel Exponencial – Estratégias e dicas da MME

Média Móvel Exponencial
F T L
14 minutos de leitura
blog ad pt e2t

O escopo dos indicadores técnicos tem se expandido rapidamente, com novos sendo desenvolvidos a cada dia. No entanto, a Média Móvel Exponencial foi uma das primeiras a ser desenvolvida e está entre os indicadores mais usados, sendo bastante fácil de entender. Se quiser utilizar esse indicador técnico para aproveitar ao máximo seu portfólio de trading de futuros, você veio ao lugar certo. Este artigo abordará o que é a Média Móvel Exponencial (MME) e quais são as estratégias de trading mais usadas nos diferentes mercados.

O que é a Média Móvel Exponencial?

A Média Móvel Exponencial – ou simplesmente MME –, é uma versão avançada da Média Móvel Simples (MMS) que aplica um peso maior nos dados mais recentes ao calcular a média para um período específico. Ao se concentrar mais nos dados mais recentes, a MME garante que os dados antigos e redundantes não terão a mesma influência no indicador que os dados mais recentes. Isso não ocorre no cálculo da média simples, em que todos os dados têm o mesmo peso.

A desvantagem de uma Média Móvel Simples é que ela pode não fornecer um valor ponderado para os dados antigos – em muitos casos, este não é o valor mais preciso. Por exemplo, se o relatório de ganhos de uma empresa mostrar que ela superou as estimativas de Wall Street, isso pode levar a um aumento imediato no preço. Uma média simples não identificaria esse momento de maneira adequada, sendo preciso esperar alguns dias para que ela realmente refletisse essa informação.

A MME, por outro lado, responderia melhor a essas mudanças, ao aplicar mais peso nas últimas variações de preço. Um trader pode personalizar o peso que o indicador deve atribuir aos dados mais recentes de acordo com a importância atribuída aos valores mais recentes. É esse recurso específico que torna a MME uma ferramenta mais eficaz do que a MMS.

Você também pode gostar:

Fórmula da Média Móvel Exponencial

MMEt = Preço de fechamentot * multiplicador + MMEt-1 * (1 – multiplicador)

Onde “t” indica o instante para o qual a MME deve ser calculada, e “t-1” é o instante anterior.

A fórmula para o multiplicador é a seguinte:

Multiplicador = Fator de suavização / (1 + número de dias)

Portanto, se quiser dar mais peso aos dados mais recentes, basta aumentar o fator de suavização e diminuir o número de dias. O próximo tópico mostrará como a fórmula da Média Móvel Exponencial pode ser usada para calcular uma MME real usando diferentes entradas, como preço de fechamento, fator de suavização e número de dias.

Calculando a Média Móvel Exponencial

Partindo do zero, vamos desenvolver o perfil da MME de um ativo. Entre os parâmetros que precisamos definir no início estão o fator de suavização e o número de dias. Para calcular a MME de 50 dias, precisamos de 51 pontos. A média simples dos 50 primeiros pontos seria o MMEt-1 na nossa primeira iteração, pois ainda não temos um histórico para a MME. E usaríamos um fator de suavização de 2. Primeiro, precisamos encontrar o multiplicador com base nessas duas entradas.

Multiplicador = 2 / (1 + 50) = 0,0392

Se a média simples dos últimos 50 dias fosse 100 e o preço de fechamento da ação hoje fosse 125, a MME seria calculada como:

MME = 125 * 0,0392 + 100 * (1 – 0,0392) = 100,98

Agora temos uma MME para usar e não precisamos mais contar com a MMS para determinar as MMEs seguintes. No 52º dia, admitindo que o preço seja 130, a MME seria calculada como: 

MME52 = Preço52 * 0,0392 + MME51 * (1 – 0,0392) 

MME52= 130 * 0,0392 + 100,98 * (1 – 0,0392) = 102,12

Devemos observar, no entanto, que um peso de 0,0392 pode parecer pequeno para calcular a Média Móvel Exponencial. No entanto, esse valor é maior que o peso que o cálculo de uma média simples aplicaria. No nosso caso, em que consideramos um período de 50 dias, o peso de uma média simples para todos os pontos seria de 1/50, ou 0,02.

