pt
en
es
ar

Blog

Guias de trading, webinários e histórias

O que é MACD? Entenda como usar, ler e calcular

What is MACD
F T L
16 minutos de leitura

Neste artigo, você aprenderá o que é o indicador MACD, ou Média Móvel Convergente e Divergente. Esta é uma das ferramentas de análise técnica mais populares e mais usadas. Vamos abordar tudo sobre o indicador: como ele é calculado, como interpretá-lo corretamente e como usá-lo em operações reais.

O indicador MACD pode ajudá-lo a identificar sinais poderosos, como cruzamento ou divergências. Ao aprender a usá-lo, será possível prever com precisão a formação de novas tendências e melhorar consideravelmente sua operações. Afinal, a maior parte dos ganhos é obtida logo no início de uma tendência.

Conteúdo:

O que é MACD?

O indicador MACD é um oscilador de momentum da tendência, sendo aplicado ao preço de um determinado ativo por meio de duas médias móveis com o objetivo de indicar a formação de uma nova tendência.

Em um gráfico de preço, o MACD é visualizado como duas linhas, oscilando sem limites. A linha menor é uma Média Móvel Exponencial (MME) de 12 períodos, que se move mais depressa e é responsável pela maior parte dos movimentos do MACD. Já a linha maior é uma Média Móvel Exponencial de 26 períodos, portanto ela reage mais lentamente às mudanças de preço.

Para entender exatamente como funciona a Média Móvel Convergente e Divergente, devemos entender a razão pela qual ela é tão popular entre os traders. Por ser um indicador ilimitado, além de ser um oscilador de momentum, ele não é usado para identificar mercados em sobrecompra ou sobrevenda. Ao combinar duas médias móveis exponenciais que seguem as tendências e transformá-las em um oscilador de momentum, o MACD é capaz de combinar o melhor dos dois mundos, servindo como um indicador de tendência e de momentum ao mesmo tempo.

As MMEs oscilam em torno da linha zero e, ocasionalmente, se cruzam, divergem ou convergem. Ao monitorar esses movimentos, os traders conseguem reconhecer sinais importantes da operação, como uma divergência, um eixo ou um cruzamento de linha de sinal. Assim, o indicador ajuda a identificar quando uma nova tendência de alta ou de baixa está prestes a se formar.

Você também pode gostar:

Origem

O oscilador MACD foi desenvolvido por Gerald Appel, no final da década de 1970. Com o tempo, o indicador se estabeleceu como uma das ferramentas de análise técnica mais simples e eficientes. Isso porque, ao usar o indicador, basta que os traders acompanhem os momentos de convergência e divergência entre as duas MMEs. A convergência ocorre quando as linhas se movem uma na direção da outra. Por outro lado, quando elas se movem em direções opostas, dizemos que há uma divergência.

Fórmula do MACD

Para calcular o MACD, devemos primeiro obter os valores das MMEs de curto e longo prazo. As médias móveis exponenciais são usadas por conta do peso maior que é dado às mudanças de preço mais recentes – ao contrário das médias móveis simples, que aplicam peso igual a todos os pontos de preço. Na equação, a MME de longo prazo é observada ao longo de 26 períodos, enquanto o valor da MME de curto prazo é calculado com base em 12 períodos. O período se refere ao tempo gráfico em questão; portanto, em um gráfico diário, o MACD se baseia em MMEs de 12 e 26 dias. Em seguida, é preciso subtrair a MME de longo prazo da MME de curto prazo para obter a Média Móvel Convergente e Divergente. Para isso, aplicamos os preços de fechamento de cada período.

Linha MACD = MME de 12 períodos – MME de 26 períodos

Além disso, deve-se incluir a linha de sinal e o histograma da Média Móvel Convergente e Divergente. Para obter a linha de sinal, usamos a MME de 9 dias da linha MACD. O objetivo é sinalizar as oportunidades de trading ao identificar pontos de reversão na tendência. O histograma, por sua vez, representa a distância entre a linha MACD e a linha de sinal. Se a linha MACD estiver acima da linha de sinal, o histograma é positivo e vice-versa. Essa dinâmica será detalhada no próximo parágrafo.

