pt
en
es
ar

Blog

Guias de trading, webinários e histórias

Padrões Gráficos – Os 10 Principais Padrões Gráficos no Trading de Futuros

padrões de candlestick gráficos
F T L
20 minutos de leitura
Não tem tempo? Confira o infográfico
blog ad pt e2t

Há diversos fatores a serem considerados pelos traders ao comprar e vender contratos de Futuros. Dependendo do estilo de cada um, alguns optam por analisar gráficos de preço em busca padrões gráficos, enquanto outros analisam fatores fundamentais como ganhos esperados, sazonalidade, custos de produção de commodities, etc. Em geral, a análise técnica e a análise fundamentalista caminham juntas para traders de Futuros bem-sucedidos.

Alguns constroem modelos de preços e os validam por meio de gráficos. Outros preferem revisar os gráficos primeiro e depois validar suas ideias, observando os fundamentos do ativo para ver se eles devem esperar uma mudança no preço, a continuidade ou a formação de uma nova tendência.

Neste guia, focaremos no lado técnico das análises. A escolha correta das ferramentas de análise técnica é essencial para a construção de uma estratégia de negociação de Futuros sustentável e eficiente. Elas podem ajudar os traders a preparar o cenário e obter previsões quanto à direção em que o mercado deve seguir.

Para ajudá-lo a melhorar seu desempenho como trader, abordaremos alguns dos padrões gráficos mais usados por especialistas para definir operações, prever futuros movimentos do mercado e estabelecer os pontos ideais de entrada e saída.

O que são padrões gráficos?

Os padrões formados pelos preços dos instrumentos futuros sinalizam possíveis transições entre as tendências do mercado ou a continuidade da tendência atual. Os traders técnicos analisam gráficos para encontrar padrões criados pelos movimentos de preços do instrumento e, a partir desses padrões, tentam determinar a direção do mercado. Para isso, eles avaliam os níveis de suporte e resistência para identificar possíveis rompimentos ou a continuidade desses níveis.

Quando se trata da operação de Futuros, além de conhecer os padrões e ser capaz de reconhecê-las no gráfico, há algumas questões fundamentais que você também deve ter em mente.

Em primeiro lugar, é a existência de uma tendência anterior estável e bem estabelecida que prepara o cenário para a próxima reversão. Se o preço não formou uma tendência e está constantemente subindo e descendo, uma tendência de reversão não poderá ser formada.

Também é importante observar que, em geral, os padrões superiores são mais curtos e mais voláteis que os inferiores. As oscilações de preço são muito maiores, e é por isso que muitos traders se dão melhor em uma tendência de baixa.

Por último, mas não menos importante, não se esqueça desta regra básica:

Quanto mais tempo levar para o padrão se desenvolver e quanto mais volátil for o movimento dos preços dentro dele, maior será a mudança de preço esperada quando ele romper o suporte ou a resistência.

Os padrões gráficos são melhor categorizados de acordo com os seus sinais. Geralmente, há dois tipos de padrão nas operações com Futuros, mas alguns especialistas argumentam que também há um terceiro. A seguir, vamos examinar os diferentes padrões e descobrir mais sobre suas características:

Você também pode gostar:

Padrões de continuidade

Os padrões de continuidade são usados para identificar situações em que a tendência estabelecida manterá sua direção. Pense nos padrões de continuidade como pausas na tendência geral. Esse tipo também é conhecido como padrões de consolidação – ou mercado lateral. Na verdade, os padrões de continuidade não dizem de que lado devemos esperar um rompimento.

Exemplos de padrões de continuidade incluem bandeiras e flâmulas, cunhas, triângulos simétricos, triângulos ascendentes e descendentes, entre outros.

Padrões de reversão

Os padrões gráficos de reversão são o oposto dos de continuidade. Como o nome sugere, eles indicam uma mudança na direção da tendência predominante, quando o preço começa a se mover na direção oposta. Por exemplo, se o padrão de reversão aparecer durante uma tendência de baixa, o trader pode esperar que o mercado mude de direção e inicie um movimento ascendente.