Como a MME funciona?

Como destacamos anteriormente, a MME foca mais no preço atual. Um investidor pode ajustar as duas variáveis – fator de suavização e número de dias – para alterar o multiplicador. Vamos ilustrar o impacto da alteração desses dois parâmetros com base nas nossas suposições no tópico anterior.

Cenário 1: alteramos o fator de suavização para 1,5, mantendo o número de dias constante

Multiplicador = 1,5/51 = 0,0294

MME51= 125 * 0,0294 + 100 * (1 – 0,0294) = 100,74

MME52= 130 * 0,0294 + 100,74 * (1 – 0,0294) = 101,60

Comparado ao cenário inicial, em que MME51 e MME52 eram 100,98 e 102,12, podemos observar que a redução do fator de suavização subestima a MME quando o preço está em uma alta constante.

Cenário 2: alteramos o número de dias para 25, mantendo o fator de suavização constante

Multiplicador = 2/26 = 0,0769

MME51= 125 * 0,0769 + 100 * (1 – 0,0769) = 101,92

MME52= 130 * 0,0769 + 101,92 * (1 – 0,0769) = 104,08

Comparado ao nosso cenário inicial, vemos que reduzir os dias melhora a precisão quando o preço está em uma alta constante. 

Cenário 3: alteramos o número de dias para 25 e o fator de suavização para 1,5

Multiplicador = 1,5/26 = 0,0577

MME51= 125 * 0,0577+ 100 * (1 – 0,0577) = 101,44

MME52= 130 * 0,0577 + 101,92 * (1 – 0,0577) = 103,09

Comparado ao nosso cenário inicial, agora temos uma reposta mais rápida, pois reduzir a contagem de dias tem um impacto maior do que reduzir o fator de suavização.

Portanto, precisamos reduzir o número de dias ou aumentar o fator de suavização para garantir que o peso máximo seja colocado nos dados mais recentes. Esses ajustes podem ser feitos principalmente quando observamos um rompimento – nesse caso, os pontos antigos teriam menos capacidade preditiva. Traders de curto prazo podem reduzir consideravelmente o tempo para detectar mais rapidamente as tendências. 

Como usar a Média Móvel Exponencial

Uma média móvel é traçada ao lado do preço para determinar a tendência. Normalmente, um grupo de tendências de MME é usado para aumentar a eficiência de um indicador técnico – esses grupos de tendências de MME são chamados de envelope. Quanto menor o período, mais responsivo será o envelope em relação ao preço atual. Por exemplo, envelopes de MME usando 10, 20, 30, 40 e 50 dias seriam mais responsivos do que envelopes usando 150, 160, 170, 180 e 190 dias. O gráfico abaixo mostra as MMEs de 10 dias (linha azul), 20 dias (linha laranja) e 30 dias (linha rosa) para o E-mini S&P 500.

Média Móvel Exponencial 1
Fonte: Finamark

Vemos que a MME de 10 dias parece acompanhar o preço mais recente com mais precisão, respondendo melhor a qualquer mudança significativa nas tendências. Algumas das maneiras pelas quais os traders podem usar um envelope de MME incluem:

  1. Quando as MMEs de um envelope convergem para um único ponto, isso pode indicar uma reversão na tendência;
  2. Quando a MME mais curta ultrapassa as médias móveis mais longas, podemos esperar uma tendência de baixa. Da mesma forma, quando a MME mais curta ultrapassa as MMEs mais longas, podemos esperar uma tendência de alta;
  3. Quando as MMEs de um envelope estão afastadas, podemos esperar o desenvolvimento de uma nova tendência, que pode ser tanto de alta quanto de baixa.

Todos os sinais mencionados foram marcados no gráfico acima. Por exemplo, o ponto marcado em “A” mostra as EMAs de 10, 20 e 30 dias convergindo, portanto vemos uma reversão de tendência. O preço – que estava subindo – segue uma tendência de baixa a partir desse ponto.

