Earn2Trade Blog
Operando Canais de Preço

Operando Canais de Preço – Como identificar e usar canais de preço

Todo trader dirá que identificar tendências no mercado é a chave para obter lucro. A estratégia de operar canais de preço é uma forma inteligente de identificar essas tendências e possíveis rompimentos e rejeições de preço dentro de um dado período, permitindo que você faça maximize suas operações lucrativas. Neste guia sobre canais de preço, veremos o seguinte:

blog ad pt e2t

O que é um canal de preço?

Basicamente, um canal de preço é um intervalo dentro do qual o preço tende a oscilar entre um limite superior e um limite inferior ao longo de um dado período.

Simplista demais? Então vamos explicar melhor.

O canal de preço é um padrão gráfico representado por duas linhas de tendência paralelas: a linha superior é a resistência, enquanto a linha inferior é o suporte. É importante entender como suporte e resistência funcionam, pois eles serão fundamentais para determinar onde e quando você deve fazer suas operações.

O que é um canal de preço
Padrão de canal de preço | Fonte: tradingstrategyguides.com

O movimento de preço para esse ativo específico está contido entre essas linhas. Será onde a maior parte das operações ocorrerá ao operar canais de preço. Um canal de preço se forma a partir da interação entre a oferta e a demanda de um dado ativo. Por outro lado, isso influencia os movimentos de preço, o que levará os traders a obterem lucro.

Deve haver um espaço grande o bastante entre as duas linhas de tendência, permitindo amplos movimentos de preço, se você quiser operar dentro do canal. São nesses movimentos de preço que seus lucros em potencial estão.

Canais de preço podem ser formados por todo tipo de ativo e instrumento operado, incluindo ações, Forex, fundos mútuos, futuros, fundos de índices (ETFs), entre outros. Eles também podem ocorrer ao longo de diversos tempos gráficos, então depende de você decidir quais períodos prefere analisar.

O que os canais de preço nos dizem?

Canais de preço são usados por traders com uma profunda compreensão de análise técnica. As informações fornecidas lhes permitem medir o momentum e a direção de uma tendência, o que então eles usam para identificar canais de trading lucrativos.

Se o canal de preço estiver seguindo uma tendência de alta ao longo de um dado período, podemos admitir com segurança que é um mercado de alta. Se estiver seguindo uma tendência de baixa por um período prolongado, então podemos admitir que é um mercado de baixa.

Canais de preço também ajudam a identificar os níveis de suporte e resistência, ambos fundamentais para qualquer estratégia de trading. Eles nos permitem identificar os pontos de entrada e saída ideais no gráfico.

O nível de suporte é uma área fundamental a partir da qual o preço é rejeitado e volta a subir. No mercado, os compradores defendem esse nível de suporte para aumentá-lo ainda mais ao longo das próximas sessões de trading. Por outro lado, o nível de resistência é uma área crítica que o preço simplesmente não consegue romper, fazendo com que ele quase sempre volte a cair após atingi-la. Essa área é defendida pelos vendedores.

Após ser traçado no gráfico, você pode simplesmente usar o canal de preço para comprar no nível do suporte do canal, pois espera-se que o preço seja rejeitado e volte a subir. Você também pode vender no nível de resistência do canal, já que o preço deve voltar a cair após atingir esse nível.

Canais de preço também são úteis para identificar rompimentos

Um rompimento se dá quando o preço de um ativo cruza as linhas de tendência superior ou inferior do canal. Rompimentos podem sinalizar uma nova alta quando o preço rompe a resistência ou uma queda ainda mais severa no preço se o suporte for rompido.

Seja qual for o caso, rompimentos oferecem a maior oportunidade de trading em um canal de preço, pois os rompimentos podem produzir movimentos de preço significativos em uma determinada direção. Se fizer suas operações no momento certo, você poderá aproveitar esses grandes movimentos de preço e obter lucros consideráveis.