A mudança na direção da tendência não acontece instantaneamente. Antes de qualquer coisa, há uma breve pausa, indicando a “fadiga” dos compradores ou vendedores. Durante essa desaceleração, o outro grupo começa a prevalecer e a tendência é alterada.

Alguns exemplos incluem o cabeça e ombros, topos e fundos duplos e triplos, entre outros.

Padrões bilaterais

Alguns especialistas preferem dividir ainda mais esses padrões, acrescentando uma categoria adicional: são os padrões “bilaterais”. Padrões bilaterais indicam que o preço pode se mover em qualquer direção. Embora esse grupo de padrões pareça inútil em um primeiro momento, a verdade é que os padrões bilaterais são usados pelos traders que desejam ter uma rede de segurança e colocar uma ordem no topo e na base do padrão. Uma vez que uma das ordens é acionada, a outra é cancelada.

Pense nos padrões bilaterais como uma indicação de que o mercado está altamente volátil.

As formações de triângulo também fazem parte desse grupo. Depois de analisá-las em detalhes, você descobrirá por que elas podem ser descritas como de continuidade e bilaterais ao mesmo tempo. A ideia principal é que os padrões de triângulo não indicam onde o rompimento ocorrerá.

Os 10 padrões gráficos mais populares para operar futuros

Ao operar contratos de futuros, você encontrará vários tipos de padrões gráficos. Alguns são mais fáceis de detectar, enquanto outros são bastante complicados e difíceis de analisar. No entanto, se você estiver apenas começando a operar e a usar a análise técnica, recomendamos o uso dos padrões mais populares e testados do mercado.

A seguir, apresentamos uma seleção dos 10 principais padrões gráficos para operar futuros:

1. Triângulos ascendentes e descendentes

O padrão de triângulo ascendente é um dos padrões gráficos de tendência de alta mais populares em trading de Futuros e pode ajudá-lo a reconhecer o rompimento de um movimento ascendente do mercado. O padrão se forma quando o nível de resistência permanece estável e o nível de suporte aumenta.

Ao analisar o padrão no gráfico abaixo, observe que o preço sobe e desce dentro dos limites do triângulo enquanto os níveis de resistência e de suporte convergem. Ao se cruzarem, deve ocorrer um rompimento da resistência e um movimento ascendente se formará.

padrão triangular ascendente
Padrão gráfico de triângulo ascendente

Você também deve procurar pelo padrão inverso: o triângulo descendente. Como seu próprio nome sugere, ele descreve um movimento de preços de baixa que marca o início de uma tendência de queda no mercado. O padrão de triângulo descendente é formado quando o nível de resistência cai e o nível de suporte permanece estável.

Ao detectar um padrão de triângulo descendente, você deve estar ciente de que o preço futuro aumentará e diminuirá dentro da formação até que os níveis de suporte e resistência se unam. Quando isso acontece, ocorre um rompimento e, em seguida, um movimento de baixa se forma. A prática mostra que o padrão de triângulo descendente não é tão comum quanto o de triângulo ascendente.

padrão triangular descendente
Padrão gráfico de triângulo descendente

Outro padrão gráfico de triângulo muito popular é o de triângulo simétrico. O padrão indica a continuidade da tendência anterior e pode ser visto quando o preço se consolida. Esse tipo de padrão de triângulo é chamado de simétrico por ser formado quando a linha de resistência cai, enquanto a linha de suporte sobe.

Quando um triângulo é formado, o preço dos Futuros oscila dentro dos limites da formação gráfica até que ambas as linhas de tendência se encontrem. Em seguida, ocorre um rompimento, que deve continuar na direção da tendência – em alguns casos, porém, a direção pode mudar.

padrão de triângulo simétrico
Padrão gráfico de triângulo simétrico

2. Xícara com alça

O padrão gráfico de xícara (“cup and handle”, em inglês) é outro padrão positivo que mostra a continuidade do movimento de alta do mercado. Ele é bastante útil, pois marca uma pausa na tendência de alta, entrando em um breve período de baixa para, logo em seguida, continuar em um movimento de alta.

Muitos traders podem confundir essa desaceleração como um evento de reversão de tendência, embora seja apenas uma pausa temporária no movimento ascendente.

