Earn2Trade Blog
Guia minicontrato

Minicontratos: o que são, tipos, vantagens, custos e como operar

O minicontrato foi criado como uma forma de permitir que pessoas com menos recursos disponíveis pudessem adentrar o mundo dos contratos futuros sem ter de despender um montante muito grande de dinheiro de uma só vez.

Apesar de possuírem uma margem menor, ainda são muito interessantes para quem está começando a investir e para quem busca por um tipo de investimento com alta liquidez.

No mercado de minicontratos, é possível conseguir um alto índice de retorno com um investimento que não precisa ser tão grande e é por esse motivo que esse tipo de investimento tem atraído cada vez mais investidores.

Por isso, hoje a Earn2Trade trouxe um texto especial te contando tudo o que você precisa saber sobre minicontratos e começar a investir no seu futuro. Confira:

Conheça o Gauntlet Mini, o caminho mais curto para se tornar um trader profissional!

Trader patrocinado earn2trade

O que é um minicontrato? Como funciona essa operação?

Para entender mais facilmente o que é um minicontrato, antes precisamos voltar um pouco e entender o que são os contratos futuros de maneira geral.

Os contratos futuros, basicamente, representam um compromisso de comprar ou de vender uma quantidade de um determinado produto ou ativo financeiro em uma data adiante por um preço previamente definido.

Nesses casos, o produto ou ativo envolvido na negociação recebe o nome de ativo subjacente, e pode assumir diversas naturezas diferentes.

Ou seja, existem contratos futuros de commodities agrícolas, como soja, milho e açúcar, de commodities metálicas, como o ouro, de moedas, como dólar e o euro, de índices de ações e várias outras possibilidades.

As operações com contratos futuros ocorrem dentro da bolsa de valores e, por este motivo, são altamente padronizados.

Para que um contrato futuro funcione, os ativos subjacentes precisam ser uniformes, pois assim os investidores terão a certeza de que estão negociando exatamente a mesma coisa e dentro das mesmas condições.

Os únicos itens que variam nas negociações de contratos futuros são a quantidade de contratos e os seus preços.

Agora, os minicontratos, por sua vez, são “frações” de um contrato futuro que podem ser financeiramente muito grandes.

Ou seja, os minicontratos foram criados para dar acesso a mais pessoas a esse mercado.

Quais são os tipos de minicontratos?

Como vimos nos tópicos anteriores, existem vários tipos de minicontratos, contudo, hoje vamos focar em dois que podem ser operados pelo home broker: os minicontratos de dólar e os minicontratos de índice futuro de Ibovespa.

Confira mais sobre cada um deles a seguir:

Minicontratos Bovespa

Nos minicontratos Bovespa, cada lote mínimo de minicontrato possui um contrato e cada variação de ponto equivale a R$0,20.

Ou seja, o contrato vale R$0,20 multiplicado pelos pontos do Ibovespa.

Com 98 mil pontos, por exemplo, o contrato valeria R$49.000,00 e a margem de segurança seria de R$2.500,00 para investir no caso de swing trade.

Minicontrato de dólar

Já o minicontrato de dólar possui um lote mínimo de um contrato que consiste em US$10.000,00 ou R$40.000,00 em uma cotação 4 por 1.

A margem de garantia, nesses casos, fica em torno de R$5.000,00 para comprar o contrato e ficar posicionado.

Caso você compre e encerre a operação no mesmo dia, a margem cai consideravelmente.

Quais são as vantagens de investir em minicontratos?

Existem várias vantagens de investir em minicontratos, como a alta liquidez desse tipo de investimento e a facilidade de realizar operações.

Confira a seguir as principais vantagens de investir em minicontratos:

  • Liquidez alta: minicontratos são muito fáceis tanto de adquirir quanto de vender. É muito simples e rápido entrar e sair do mercado. Isso só é possível graças ao enorme volume de operações que ocorrem diariamente e, se você quiser zerar sua posição, basta vender os minicontratos;
  • Boa oportunidade de diversificar: os minicontratos são uma ótima opção para diversificar a carteira de investimentos e proteger o patrimônio;
  • Fácil de negociar: é possível realizar diversas operações de minicontratos do próprio home broker.

E quais são os riscos?

Os minicontratos podem ser classificados como um tipo de investimento de renda variável, ou seja, não é possível prever se uma posição será ganhadora ou perdedora e, por esse motivo, é preciso estar ciente dos principais riscos encontrados nesse tipo de investimento.

Um deles é o risco de alteração de margem de garantia, que é uma alteração que pode mudar os valores exigidos a qualquer momento e sem aviso prévio.