Como ler esse indicador?

Para entender bem a Média Móvel Convergente e Divergente, é fundamental saber identificar seus componentes no gráfico. O indicador consiste em três elementos que se movem em torno da linha zero: a linha MACD, a linha de sinal e o histograma. Vamos entender um pouco mais sobre cada um deles:

  1. Linha MACD (MME de 12 períodos – MME de 26 períodos): ajuda os traders a determinar as próximas tendências de alta e de baixa do mercado.
  2. Linha de sinal (MME de 9 períodos da linha MACD): é analisada em conjunto com a linha MACD para ajudar a identificar reversões de tendência e marcar os pontos ideais de entrada e saída.
  3. Histograma (linha MACD – linha de sinal): o histograma fornece uma representação gráfica da convergência e da divergência dos dois elementos anteriores: a linha MACD e a linha de sinal.

Cada uma dessas linhas tem um valor individual. Uma linha MACD de valor positivo indica que a MME menor está acima da MME maior. Quanto mais distante a MME menor estiver da maior, maior será o aumento no valor positivo da linha MACD. Isso é um sinal de um momentum de alta crescente. Por outro lado, um MACD negativo indica que a MME menor está abaixo da maior. Mais uma vez, os valores negativos aumentam à medida em que as duas linhas divergem ainda mais. Nesse caso, temos um momentum de baixa crescente.

Dependendo do movimento das médias móveis exponenciais, a correlação entre elas pode ser tanto divergente quanto convergente. A correlação divergente ocorre quando ambas estão se afastando, enquanto a convergente ocorre quando eles estão se aproximando.

Como usar esse indicador?

A verdade é que o MACD está entre os indicadores de previsão mais poderosos já criados. É por isso que entender como usá-lo e interpretar seus sinais corretamente pode otimizar o desempenho da sua estratégia de trading. 

Esse indicador pode ser usado para identificar três tipos de sinais: cruzamento da linha de sinal, cruzamentos na linha zero e divergência. Vamos explorar cada um deles nas próximas seções.

Mas antes disso, vejamos os principais eventos a serem observados durante o uso do indicador MACD:

  • O ponto de cruzamento: se o indicador MACD cruzar acima de zero, o sinal é de alta. Se cruzar abaixo de zero, isso indica que um momentum de baixa está dominando o mercado.
  • Onde ele vira: se o MACD estiver acima da linha zero e entrar em queda, isso é um sinal de baixa. Por outro lado, se estiver abaixo da linha zero e a linha passar a subir, considere um sinal de alta.
  • A direção do cruzamento: se o MACD cruzar a linha zero de baixo para cima, o sinal é de alta e vice-versa. Quanto mais longe estiver do zero, mais forte será o sinal gerado.

Perfeito, mas e os sinais reais de trading? A parte mais difícil ao usar qualquer indicador é identificar os melhores momentos para abrir ordens de compra ou de venda.

Sinais

Na Média Móvel Convergente eDivergente, o principal sinal de compra é quando a linha MACD cruza a linha de sinal. Isso indica que o momentum está mudando e uma tendência de alta está prestes a tomar conta do mercado. Outro sinal de compra importante ocorre quando o MACD está abaixo da linha de sinal e ambos estão abaixo da linha zero. Se a linha MACD cruzar acima da linha de sinal, teremos um sinal de compra. Alguns traders também esperam a linha MACD cruzar a linha zero para ter mais uma confirmação. O mesmo acontece para sinais de venda – quando a linha MACD cruza abaixo da linha de sinal, é sinal de que há um momentum de baixa.

Se tiver dificuldade de entender o indicador MACD ao observar somente as duas linhas, você também pode usar o histograma. A explicação é simples: se o histograma estiver em alta, isso é um sinal de compra; se estiver em queda, você terá um sinal de venda. No entanto, não se esqueça de observar o tamanho das barras. Quando o histograma estiver abaixo de zero, as barras ficam invertidas. Nesse caso, se elas estiverem ficando menores, significa que a tendência de baixa está se enfraquecendo. Embora traders mais agressivos não esperem as barras ficarem acima da linha zero, o ideal é obter essa confirmação antes de abrir uma ordem de compra.