O padrão pode ser facilmente reconhecido, pois se assemelha a uma xícara com uma alça – a xícara representa o movimento da tendência, enquanto a alça marca a pausa na tendência. No entanto, o mercado mostra muitos movimentos de preços idênticos diariamente, o que muitas vezes pode confundir os traders.

Para confirmar se um padrão de xícara com alça se formou, verifique os seguintes eventos:

  • Primeiro, há uma tendência ascendente;
  • A tendência atinge um limite, seguido por um forte volume de venda;
  • As vendas são interrompidas e o movimento se estabiliza;
  • Novos compradores entram e o preço se aproxima do nível de resistência inicial, onde a tendência de alta parou;
  • Segue uma pequena desaceleração, que forma a alça do padrão;
  • A tendência continua seu movimento ascendente, rompendo os níveis de resistência.
padrão de xícara com alça
Padrão gráfico de xícara

O interessante sobre o padrão de xícara com alça é a maneira pela qual ele testa os níveis de resistência. O ponto em que o padrão se mostra particularmente valioso é a formação da alça. Fique atento a essa parte do padrão, pois ele geralmente representa de 30% a 35% de todo o movimento.

3. Diamante superior e inferior

O padrão de diamante superior indica uma reversão de baixa que pode desencadear um movimento de tendência de baixa no mercado. Ele se forma quando a tendência de aumento de preços é seguida por um estreitamento. Para identificar um padrão de diamante superior, é preciso identificar um padrão descentralizado de cabeça e ombros. Em seguida, desenhe as linhas de suporte e resistência. O perfil que se forma ao conectar todos esses pontos se assemelha a um diamante.

O padrão ajuda a indicar o ponto de entrada em uma posição vendida para evitar a entrada em uma tendência de alta.

O padrão gráfico de diamante inferior, por outro lado, indica o início de um movimento ascendente do mercado e, consequentemente, a reversão da tendência de alta. Você pode identificá-lo quando a tendência de preços se alarga e se estreita logo em seguida. O procedimento para identificar o padrão de diamante inferior é parecido com a sua versão superior: encontre um padrão descentralizado de cabeça e ombros e desenhe as linhas de suporte e resistência. Ao encontrar um padrão de diamante inferior, você poderá entrar em uma posição comprada.

padrões gráficos de diamante superior e inferior
Padrão gráfico de diamante

4. Fundo duplo e topo duplo

O padrão fundo duplo em trading de Futuros ocorre no pico de um movimento de baixa no mercado e geralmente indica o início de uma tendência de alta. É comum que os traders tenham dificuldade de reconhecer o padrão fundo duplo, e é por isso que é essencial conhecer a mecânica por trás de sua formação. Aqui estão os quatro passos:

  • O preço do ativo atinge um novo nível de baixa;
  • Ele falha em romper o suporte e atinge um patamar mais alto, formando um novo nível de resistência;
  • O preço salta e começa a cair em direção ao nível de suporte, quando passa a subir novamente;
  • O preço rompe a resistência e inicia uma tendência de alta

Também é importante observar que, quando uma tendência de alta se forma, é preciso observá-la, pois é possível que o preço volte a cair para testar o novo nível de suporte, que foi formado no ponto de rompimento.

padrão gráfico de fundo duplo
Padrão gráfico de fundo duplo

Geralmente, o padrão indica que há uma luta constante entre compradores e vendedores. No entanto, os compradores ficam em vantagem no final.

O padrão gráfico topo duplo, por outro lado, marca o pico de uma tendência de alta e pode indicar o início de uma tendência de baixa. Esse padrão de reversão ocorre quando as quatro características a seguir estão presentes:

  • O preço atinge um novo patamar de alta;
  • O preço atinge a resistência e retorna em direção ao suporte;
  • Uma série de vendas faz o peço oscilar entre a resistência e o suporte;
  • O preço rompe o nível de suporte e define uma tendência de baixa.