Qual é a diferença entre Média Móvel Simples e Exponencial

A diferença fundamental entre as duas é o peso que cada uma atribui aos dados mais recentes. Confira abaixo algumas diferenças adicionais:

Média Móvel Simples (MMS)Média Móvel Exponencial (MME)
A MMS trata cada ponto igualmente, com o peso de cada um sendo igual a 1/n, onde n é o número de dias A MME aplica mais peso nos dados recentes, substituindo o peso usado na MMS por um multiplicador
Apenas o número de dias pode ser alterado para ajustar a sensibilidade da MMSO fator de suavização e o número de dias podem ser ajustados para alterar o multiplicador
Menos responsivo ao preço mais recenteMais responsivo ao preço mais recente
Mais lento para identificar uma tendência ou reversão de tendênciaMais rápido para identificar uma tendência ou reversão de tendência
Para calcular a MMS de um dia, é preciso ter um histórico de n pontos de preçoPara calcular a MME de n dias, é preciso ter um histórico de n+1 pontos de preço. A primeira MME, no entanto, será baseada em uma MMS, pois uma MME histórica não estará disponível após n+1 dias

Em geral, os investidores preferem a MME em relação à MMS devido aos recursos apresentados acima. No entanto, muitos deles ainda usam a MMS como referência em alguns casos por ser uma ferramenta simples e fácil de entender.

Estratégias baseadas na MME

Como dissemos antes, a capacidade de ajustar os parâmetros no multiplicador torna a MME uma ferramenta muito eficaz. Há inúmeras estratégias para a realização de análises técnicas, mas a ideia básica é comparar a tendência de uma MME curta com a de uma EMA longa. Essas estratégias podem ser usadas em diferentes classes de ativos, como ações, commodities, Forex e até mesmo criptomoedas. Discutiremos duas das estratégias mais usadas pelos traders para determinar a tendência dos preços e veremos como interpretar a interação entre uma MME curta e uma MME longa.

Estratégia MME12 e MME26

O uso de uma EMA12 e uma EMA26 é uma das estratégias mais comuns e simples usadas pelos traders. Embora tenhamos usado dias como unidade de tempo no nosso exemplo anterior, podemos usar períodos mais fragmentados. Por exemplo, neste caso, poderíamos usar 12 minutos e 26 minutos como referência. 

Vamos analisar um exemplo real usando novamente o E-mini S&P 500 como referência. A linha azul é a MME12 e a linha laranja é a MME26.

Estratégia MME12 e MME26
Fonte: Finamark

Marcamos dois pontos como “A” e dois pontos como “B” no gráfico acima. Você pode interpretá-los da seguinte maneira:

  1. No primeiro “A”, vemos as duas linhas convergindo e a MME12 abaixo da MME 26, o que indica uma tendência de baixa. O inverso acontece no segundo “A”, quando a MME12 fica acima da MME26, resultando em uma tendência de alta.
  2. Os dois pontos “B” ilustram uma fase de continuação da tendência. O primeiro demonstra a continuação de uma tendência de baixa, enquanto o segundo mostra uma forte tendência de alta. Linhas mais amplas indicam uma tendência mais forte no ativo que estamos monitorando.

Embora esses indicadores técnicos sejam uma ferramenta muito útil, eles não devem ser usados isoladamente, pois o resultado real pode variar em relação à indicação dessas ferramentas. Além disso, é fundamental estabelecer um stop loss antes de executar uma operação.

Estratégias de cruzamento da MME5 e MME8

Outra estratégia usada pelos traders em mercados muito dinâmicos é a estratégia de cruzamento de MMEs de 5 e 8 períodos. Como estamos usando uma MME5 e uma MME8, você pode esperar uma estratégia altamente responsiva – o que torna essa estratégia muito eficaz em mercados mais voláteis. Ainda com base no E-mini S&P 500, explicaremos como usar essa estratégia para entrar ou sair de uma posição.

Estratégia de cruzamento da MME5 e MME8
Fonte: Finamark

A linha roxa é a MME5 e a linha laranja é a MME8. Destacamos dois cruzamentos no gráfico acima. Podemos observar que essas linhas estão muito próximas uma da outra, pois o intervalo de tempo é relativamente pequeno se comparado com o exemplo anterior. 

