Earn2Trade Blog
Processo de Entrega de Futuros

Processo de Entrega de Futuros – Desvendando uma lenda urbana

Uma das histórias que alguns corretores contam para impressionar é a de um trader de Futuros iniciante que acidentalmente deixou uma posição aberta e acordou com a entrega de vários caminhões de trigo em sua casa. A história é perfeita para atrair a atenção das pessoas para o trading de futuros. No entanto, podemos afirmar que isso não aconteceu de verdade – ou pelo menos não dessa forma. Mesmo assim, vale a pena entender como esses contratos são cumpridos na prática. Os traders devem realmente ter medo de que algo do tipo aconteça?

Trader patrocinado earn2trade

O processo de entrega de futuros para commodities

É provável que algo assim pudesse ocorrer quando os mercados futuros surgiram. Na época, os contratos futuros eram usados principalmente por quem tinha participação no preço do respectivo ativo com o objetivo de fazer hedge. Produtores agrícolas, fazendeiros, comerciantes de grãos e empresas de processamento foram os principais responsáveis por moldar o desenvolvimento dos mercados futuros. O investimento baseado em margem logo chamou a atenção dos especuladores, que acabaram assumindo o controle dos preços. Hoje em dia, esses mesmos especuladores representam 95% do volume de negociação do mercado. Os casos em que uma das partes realmente possui trigo, óleo ou qualquer outra commodity se tornaram uma exceção.

Você também pode gostar:

Muitos se perguntam como os traders fazem negócios com ativos físicos e como ocorre a entrega física desses ativos. Para entender bem como esse processo funciona, é importante analisar os detalhes publicados desses contratos, além das regras das corretoras específicas que os fornecem. Na verdade, a maioria das corretoras recusa qualquer envolvimento na entrega física dos respectivos ativos dos contratos. As posições são automaticamente fechadas e liquidadas em dinheiro no momento do vencimento. Portanto, não há risco de que um carregamento de trigo seja deixado na sua porta.

O papel das câmaras de compensação no processo de entrega de futuros

Se a corretora estiver disposta a oferecer a entrega física, será preciso envolver mais uma instituição no processo. Nesse caso, a câmara de compensação desempenha um papel fundamental. Ela acompanha as mudanças na propriedade dos contratos e controla os diversos armazéns e depósitos que podem servir como origem e destino das entregas físicas. Também vale ressaltar que as entregas físicas só são possíveis para contratos de primeiro mês, embora os traders possam adquirir contratos com vencimento de até um ano e meio.

Mês do ContratoMarço de 2019
Código do ProdutoCH19
Primeira Operação15 de dezembro de 2016
Última Operação14 de março de 2019
Liquidação14 de março de 2019
Primeira Posse25 de fevereiro de 2019
Última Posse15 de março de 2019
Primeira Posição27 de fevereiro de 2019
Última Posição15 de março de 2019
Primeiro Aviso28 de fevereiro de 2019
Último Aviso15 de março de 2019
Primeira Entrega1 de março de 2019
Última Entrega18 de março de 2019

O processo de entrega em detalhes

A tabela acima ilustra os detalhes de um contrato futuro de milho, conforme publicado no site da CME. A primeira data mostra quando você pode comprar o contrato. Nesse exemplo, ele já estava no mercado em dezembro de 2016. No entanto, seu vencimento ocorreu em março de 2019. A data de liquidação coincide com o dia da Última Operação. É aí que o preço de fechamento é determinando, sendo também o preço de liquidação da entrega física.

A Primeira Posse marca o início das datas de posição. Esse período vai até o dia seguinte ao do vencimento do contrato. A data da Primeira Posição indica o início do período durante o qual a Câmara de Compensação aceita as intenções de entrega de contratos. Seu período de duração é o mesmo que o da Primeira Posse. No dia seguinte, os usuários são notificados de que uma entrega foi atribuída. É quando a Câmara de Compensação coordena o local de entrega e a qualidade do estoque da commodity com os armazéns. A primeira entrega só começa depois que tudo isso for resolvido, devendo ser concluída até o quarto dia após o vencimento do contrato.

Esse longo processo deve dar uma ideia dos passos necessários para que um trader finalmente receba seu pedido. Também é importante observar que, na maioria dos casos, a entrega não ocorre por meio de uma transportadora, mas sim com a entrega do recibo do armazém. Esses recibos são títulos negociáveis emitidos pelo armazém e atuam como um comprovante de propriedade da commodity armazenada.

Considerações finais

Voltando à ideia inicial deste artigo, não basta se esquecer de fechar uma posição. Na verdade, é necessário seguir intencionalmente uma série de passos antes que qualquer entrega física possa ocorrer. Mesmo assim, tudo provavelmente terminaria no recebimento de um pedaço de papel pelo correio ou um documento digital confirmando a transação. A realidade, infelizmente, está longe de ser tão emocionante.

Trader patrocinado earn2trade