A presença desse padrão também indica uma luta entre compradores e vendedores, mas, nesse caso, os vendedores acabam ganhando. Ao encontrar um padrão de topo duplo, verifique o volume de negociação. É comum que o volume aumente quando o nível de preços estiver abaixo do suporte.

padrão gráfico de topo duplo
Padrão gráfico de topo duplo

O padrão gráfico de topo duplo em trading de Futuros é muito confundido com o padrão M. A diferença é que este último forma movimentos muito mais agressivos e figuras mais íngremes.

5. Fundo triplo e topo triplo

O fundo triplo e o topo triplo são padrões de reversão de alta e de baixa, respectivamente, e indicam quando os níveis de suporte e resistência são testados três vezes antes que o preço rompa um deles. Esse padrão representa uma situação de guerra entre os compradores e vendedores no mercado. No caso do padrão de fundo triplo, os vendedores recuam e o interesse dos compradores empurra a tendência para cima. Já no padrão de topo triplo, os vendedores superam as intenções dos compradores, formando movimento de baixa.

Vamos começar com o padrão fundo triplo. Esse padrão de reversão de alta ocorre quando o preço do instrumento de Futuros testa os níveis de suporte três vezes e, em seguida, rompe a resistência. Para ter certeza de que você está observando um padrão de fundo triplo, verifique a ocorrência dos seguintes eventos:

  • O preço atinge um novo patamar de alta;
  • A tendência falha em romper o suporte e retorna ao nível de resistência;
  • O preço começa a voltar ao suporte, apenas para falhar novamente e subir para o nível de resistência;
  • O preço salta do nível de resistência e começa a se mover em direção ao nível de suporte;
  • A tendência é revertida devido ao interesse de compra, rompe o nível de resistência e forma uma tendência de baixa.

O padrão de topo triplo, por outro lado, reverte uma tendência de baixa, testa a resistência três vezes sem sucesso e, em seguida, rompe o nível de suporte.

O padrão pode ser tem um comportamento parecido com o fundo triplo: o preço atinge uma nova baixa, oscila entre as linhas de tendência três vezes e, por fim, rompe o suporte e define uma tendência de baixa.

Ao identificar um padrão de topo triplo, é essencial ficar de olho no volume de negociação, pois ele tende a aumentar assim que o preço romper o nível de suporte – que pode, posteriormente, se transformar em resistência.

padrão gráfico de topo triplo
Padrão gráfico de topo triplo

Você deve estar se pergunta o que diferencia esse padrão da versão dupla – afinal, eles são mesmo muito semelhantes. No entanto, com os padrões de fundo triplo e topo triplo, o trader deve observar cuidadosamente o momento em que a tendência rompe os níveis de suporte ou resistência. Nesse ponto, o padrão estará totalmente concluído. Caso contrário, o preço pode continuar oscilando entre as duas linhas e distorcer a percepção do trader quanto aos próximos movimentos de preço.

6. Cunha descendente e ascendente

Outro padrão bastante conhecido são as cunhas. Há duas variações dessa formação: a descendente e a ascendente. Vamos começar com o padrão de cunha descendente para trading de Futuros. Esse padrão de reversão de alta indica o fim de uma tendência de baixa e o início de um mercado de alta.

Esse padrão se baseia no fato de que, quando o preço começa a cair, a distância entre as altas e as baixas passa a se estreitar.

Isso leva à convergência dos níveis de suporte e resistência, o que leva o preço a retornar à tendência de alta. Para não confundir o padrão de cunha ascendente com outro indicador técnico, fique de olho no volume de negociação. Em conjunto com essa formação, o volume de negociação tende a aumentar.

padrão de cunha descendente
Padrão gráfico de cunha descendente

O padrão gráfico de cunha ascendente, por outro lado, é um padrão de reversão de baixa que marca o fim de um movimento de alta e o início de um mercado de baixa. Para reconhecê-lo, você deve observar a distância entre os altos e baixos, que, no caso de uma cunha ascendente, passa a diminuir. O padrão continua até os níveis de suporte e de resistência se encontrarem. Quando o padrão estiver concluído, ele será seguido por um movimento de baixa.

padrão de cunha ascendente
Padrão gráfico de cunha ascendente

Um problema com o padrão de cunha ascendente é que pode ser muito difícil reconhecê-lo. Para ter certeza que uma reversão de tendência está prestes a ocorrer, é essencial analisar o volume de negociação e observar se ele está diminuindo. Além disso, para que um padrão de cunha ascendente ocorra, deve haver uma retração abaixo de nível de 50% de Fibonacci.