Cruzamento “A”

  • A MME5 está acima da MME8;
  • Este pode ser um sinal de entrada, então devemos observar o preço;
  • Se o preço estiver acima da MMEs, isso fortalece o sinal;
  • O resultado será uma tendência de alta.

Cruzamento “B”

  • A MME5 fica abaixo da MME8;
  • Isso pode ser uma indicação de venda, mas o preço também deve ser levado em consideração;
  • Se o preço estiver abaixo das MMEs, isso fortalece o sinal;
  • O resultado será uma tendência de baixa.

Como os intervalos de tempo são muito pequenos, essas operações podem ser muito arriscadas, portanto é preciso estabelecer um stop loss antes de executar uma operação. O gráfico também ilustra inúmeros cruzamentos durante os quais a variação está limitada a um certo intervalo. Nesses casos, devemos buscar padrões de Price Action para termos uma confirmação.

Vantagens e desvantagens da Média Móvel Exponencial

Vantagens

Entre os diversos indicadores técnicos disponíveis, a MME é um dos mais simples, sendo o favorito de muitos traders de sucesso. A flexibilidade para ajustar o fator de suavização ou o período de tempo faz com que a MME seja uma ferramenta muito versátil. Os traders podem usá-la para operações de longo prazo – para isso, basta ajustar a MME para um período mais longo. No mercado de Forex, por exemplo, onde o indicador precisa ser reativo ao preço mais recente, os traders podem simplesmente reduzir o intervalo de tempo. O indicador funciona particularmente bem em um mercado de tendências e pode gerar um lucro significativo ao trader se for bem utilizado. Você também pode personalizar a MME e aplicá-la em diversas classes de ativos.

Desvantagens

A MME também possui algumas desvantagens, das quais os traders devem bem cientes. Como ela atribui mais importância aos preços mais recentes, o indicador pode enviar sinais falsos em um mercado limitado. Como a maioria dos indicadores, a dependência de dados obsoletos também pode ser alta para a MME. em alguns casos, isso pode prejudicar sua capacidade preditiva, podendo levar um tempo significativo para que o trader identifique uma mudança na tendência – o que poderia causar a perda de uma boa oportunidade. É necessário aprimorar a análise aplicando outros indicadores e padrões de Price Action. Estabelecer um stop loss também é um passo obrigatório, pois as perdas podem ser significativas, principalmente ao operar com alavancagem. Além disso, não há como decidir quais MMEs devem ser usadas para determinar a estratégia de cruzamento ideal.

Não há a menor dúvida quanto à utilidade da MME para os traders. Embora muitos indicadores técnicos mais sofisticados tenham surgido desde o seu surgimento, essa ferramenta continua sendo muito utilizada até hoje. A flexibilidade da MME, juntamente com a simplicidade dos seus requisitos computacionais, a torna muito útil para a condução de análises em um mercado mais volátil.

Perguntas Frequentes

Qual é o significado de uma média móvel de 50 dias?

A média de 50 dias nos fornece um panorama do preço ao longo dos últimos 50 dias. Os traders podem comparar esse panorama com o preço mais recente para estimar a direção futura do preço. 

Quando a Média Móvel Exponencial deve ser usada no lugar da Média Móvel Simples?

Em geral, a Média Móvel Exponencial funciona melhor em um mercado de tendências, em que o preço mais recente deve ter mais peso no cálculo da média. Nesse caso, Médias Móveis Simples tendem a subestimar ou superestimar o preço. Quando a variação do preço está limitada a um intervalo, as duas médias tendem a apresentar um desempenho parecido.

Como ajustar a Média Móvel Exponencial para swing trade?

Swing trade envolve operações de médio prazo. Nesse caso, o trader pode usar três MMEs, como MME9, MME13 e MME50. Para obter uma indicação clara de uma tendência de alta, o preço atual – que estava abaixo dessas três linhas – deve cruzar as três MMEs. Além disso, a MME9 deve estar acima da MME13, que por sua vez deve estar acima da MME50.

blog ad pt e2t

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Conta de Corretagem – Como abrir conta em uma corretora e como escolher o melhor serviço

Oscilador Estocástico – Como esse indicador técnico funciona e como usar

Tipos de Ordens – Entenda como e quando usar cada ordem ao operar na Bolsa