Além disso, também existe o risco de ajustes diários. Como os minicontratos são precificados diariamente, existem dias em que os papéis podem registrar variações negativas.

O risco de oscilações do mercado também existe. Notícias, expectativas ou qualquer outro fator podem acabar influenciando no preço dos minicontratos.

Por fim, outro risco importante de citarmos aqui é a alavancagem.

A alavancagem é um técnica que permite que você realize operações sem a necessidade de todo o recurso financeiro exigido.

O saldo e as garantias em conta são multiplicados, algo muito similar a um limite de crédito.

Dessa forma, é possível operar com um valor maior do que o disponível em conta, aumentando a possibilidade de ganhos, mas também elevando a exposição ao risco e eventuais perdas.

Minicontrato e contrato futuro: quais são as diferenças?

Basicamente, a finalidade dos investimentos em minicontratos e contratos futuros é a mesa, contudo, existem características distintas que diferenciam os dois casos.

Contratos futuros cheios possuem uma quantidade mínima de cinco contratos do produto escolhido para ser negociada.

Através desses contratos, é possível investir em commodities, índices e moedas, que tem como principal público alvo as empresas, produtores e investidores mais experientes, justamente por conta do custo mais elevado.

Já os mini contratos são alternativas mais acessíveis, que tem uma exposição menor e, consequentemente, uma margem também menor.

Ações ou minicontratos: qual a melhor opção?

Muitos investidores se confrontam com a dúvida: minicontratos ou ações? Qual dos dois é o melhor para investir?

A resposta para essa pergunta é: depende do seu perfil de investidor.

Tanto as ações quanto os minicontratos são tipos de investimento de renda variável, mas são bem diferentes entre si, sendo que, cada vez mais, os minicontratos tem chamado a atenção de investidores de pequeno porte.

Isso porque nos minicontratos existe uma alavancagem natural, que permite uma boa rentabilidade com uma operação relativamente pequena, resultando em taxas de emolumentos bem mais baixas do que no mercado de ações.

Além disso, as chances de manipulação de um mini índice são muito menores do que em uma ação isolada, pois esse índice representa uma cesta de mais de 50 ações.

Dentre outras vantagens dos minicontratos, temos gráficos mais técnicos e que permitem uma melhor visualização e interpretação dos dados, taxas de corretagem menores se comparadas ao mercado de ações e menores taxas de emolumentos.

Também existe uma menor chance de leilões e uma chance menor de manipulação do mercado, o que faz com que os minicontratos sejam relativamente mais seguros que as ações. 

Como ganhar dinheiro com minicontratos?

Existem várias formas de ganhar dinheiro com minicontratos e a principal delas é investindo diretamente em algumas das opções disponíveis no próprio home broker.

Contudo, a melhor forma de realmente ganhar dinheiro investindo em minicontratos é sendo patrocinado para virar um trader profissional.

Na Earn2Trade, é possível trilhar esse caminho e começar a ganhar dinheiro investindo de maneira patrocinada.

O Gauntlet Mini, por exemplo, é um exame intradiário de negociação de futuros que garante uma oferta de financiamento para uma conta de trading ao vivo fornecida por nossos parceiros comerciais após a conclusão de um exame com sucesso.

Nosso principal objetivo com esse projeto é oferecer oportunidades para os traders de futuros mais habilidosos, mas que não possuem o capital necessário para se tornarem traders profissionais.

É uma maneira de te dar uma chance de de fazer parte de uma empresa de trading proprietária.

O teste Gauntlet Mini vai avaliar o seu desempenho em negociações utilizando um conjunto de regras que você precisa seguir até que tenha negociado por pelo menos 15 dias e atingido uma meta de lucro específica para o tamanho da sua conta.

Venha começar a sua carreira de trader de mercados futuros hoje mesmo com a ajuda da Earn2Trade!

Conheça o Gauntlet Mini, o caminho mais curto para se tornar um trader profissional!

Conclusão

Minicontrato é um tipo de contrato futuro mais acessível para pessoas que não possuem todo o capital necessário para investir em contratos cheios.

Basicamente, eles representam um compromisso de comprar ou vender uma quantidade de um determinado produto ou ativo financeiro em uma data futura por um preço previamente definido.

Por esse motivo, minicontratos são um tipo de investimento considerado de renda variável, ou seja, não é possível prever quais posições serão as vencedoras.

Ainda assim, trata-se de uma opção muito vantajosa para quem busca um investimento com alta liquidez e boas oportunidades para diversificar a carteira de investimentos.

Aprenda mais sobre o mercado financeiro com o blog da Earn2Trade! Muito obrigado pela leitura.

Trader patrocinado earn2trade