Earn2Trade Blog
Scalping de ações

Scalping de ações – O que é e como usar estratégias de scalping no trading

Scalping é uma estratégia que envolve tentar lucrar com pequenas variações no preço dos ativos. O trader – ou scalper – tenta lucrar um pouquinho com cada operação. Os traders que aplicam o método geralmente têm experiência suficiente nessa área e acesso a sistemas de trading eficientes. Este artigo explica como o scalping funciona e analisa como os traders podem usar essa estratégia com diversos ativos diferentes.

blog ad pt e2t

O que é scalping no trading?

Scalping é uma estratégia de trading muito usada por traders que buscam pequenos lucros a partir de movimentos mínimos no preço de uma ação. O trader sai da posição assim que atinge o preço-alvo, sem manter a posição para obter possíveis ganhos adicionais. Em geral, os scalpers possuem uma estratégia para sair de uma operação desfavorável imediatamente. Um plano de saída é necessário para manter o lucro intacto caso suas operações sigam na direção contrária do que era esperado. Uma estratégia de scalping só funciona se o número de operações com lucro for maior que o número de operações com prejuízo.

Isso é uma contradição para traders que entram em uma posição pensando no longo prazo. Afinal, esses traders tendem a maximizar o lucro em cada operação individual em vez de otimizar a frequência de suas operações lucrativas. Também é necessário para um scalper prever o movimento na direção correta, assim como qualquer outro trader. No entanto, o tamanho exato do movimento de preço não importa tanto. Os scalpers também precisam ter acesso a uma infraestrutura de trading apropriada para que a estratégia seja lucrativa.

Como o scalping funciona

Podemos considerar que o scalping é uma forma mais dinâmica de day trade. O trader executa centenas de operações em um único dia. O risco que os scalpers assumem em uma única operação é geralmente baixo, e eles fecham suas operações rapidamente, independentemente do lucro obtido. Algumas das características do scalping incluem:

  1. Operar pequenos movimentos de preço: Mesmo quando houver a possibilidade de uma oscilação maior, os scalpers tendem a considerar uma aposta mais segura simplesmente fechar a operação com lucro.
  2. As posições são mantidas por um curto período de tempo: O preço-alvo para scalpers é geralmente próximo do preço atual e é atingido em alguns minutos. Os scalpers também precisam garantir um limite de perdas e fechar a posição antes de uma reversão do movimento.
  3. A liquidez é essencial para os scalpers: Para executar um alto número de operações dentro de um curto período de tempo, o scalping exige ativos líquidos. Para ativos ilíquidos, a volatilidade e o spread são geralmente maiores, o que não é bom para o apetite ao risco ou à estratégia de trading de um scalper.
  4. Acesso a uma plataforma de trading em tempo real e com atraso mínimo: Um scalper precisa executar suas operações imediatamente para tirar proveito de pequenos desvios no preço. É fundamental que sua plataforma não sofra qualquer tipo de atraso, o que poderia eliminar seu lucro.
  5. Cortar os custos de trading: Como o número de operações é alto e o lucro por operação é baixo, um scalper precisa cortar seus custos de trading, principalmente as comissões, para melhorar seu resultado final.

Spreads no Scalping

Uma das formas de aplicação do scalping se dá pela exploração dos spreads bid-ask. A estratégia envolve comprar pelo menor preço de oferta (bid price) e vender pelo maior preço de demanda (ask price). Esta é uma forma relativamente simples – embora não muito fácil – de obter lucro. Esses spreads são relativamente estáveis e podem gerar ganhos que vão se acumulando. No entanto, devemos observar que as diferenças de preço ao usar essa estratégia são minúsculas, e o spread pode se ajustar aos níveis mais baixos se essa estratégia for implementada por vários traders. Nesse caso, os lucros não cobririam as comissões e os outros custos de trading.

Estratégias de scalping no trading

Há algumas estratégias de trading que aplicam o scalping com a ajuda dos indicadores técnicos abaixo:

  1. Média Móvel Exponencial (MME): Quando o preço está acima da MME, isso é um sinal de venda da ação, e se estiver abaixo, temos um sinal de compra. Um scalper deve usar uma MME de menor duração. Na maioria dos casos, os traders usam múltiplas MMEs em conjunto para avaliar uma operação.
  2. Volume e price action: Isso envolve estudar o volume e padrões de preço. Se o volume for alto e o preço estiver subindo, isso indica uma forte tendência de alta, portanto um scalper operaria comprado na ação. Se o volume estiver baixo, pode ser uma indicação de uma reversão na tendência.
  3. Bandas de Bollinger: As Bandas de Bollinger são linhas que dão uma indicação da volatilidade do preço. Se o preço estiver abaixo da banda inferior, é um sinal de compra. De forma parecida, se o preço estiver abaixo da linha superior, temos um sinal de venda.