Agora, vamos nos aprofundar um pouco mais. Se o histograma estiver próximo da linha zero, significa que as duas MMEs possuem valores iguais ou muito próximos. Quanto as barras estiverem mais altas, a distância entre as duas MMEs passará a aumentar. Se as barras estiverem diminuindo, é sinal de que as duas MMEs estão convergindo e que pode ocorrer uma reversão.

Configurando o MACD

Configurar o indicador MACD em um gráfico é uma tarefa fácil e objetiva. No gráfico, o indicador MACD é mostrado acompanhado de três números (coordenadas). O primeiro indica o número de períodos usados para o cálculo da MME menor (mais rápida). O segundo indica o número da MME maior (mais lenta), enquanto o terceiro apresenta a diferença entre as duas MMEs.

As configurações padrão para o MACD são 12, 26 e 9. No entanto, outras configurações também podem ser usadas, de acordo com as preferências do trader. No exemplo a seguir, mostramos como configurar um MACD com as configurações padrão:

  1. Nesse caso, usaremos a plataforma Finamark. Para começar, abra seus gráficos e clique no ícone ‘Opções de Indicadores’ na parte superior central.
Opções de indicador
  1. Selecione sua coleção à esquerda, depois adicione uma nova seção à direita. Por fim, clique em MACD na coluna de indicadores disponíveis, no centro da tela. Isso adicionará o indicador à seção 2 da sua lista de indicadores ativos, no menu à direita.
Adicionando o MACD
  1. Após adicioná-lo aos seus indicadores ativos, você pode personalizar as cores da linha e os períodos clicando no ícone de Configurações. O ideal é usar as configurações padrão se você estiver apenas começando a usar a ferramenta. No nosso caso, vamos alterar as configurações para azul e vermelho para dar mais destaque ao indicador.
Configurações do MACD
  1. O MACD é exibido logo abaixo do gráfico de preço. O indicador foi adicionado com suas configurações padrão (12, 26, 9), conforme é visto na imagem abaixo. A linha amarela indica a linha MACD, enquanto a linha laranja representa a linha de sinal. O histograma é marcado pelas barras cinzas.
Indicador MACD adicionado

Cruzamento do MACD

Os cruzamentos são sinais fundamentais fornecidos pelo MACD. Um cruzamento ocorre quando a linha MACD cruza acima ou abaixo da linha zero ou da linha de sinal. O MACD pode ajudá-lo a identificar tanto o cruzamento da linha de sinal quanto o cruzamento da linha zero de forma bastante precisa. No entanto, é importante observar que os cruzamentos podem produzir diversos sinais falsos ao longo de uma sessão, principlamente quando lidamos com ativos de alta volatilidade.

Agora, vamos dar uma olhada nos dois tipos de cruzamento e como eles diferem entre si:

  • Cruzamento da Linha de Sinal

Este é o sinal mais comum que o MACD pode produzir. Antes de analisá-lo, é importante ter em mente que a linha de sinal é basicamente um indicador de um indicador, pois ela calcula a MME da linha MACD, razão pela qual ela fica para trás.

Dessa forma, ocorre um cruzamento da linha de sinal quando a linha MACD cruza acima ou abaixo da linha de sinal. A força do movimento determina quanto tempo deve durar o cruzamento. Um cruzamento de linha de sinal de alta pode ser observado quando a linha MACD cruza acima da linha de sinal. Um cruzamento de baixa, por outro lado, ocorre quando a linha MACD cruza abaixo da linha de sinal. 

No gráfico abaixo, vemos em destaque dois exemplos de cruzamentos de linhas de sinais de alta e de baixa. O ativo operado é o ES. A linha azul é a linha MACD, enquanto a vermelha é a linha de sinal.