7. Bandeira

Um dos padrões mais populares para trading de Futuros é o de bandeira, um padrão de continuidade que se assemelha a um paralelogramo. Padrões de bandeira são normalmente encontrados dentro de tempos gráficos intradiários e indicam consolidações de curto prazo que confirmam tendências fortes tendências dentro de um tempo gráfico maior. Os traders buscam padrões de bandeira em gráficos de Futuros para encontrar oportunidades de reentrada durante uma tendência do mercado.

padrão gráfico de bandeira 1
Padrão gráfico de Bandeira 1

A figura geralmente é formada pelas linhas de tendência formadas pelos níveis de suporte e resistência. Os padrões de bandeira são normalmente observados após um movimento significativo dos preços e indicam uma desaceleração do mercado. No entanto, logo após a conclusão do padrão de bandeira, o mercado retorna à tendência anterior.

Lembre-se de que um padrão de bandeira pode aparecer tanto em mercados de baixa quanto de alta. Você deve aguardar o momento em que o preço rompe o nível de suporte ou resistência – quando o padrão é concluído. Além disso, o padrão de bandeira segue na direção oposta da tendência inicial.

padrão gráfico de bandeira 2
Padrão gráfico de bandeira 2

8. Cabeça e ombros regular e invertido

O padrão de cabeça e ombros (“head and shoulders”, em inglês) – ou ombro-cabeça-ombro – é um dos padrões gráficos mais usados por traders de Futuros. Ele também é um dos padrões de mercado mais fáceis de identificar durante a análise do gráfico, pois a sua formação é bastante precisa. Esse padrão de reversão é muito importante para indicar uma mudança na tendência atual.

padrão gráfico de cabeça e ombros
Padrão gráfico de ombro-cabeça-ombro

O mais importante para identificar ambos os tipos do padrão de cabeça e ombros é acompanhar o volume de negociação, pois pode haver uma certa confusão caso o volume esteja muito elevado. A formação desse padrão de reversão ajuda a indicar o ponto em que o ativo mudará a direção do seu movimento e começará a seguir na direção contrária da tendência anterior.

Os traders usam o padrão de cabeça e ombros para identificar o início de uma nova tendência de alta. Vale ressaltar, no entanto, que volumes de negociação elevados podem perturbar o padrão ao formar pontos de rompimentos. Portanto, não se esqueça de acompanhar o volume.

A versão regular do padrão de cabeça e ombros indica o momento em que o instrumento operado está prestes a iniciar uma tendência de baixa. O padrão possui três picos – um maior no meio e dois menores nas laterais. Em primeiro lugar, há uma nova alta e, logo em seguida, o preço atinge uma nova baixa. O instrumento salta para um nível ainda mais alto e depois cai até o nível anterior. O preço volta a subir, mas não acima do nível maior, e depois cai novamente. Quando o preço rompe a mínima anterior, o padrão é concluído e uma tendência de baixa é iniciada.

A versão invertida do padrão de cabeça e ombros, por outro lado, consiste em duas baixas laterais e uma baixa maior no meio. A mecânica é parecida com a versão regular: o padrão começa a se formar assim que o preço do instrumento atinge uma nova baixa, quando volta a subir e forma uma nova alta. Em seguida, temos uma baixa ainda menor, o que leva o preço a atingir a alta anterior. O padrão continua com o preço caindo, mas não tão baixo quanto o nível mais baixo atingido. Em seguida, ele retorna ao seu movimento ascendente. Após romper o ponto pico, o padrão é concluído e uma tendência de alta é iniciada.

9. Flâmula

O padrão gráfico de flâmula indica uma situação em que os níveis de suporte e de resistência se consolidam. Em geral, esse padrão de continuidade indica uma desaceleração temporária do mercado, logo após um notável movimento de preços. Após a desaceleração, a tendência é retomada.