Tipos de canais de preço

Dependendo da direção da tendência subjacente, o canal de preço pode ser categorizado em três tipos principais:

  • Canal de alta (tendência ascendente)
  • Canal de baixa (tendência descendente)
  • Canal horizontal (tendência lateral) 
Tipos de canais de preço
Os três tipos principais de canais de preço | Fonte: tradingsim.com

Vamos analisar cada um deles em detalhes para que você entenda como operar e lucrar com eles. 

Operando um canal de preço de alta

Esse tipo de canal de preço se forma quando os movimentos de preço ocorrem entre linhas de tendência inclinadas para cima, daí o nome canal ascendente. O preço está subindo e estabelecendo máximas maiores e mínimas menores. Máximas maiores são muitas vezes um sinal de que a tendência deve continuar, enquanto mínimas menores podem causar uma mudança na direção da tendência.

As linhas de tendência ajudam a formar o canal, com a linha superior sendo traçada ao longo dos pontos pivô de alta e a linha inferior ao longo dos pontos pivô de baixa. Isso revela as áreas de suporte e resistência para se obter metas de preço.

Os traders podem praticar swing trade ou seguir as tendências em um canal de preço de alta conforme o preço oscila entre suporte e resistência. Eles também podem buscar oportunidades de rompimento e operar comprados quando o preço começar a se aproximar da linha de resistência ou superá-la ligeiramente.

Operando um canal de preço de baixa

Isso se dá quando os movimentos de preço do ativo ocorrem entre duas linhas inclinadas para baixo. O preço está caindo e registrando máximas menores e mínimas menores ao longo de um dado período. Mínimas menores indicam uma continuação da tendência de baixa.

Em um canal de preço descendente, os traders costumam operar vendidos para lucrar com os movimentos de baixa do mercado. Eles também buscam fazer hedge para as posições compradas que tiverem naquele momento.

É importante prestar bastante atenção na tendência, pois, assim que ela for concluída e o preço subjacente começar a subir, os traders podem assumir uma posição comprada e aproveitar a alta esperada no preço.

Operando um canal de preço horizontal

Isso ocorre quando os movimentos de preço permanecem dentro de duas linhas de tendência horizontais. Basicamente, a tendência está se movendo lateralmente, sem um sinal claro de que o mercado é de alta ou de baixa, o que indica que as pressões de compra e de venda estão iguais.

Em um canal de preço lateral, a abordagem mais comum é operar nos níveis de suporte e de resistência. No entanto, é importante acompanhar a construção do momentum e o aumento do volume, pois esses dois sinais indicam que o rompimento é iminente.

Diversos indicadores técnicos podem ajudar nesse sentido, como a linha de Acumulação/Distribuição (A/D) e o Saldo de Volume (OBV). Quando houver uma mudança, a tendência será de alta ou de baixa, e então um novo canal de preço poderá se formar.

Como identificar um canal de preço

Traders técnicos estão sempre em busca de padrões para que possam fazer operações bem fundamentadas. No caso dos canais de preço, todas as informações estão no gráfico. Sempre que um ativo se mover dentro de um intervalo definido ao longo de um dado período, já temos um canal de preço — você só precisa saber como identificá-lo.

E isso também é fácil.

O preço deve ter estabelecido um conjunto de máximas e mínimas a partir de um padrão visível. Após identificar o padrão, basta traçar as linhas paralelas de cada lado da linha de preço e na mesma direção.

Se o preço estiver subindo consistentemente dentro do padrão, você terá um canal de preço ascendente; se estiver caindo, então o canal de preço é descendente; se estiver se movendo lateralmente, então o canal de preço é horizontal.

Como traçar um canal de preço

Para traçar um canal de preço, basta traçar duas linhas: a linha de tendência principal e a linha do canal, sendo que ambas são paralelas e seguem o movimento de preço no gráfico. Encontre duas máximas (pivôs de alta) e duas mínimas (pivôs de baixa) ao longo de um dado período e trace as linhas.

Os movimentos de preço ao longo desse período indicarão se é um canal ascendente, descendente ou horizontal.

Você acabou de traçar seu canal de preço.