Cruzamento da Linha de Sinal de Alta e de Baixa
  • Cruzamento da Linha Zero

O cruzamento da linha zero, também conhecido como “cruzamento do eixo”, acontece quando a linha MACD cruza a linha zero e muda de sinal. Se o MACD cruzar acima da linha zero e se tornar positivo, temos um cruzamento de alta. Se ele cruzar abaixo dela e se tornar negativo, temos um cruzamento de baixa.

No gráfico abaixo, temos alguns exemplos de cruzamentos de linha zero de alta e de baixa ocorrendo várias vezes ao longo do período observado. O ativo operado é AAPL. A linha azul é a linha MACD, enquanto a laranja é a linha de sinal.

Cruzamento da Linha Zero

Divergência do MACD

Outro sinal muito valioso gerado pelo MACD é a divergência. A divergência descreve uma situação em que a linha MACD e o preço do instrumento se movem na direção oposta. Devido às suas limitações, é preciso analisar a divergência do MACD com cuidado, sempre considerando outros sinais. Isso porque o indicador pode gerar sinais falsos, como uma reversão de tendência em potencial que nunca irá chegará a ocorrer. Além disso, o indicador não é capaz de prever todas as reversões. Portanto, a divergência do MACD pode prever uma série de reversões falsas, assim como pode não identificar as reais. 

Existem dois tipos de divergência do MACD: de alta e de baixa. Uma divergência é de alta quando o preço do instrumento registra um mínimo menor, enquanto a MACD atinge um mínimo maior. Por outro lado, a divergência de baixa descreve uma situação em que o MACD registra um máximo menor, enquanto o preço atinge um máximo maior. As divergências de alta geralmente ocorrem durante fortes tendências de baixa, enquanto as divergências de baixa ocorrem durante fortes tendências de alta. Nos gráficos abaixo, podemos analisar um exemplo de cada tipo.

Divergência de alta
Divergência de Alta
Divergência de baixa
Divergência de Baixa

Perguntas Frequentes

O indicador MACD é de alta quando está positivo?

Sim, um MACD positivo indica um sinal de alta. O MACD é de alta quando a MME de curto prazo está acima da MME de longo prazo (ou seja, quando é positivo). Por outro lado, quando o MACD é negativo, temos um sinal de baixa. Não se esqueça de levar em consideração a distância entre as duas MMEs.

Como prever um cruzamento do MACD?

Para prever um cruzamento do MACD, observe a posição e a distância entre a linha MACD e as linhas de sinal. A distância diminuirá rapidamente antes do cruzamento. Observe também o histograma. Quanto mais próximo da linha zero (ou seja, quanto menores as barras ficarem), maior será a chance de ocorrer um cruzamento. 

O que são os números no lado direito do gráfico do indicador MACD?

Os números à direita do gráfico do indicador MACD são suas configurações. Os valores padrão são (12, 26 e 9): 12 para a MME menor, 26 para a MME maior e 9 para a linha de sinal. Dependendo do software de trading, é possível ver os valores atuais à direita conforme você se movimenta pelo gráfico.

O que representa a linha zero do MACD?

A linha zero da Média Móvel Convergente e Divergente, também conhecida como “eixo”, separa a área positiva da área negativa do gráfico. A linha MACD oscila acima e abaixo dela, e é assim que prevemos um momentum de alta ou de baixa. O indicador é positivo quando está acima da linha zero e negativo quando está abaixo dela.

O que significa um MACD negativo?

Um MACD negativo significa que a MME menor (de 12 períodos) está abaixo da MME maior (de 26 períodos) no gráfico. Uma situação como essa é um sinal de aumento do momentum de baixa. Quanto maior a distância entre as duas MMEs, maior será o valor negativo da linha MACD.

Como remover o histograma do indicador MACD?

Isso depende do software de trading ou do gráfico sendo usado. Normalmente, é possível ajustar as configurações do MACD após aplicá-lo no gráfico. Há uma aba separada para o histograma, onde você pode editar suas cores, configurações ou removê-lo completamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Retração de Fibonacci – O que é e como usar

Conta de Trading Financiada – Como se tornar um trader financiado

Média Móvel Exponencial – Estratégias e dicas da MME