Um scalper pode usar os mesmos indicadores técnicos que um trader técnico padrão ao fazer suas operações. O que realmente diferencia um scalper é que os intervalos definidos para esses indicadores são muito menores, já que é uma abordagem muito mais dinâmica.

Ela funciona melhor como estratégia principal ou complementar?

Muitos traders usam o scalping como sua estratégia de trading principal. No entanto, é importante observar que ela exige muita experiência e ferramentas de trading eficientes e responsivas. Aplicar o scalping como sua estratégia principal exige uma taxa de operações bem-sucedidas extremamente alta, o que significa que o número de operações lucrativas precisa superar o número de operações perdidas. O trader também precisa entender que o scalping é uma técnica estressante que exige um nível incrivelmente alto de atenção durante as operações. Uma oportunidade pode desaparecer em alguns segundos se o trader não for vigilante o bastante. A maioria das pessoas só aplica o scalping após obter uma experiência significativa no trading.

Para a maioria dos traders, recomenda-se usar o scalping como uma estratégia complementar. Entender os mercados antes de aplicar o scalping garante que o trader estará ciente dos riscos. Muitos traders que não estão acostumados com o scalping tendem a manter suas posições por muito tempo. Embora isso possa gerar lucros mais elevados, as possíveis perdas tendem a ser maiores se o trader não estiver usando ordens stop loss de uma maneira compatível com a estratégia. Usá-la como uma estratégia alternativa também permite que o trader não tenha que observar atentamente os mercados por um longo período de tempo. O trader pode escolher um período específico para praticar scalping e lucrar, mantendo assim os níveis de estresse sob controle.

Usando o scalping como estratégia complementar

O scalping tem sido muito usado como uma estratégia adicional por muitos traders para aumentar sua lucratividade. Embora o trading de curto prazo funcione melhor quando a volatilidade está mais alta, o scalping pode ser usado quando o preço de uma ação está sendo operado dentro de um intervalo definido.

Por exemplo, vamos considerar que um trader está fazendo uma análise de longo prazo das ações da “Empresa A”. Se o preço estiver variando entre US$ 10 e US$ 11, então o trader pode operar comprado em US$ 10 e vender as ações a US$ 10+ ou operar vendido a US$ 11 e abrir uma posição contrária em US$ 11. Embora sua carteira original continue intacta, o scalping permite que o trader obtenha ganhos adicionais. Uma vantagem desta estratégia é que o trader já está ciente do comportamento da ação e saberia quando entrar e sair. Ao aplicá-la como uma estratégia complementar, o trader não precisa executar um grande número de operações, e a tolerância para variações no preço também será alta.

O scalping também pode ser usado em operações guarda-chuva para traders com uma visão de longo prazo. Nesse cenário, o trader compra uma ação e a vende assim que o preço aumenta; em seguida, ele a compra novamente por um preço menor.

Outra vantagem de usá-la como estratégia secundária é que o scalper não precisa investir tanto em plataformas de trading para garantir a melhor execução possível das operações.

Como se tornar um scalper

Para se tornar um scalper de sucesso, é essencial entender o mercado e o ativo subjacente que você pretende operar. A maioria dos scalpers se baseia em formas de análise técnica antes de executar uma operação. Por essa razão, o conhecimento de ferramentas de análise técnica é primordial para esses traders. A estratégia depende da capacidade do trader de prever com precisão os movimentos de preço, portanto é preciso que o scalper faça o backtest do seu desempenho usando um simulador. Muitas plataformas online oferecem cursos de estratégias de scalping que podem ser usadas durante a fase de aprendizado. Entender a estrutura de custo das plataformas de trading também é essencial para determinar como essa estratégia pode equilibrar os custos e ganhos. Como já mencionamos, a experiência é crucial para o scalping. Qualquer trader que estiver buscando obter bons lucros deve estar disposto a absorver o risco e o estresse resultantes dessa estratégia.

Usando o scalping para ativos diferentes

A maior parte do que discutimos até agora se baseia principalmente em ações, mas o scalping é uma estratégia popular em diversas classes de ativos, incluindo futuros, Forex e ações. O scalping também é usado por alguns traders no volátil mercado de criptomoedas. O ideal é que cada trader aplique a estratégia para o ativo específico em que ele é especializado, se houver um.

Por exemplo, se um trader for especializado em Forex, ele pode ter um conjunto específico de pares de moedas para operar usando scalping. Usar apenas um ativo garante que o trader obtenha um alto nível de especialização, melhorando sua precisão e taxa de sucesso. Dentro de cada ativo, o nível de risco também é significativamente diferente. O scalping no mercado de criptomoedas pode envolver um risco muito maior devido à alta volatilidade dos movimentos de preço. Isso pode causar grandes perdas dentro de apenas alguns minutos de operação. O mesmo se aplica a um par de moedas que seja relativamente ilíquido ou sensível a fatores econômicos.