Agora continue monitorando o canal e conectando as duas máximas e duas mínimas, estendendo as linhas até que o preço rompa uma delas por um período contínuo.

Por que um canal de preço é considerado uma profecia autorrealizável?

Porque é um padrão visível, e conforme mais pessoas seguem o padrão, o mercado também responde de acordo.

Por exemplo, digamos que o preço tem registrado continuamente máximas maiores e mínimas maiores ao longo das últimas três sessões de trading. Isso significa que você possui um canal de preço de alta. Quanto mais traders identificarem esse padrão, maior a probabilidade de operarem dentro do canal.

Portanto, quando o preço atinge o ponto mínimo do canal, os traders acreditam que ele subirá novamente, o que os leva a comprar. Se a maior parte do mercado estiver comprando nesse momento, o preço realmente subirá como foi previsto. Quando o preço atinge o topo do canal, espera-se que ele volte a cair, indicando aos traders que é hora de vender. O mercado responderá de acordo, fazendo com que o preço caia.

Basicamente, esses sentimentos dos traders estão alimentando esses movimentos de preço, e é por isso que esse padrão é considerado uma profecia autorrealizável.

Estratégias para operar canais de preço

Há dois tipos principais de estratégias ao usar canais de preço: operar as rejeições e operar o rompimento.

Operando as rejeições

Isso simplesmente significa operar dentro do canal, seguindo os movimentos de preço e operando nos níveis de suporte e resistência.

Identifique as duas máximas e duas mínimas no seu gráfico e trace as linhas. É preciso estudar o padrão. Quando o preço se aproximar do limite do canal, você abre uma operação na esperança de que o preço será rejeitado e seguirá na direção contrária.

Digamos que o preço esteja se aproximado da linha de tendência superior. Você vende porque espera que o preço volte a cair no nível de resistência. Quando o preço cai e se aproxima da linha de tendência inferior, você compra porque está esperando que o preço sofra uma reversão no nível de suporte.

Finamark 1 PT
Fonte: Finamark

Essa estratégia de operar contra a tendência se aplica a todos os tipos de canais de preço. O mais importante é que você esteja operando nos pontos certos.

Outra consideração fundamental é sua agressividade como trader. Alguns traders podem não ser tão agressivos a ponto de operar contra a tendência; nesse caso, eles preferem segui-la.

Basicamente, eles esperam até que os movimentos de preço comecem a seguir na direção esperada antes de executarem suas operações. Quando o preço começa a subir, eles compram e esperam pelo ponto pivô; quando começa a cair, eles vendem. Esse é o básico do trading de tendência.

Operando o rompimento

Se feito corretamente, operar o rompimento pode gerar muito mais lucro do que operar as rejeições.

Isso ocorre quando você prevê que o preço romperá o canal em vez de continuar oscilando entre seus limites. Nesse caso, você abre uma ordem de compra quando o preço cruzar a linha de tendência superior ou vende quando o preço romper a linha de tendência inferior.

Uma das melhores oportunidades para operar o rompimento é quando temos um canal de preço horizontal. Como não há uma direção predominante, é possível ocorrer um rompimento de qualquer lado na sessão de trading seguinte.

Finamark 2 PT
Fonte: Finamark

Ao operar o rompimento, é importante usar outros indicadores para confirmar a tendência e identificar os pontos de entrada e de saída ideais. Isso também permite que você determine seus níveis de stop loss e de take profit.

Seja qual for o caso, é sempre melhor operar na direção da tendência, esteja você operando as rejeições ou o rompimento.

Indicadores para canais de preço

Um bom trader nunca se baseia em uma única ferramenta técnica para operar. A verdade é que nenhum indicador de trading consegue fazer tudo, então é sempre importante usar duas, três ou até mais ferramentas, de modo que elas se complementem.

Há diversos indicadores que você pode incorporar à sua estratégia ao operar canais de preço. Esses indicadores medem tudo, de níveis de volatilidade e volume a confirmar ou contradizer tendências e identificar possíveis reversões e rompimentos.