Vale ressaltar que, no caso do indicador de flâmula, as linhas de tendência de suporte e resistência não são testadas várias vezes. Um sinal de compra ou venda geralmente é formado no momento em que o preço rompe as linhas de tendência, caso haja volume suficiente.

padrão de flâmula
Padrão gráfico de flâmula

Uma questão fundamental do padrão gráfico de flâmula é que ele sempre segue um movimento acentuado e indica um movimento de preço lateral. É importante observar que, embora a flâmula seja considerada um padrão de continuidade, muitas vezes ele age como um padrão de reversão, o que pode confundir os traders. É por isso que é importante aguardar a confirmação e a conclusão do padrão. Evite agir precipitadamente e nunca se baseie apenas nos sinais iniciais.

Para distinguir facilmente o padrão de flâmula do padrão de cunha, lembre-se de que as flâmulas são sempre horizontais e mais amplas. Por outro lado, as cunhas são ascendentes ou descendentes e sempre mais estreitas.

As flâmulas também são quase idênticas às bandeiras. Para distinguir os dois padrões, lembre-se da única diferença entre eles: a fase de consolidação da flâmula tem linhas de tendência convergentes, enquanto o padrão de bandeira tem linhas de tendência paralelas.

10. Retângulo de alta e de baixa

O padrão gráfico de retângulo indica um momento de consolidação imediatamente antes de um rompimento do preço.

O padrão de retângulo de baixa é iniciado após uma tendência de baixa, sendo formado a partir de um movimento de preço entre as linhas de suporte e resistência. É importante observar que o padrão de retângulo de baixa é capaz de romper nas duas direções. Após romper um dos níveis, uma nova tendência é formada, concluindo a formação.

Padrões de Retângulo Superior e Inferior
Padrão Gráfico de Retângulo Inferior

Para garantir um bom desempenho nas suas operações, ao identificar um padrão de retângulo de baixa, você deve vender o instrumento quando ocorrer um rompimento abaixo da linha de suporte ou um recuo para a linha de suporte – que passará a agir como resistência – logo após o rompimento.

O mesmo também vale para o padrão de retângulo de alta, com a única diferença de que ele se forma durante tendências de alta. Para aplicar corretamente o padrão de retângulo de alta, você deve comprar o instrumento quando houver um rompimento acima da resistência e em retrocessos para o nível de resistência – que atuará como suporte – após o rompimento.

Conclusão sobre os padrões gráficos

Como o histórico de trading se repete o tempo todo, os analistas técnicos conseguiram desenvolver técnicas de trading avançadas a partir do reconhecimento de padrões, o que ajudou a aumentar significativamente o sucesso das operações de futuros. No entanto, vale lembrar que nenhum dos padrões gráficos é perfeito. Não há garantia de que eles funcionarão todas as vezes, razão pela qual a análise técnica em trading de futuros demanda muita atenção por parte do trader

Se apenas alguns candles estiverem faltando, o padrão pode ser distorcido, o que com certeza influenciará a precisão dos pontos de entrada e saída. Sempre observe outros indicadores para obter uma confirmação de que um determinado padrão está realmente se formando.

Se quiser aprender mais sobre trading de futuros, confira o nosso guia sobre o Boi Gordo Futuro ou o guia sobre Futuros de Prata.

Referências

KRISTOPHER, Gordon. Why the triple top and triple bottom patterns are important. MarketRealist, 2014. Disponível em: MarketRealist. Acesso em: 24 de mar. de 2020.

VENKETAS, Warren. Using Rectangle Patterns to Trade Breakouts. DailyFX, 2019. Disponível em: DailyFX. Acessado em: 24 de mar. de 2020.

10 chart patterns every trader needs to know. IG, 2018. Disponível em: IG.com. Acesso em: 24 de mar. de 2020.

blog ad pt e2t

2 comments on “Padrões Gráficos – Os 10 Principais Padrões Gráficos no Trading de Futuros”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Golden Cross vs. Death Cross – Como usar esses indicadores no trading

Índice de Canal de Commodities – Como usar o indicador CCI

Liquidez de Mercado – Como isso afeta suas operações?