Scalping de futuros

Usar scalping para o trading de futuros é uma estratégia de alto risco e alto retorno. É preciso ter um nível considerável de conhecimento e experiência antes de executar operações do tipo. Futuros de Forex ou ações podem ser comprados para fechar uma posição após a obtenção de pequenos ganhos. Ao depositar uma margem inicial, o trader pode obter exposição a um volume mais alto de ativos, maximizando assim a eficiência do seu capital. Por ser bastante líquido, o mercado futuro geralmente exige margens menores, o que permite que um scalper saia da sua posição rapidamente.

Scalping de Forex

Usar Forex como um ativo para scalping é bastante comum entre os traders. Em geral, eles usam indicadores técnicos para determinar o momento certo de entrar e sair de uma operação. Muitos pares de moedas são muito líquidos e oferecem diversas oportunidades para executar operações rapidamente. Os scalpers também podem tirar proveito do spread bid-ask para lucrar. Vale a pena observar que o movimento nos mercados de Forex podem ser bastante limitados, forçando os traders a assumir uma posição considerável para gerar um lucro mínimo. Muitos scalpers também investem em pares de moedas ilíquidos ou que possuem um spread bid-ask maior.

Scalping de Ações

Usar indicadores técnicos para entrar no mercado de ações é um das estratégias de scalping mais usadas pelos traders. Uma das vantagens do scalping para operar ações é que o risco é menor do que para operar futuros. No entanto, não há a possibilidade de alavancagem para multiplicar seus lucros. Os scalpers têm a oportunidade de escolher a partir de uma vasta seleção de ações que exibem diferentes níveis de volatilidade, podendo empregar estratégias que envolvam spread bid-ask ou price action. Ao contrário do mercado de Forex, os movimentos de preço podem ser imprevisíveis, dependendo das particularidades da ação. Definir um preço-alvo para fechar uma operação pode não funcionar em uma estratégia de scalping se os movimentos da ação forem desfavoráveis e exibirem uma tendência a disparar circuit breakers.

Independentemente do tipo de ativo envolvido, estabelecer um stop loss é crítico para que uma estratégia de scalping funcione. Uma única perda pode acabar com os lucros acumulados a partir de várias operações.

Considerações finais

O scalping pode ser uma forma eficiente de obter sucesso no trading. No entanto, há um alto risco envolvido, e a prática exige uma experiência e um esforço consideráveis. O scalping pode ser uma fonte de renda alternativa para pessoas experientes no trading. Essa estratégia possui um escopo gigantesco e pode ser usado para operar diferentes classes de ativos, dependendo da experiência do trader. Com o constante avanço dos sistemas de trading, podemos ver em breve um aumento na popularidade do scalping. Essa estratégia também a aumenta a eficiência do mercado, já que elimina qualquer possível arbitragem por meio dos spreads bid-ask.

Perguntas Frequentes

Qual é o tempo gráfico ideal para operar com scalping no mercado de Forex?

O tempo gráfico para scalping no Forex deve variar de um a 15 minutos. Os traders geralmente utilizam indicadores técnicos de menor duração para torná-los mais responsivos. A maioria dos traders, no entanto, prefere o intervalo entre 1 e 5 minutos para operar com scalping no mercado de Forex. Diminuir o tempo garante que o trader não será exposto a uma volatilidade maior nesses mercados. Em geral, o scalping com tempos gráficos de curta duração funciona bem para pares de moedas mais líquidos, como EUR/USD e GBP/USD.

Quantos ticks você deve buscar ao operar com scalping?

O tamanho dos ticks pode variar de acordo com o tamanho do contrato envolvendo derivativos, Forex ou ações. No scalping de futuros, o valor nocional é geralmente alto, portanto a variação ideal pode ser de apenas um tick. Estratégias similares podem ser aplicadas para ações e Forex, mas a quantidade comprada de ativos deve ser alta. Os traders podem usar um valor de tick mais alto se a quantia subjacente investida for menor. Nesses casos, os scalpers podem optar por um movimento de até cinco ticks, mas o tempo necessário para a execução dessas operações pode ser maior.

Como encontrar mercados para operar com scalping?

Cada trader possui suas preferências de ativos para operar com scalping. A abordagem mais básica seria monitorar os desenvolvimentos desses mercados e seguir as notícias relevantes que afetam os mercados de ações e de Forex. Depois disso, o trader pode avaliar a natureza do movimento e só assumir uma posição após analisar os diversos indicadores à sua disposição. Com uma estratégia já definida, o scalper deve avaliar se o ativo se comporta de uma forma que torne suas operações de scalping lucrativas. Para traders que usam o scalping como sua estratégia principal, o ideal é determinar qual ativo é melhor para usar scalping e operar inúmeras vezes por dia.