Dito isso, aqui estão alguns dos principais indicadores para canais de preço:

Canal de Donchian

Os canais de Donchian comparam o preço atual de um ativo com seus intervalos de trading anteriores. Essa informação ajuda a medir a volatilidade do mercado e possíveis rompimentos, reversões e retrações.

Esse indicador usa três bandas: superior, central e inferior. As bandas superior e inferior se baseiam na máxima maior e na mínima menor para aquele período. A banda central se baseia na média das bandas superior e inferior.

Os traders usam o canal de Donchian para medir a volatilidade do mercado. Bandas estreitas indicam que o mercado está estável, enquanto bandas largas indicam que o mercado está enfrentando níveis maiores de volatilidade. Isso é muito importante, pois ajuda a identificar possíveis reversões e rompimentos.

Canal de regressão linear

O canal de regressão linear consiste em três linhas que representam a máxima, a mínima e o ponto médio dos movimentos de preço ao longo de um dado período. Esse indicador é útil para se obter possíveis sinais de compra e de venda e identificar possíveis reversões de tendência.

A regressão linear representa os pontos de interesse. A linha superior segue em paralelo com a linha de regressão linear e é traçada acima dela a uma distância de um a dois desvios-padrão. A linha inferior segue em paralelo com a linha de regressão linear e é traçada abaixo dela a uma distância de um a dois desvios-padrão.

Por se basear no desvio-padrão, os traders também sabem se o ativo está se tornando sobrecomprado ou sobrevendido, o que pode sinalizar que uma reversão está prestes a ocorrer.

Canal de Keltner

O canal de Keltner é parecido com o canal de Donchian, também sendo um indicador da volatilidade do mercado. No entanto, sua abordagem é diferente, pois ele utiliza uma média móvel exponencial (MME) e o intervalo verdadeiro médio (ATR) dos movimentos de preço das sessões de trading anteriores de qualquer lado da linha da MME.

Esse indicador também é bom para identificar possíveis mudanças na tendência subjacente. Por exemplo, se o preço do ativo fechar acima da linha superior em um mercado de baixa, isso pode significar que a tendência está prestes a mudar. É claro que você deverá usar outros indicadores para confirmar.

Uma das melhores coisas sobre o canal de Keltner é que ele filtra as informações não essenciais de movimentos de preço inexpressivos, pois ele se baseia na MME e no ATR. Dessa forma, muitos traders acreditam que ele fornece uma visão mais precisa da volatilidade e da direção da tendência do ativo ao longo de um dado período.

Bandas de Bollinger vs. Canais de Preço

As Bandas de Bollinger são um indicador técnico usado para identificar os níveis de suporte e resistência e medir a volatilidade do mercado ao longo de um dado período. Assim como os canais de preço, elas também consistem em três linhas traçadas no gráfico. A principal diferença está na construção das linhas em cada indicador.

Nos canais de preço, você traça a linha de tendência principal e a linha do canal. Já no caso das Bandas de Bollinger, você está usando uma média móvel simples (MMS) como linha principal. As outras linhas (bandas superior e inferior) estão a dois desvios-padrão de distância da MMS.

A largura das bandas é um sinal crucial para indicar a volatilidade do mercado. Quanto mais longe as bandas estiverem da linha da MMS, maior é a volatilidade do mercado. Elas também são úteis para identificar possíveis retrações (rejeição das Bandas de Bollinger) e possíveis rompimentos (Bollinger squeeze).

Considerações finais

Operar canais de preço é uma das formas mais simples e eficazes de determinar os pontos de compra e de venda ideais no gráfico. A melhor parte é que você nem precisa traçá-los manualmente, já que a maior parte das plataformas de trading permite que você simplesmente os selecione a partir da lista de indicadores de trading.

Dito isso, não se trata de uma ferramenta independente, portanto é preciso utilizar outros indicadores técnicos para prever a direção do mercado e confirmar as tendências subjacentes antes de abrir suas ordens de compra ou de venda.