pt
en
es
ar

Blog

Guias de trading, webinários e histórias

Taxas de Juros

Interest Rates
F T L
4 minutos de leitura

Um dos passatempos favoritos dos traders de Forex é tentar prever as políticas dos bancos centrais de cada país. A principal política esperada é a da taxa de juros. A maioria dos traders sabe muito bem que essas taxas são fundamentais para determinar o preço relativo de uma moeda. No entanto, apenas alguns prestam atenção no fato de que esses bancos não definem um único valor de referência. Além da taxa básica de juros, eles também definem diversas taxas de juros diferentes, e muitas delas compõem a base da política monetária.

Conteúdo:

A função dos bancos centrais

Os bancos centrais representam o alto escalão do sistema bancário e possuem uma posição única entre as instituições financeiras. Embora possa haver diversos bancos comerciais em um país, só pode haver um banco central. Os dois funcionam basicamente da mesma forma, com uma exceção: os clientes de um banco central não são empresas ou indivíduos, mas outros bancos. Isso significa que as decisões do banco central definem a base das políticas de negócios de outros bancos, incluindo suas taxas de empréstimos e de juros. Esse nível de controle permite que o banco central influencie a oferta monetária do seu respectivo país. Por extensão, isso lhes dá poder sobre a inflação, entre outros processos econômicos.

Em geral, a taxa de juros de um país é apenas um valor de referência. Embora as taxas de juros reais variem muito, as decisões quanto à taxa básica de juros são tomadas por conselhos monetários. Eles lideram esses bancos e as suas decisões afetam principalmente o mercado de títulos públicos. Essa referência simplesmente indica uma taxa de retorno sem riscos, o que coincide com os rendimentos anuais dos títulos públicos. Esse valor permite que os bancos comparem os juros de seus depósitos, e até mesmo os fundos mútuos o usam para avaliar seus retornos sobre investimento. Como o nome sugere, a taxa básica de juros serve meramente como uma base para o setor financeiro. No entanto, a política monetária conta com alguma taxas mais específicas.

Você também pode gostar:

Taxa de juros do depósito compulsório

Uma dessas taxas específicas é a taxa de juros do depósito compulsório. Bancos comerciais são obrigados a manter no banco central uma parte dos fundos que foram depositados neles. O banco central é responsável por determinar a porcentagem exata dessa reserva, que pode variar de 2% a 2,25%. O banco pode receber juros sobre esse depósito, embora isso nem sempre ocorra. Alguns bancos centrais definem taxas de juros menores que a taxa básica, chegando a valores negativos em certos casos. No momento da escrita deste artigo, a taxa de juros do depósito compulsório é de 0,1% no Canadá, enquanto sua taxa básica é de 1,75%. Já na zona do euro, essa taxa é de -0,4%, enquanto a taxa básica é de 0%.

Na prática, taxas de juros do depósito compulsório negativas funcionam como um imposto. Os bancos comerciais são obrigados a manter seus fundos nos bancos centrais, e esses fundos são reduzidos devido à taxa negativa. Para compensar suas perdas, os bancos tendem a minimizar os fundos mínimos que devem ser depositados – e fazem isso aumentando a atividade de crédito. Quanto menos fundos depositados eles tiverem, menos eles terão de depositar. Esta é apenas uma das formas pelas quais os bancos centrais incentivam a atividade de crédito para estimular a economia.

Taxa de juros de empréstimos

Se há uma taxa de juros de depósito, então também há uma taxa de juros de empréstimos. Esta última se refere aos juros que os bancos pagam ao banco central quando pegam dinheiro emprestado dele. Na Europa, essa taxa de juros tende a girar em torno de 0,2%, sendo geralmente maior que a taxa do depósito. Isso impede que os bancos comerciais fiquem sem fundos para atividades de crédito. Muitos bancos centrais mantêm taxas de empréstimos idênticas às taxas básicas de juros. Esta foi uma das estratégias usadas para minimizar a crise do subprime de 2008, por exemplo. Os bancos considerados “grandes demais para quebrar” podiam pegar dinheiro emprestado do Fed a uma taxa de 0% para consolidar sua liquidez.

Taxa de juros de depósitos interbancários

O último tipo de taxa de juros é a taxa de depósitos interbancários, que é bastante significativa para traders do mercado de câmbio. Ela mostra a taxa de juros aplicada entre os bancos e bancos centrais durante seus swaps cambiais no fim do dia. Algumas pessoas a descrevem como uma taxa de overnight de curto prazo. Isso afeta diretamente a cotação à vista com que os traders de Forex lidam diariamente. Ela também é a base do carry trade e do cálculo de forward points. É por meio desse valor que os bancos centrais sustentam o custo da especulação contra sua respectiva moeda.

A crise da lira turca de 2018

Em 2018, o banco central turco reagiu à situação turbulenta em torno da lira aumentando a taxa de juros para 24% e a taxa interbancária para 25,63%. Isso deu à moeda uma vantagem de 23% em relação ao dólar. Traders que esperavam que a lira se desvalorizasse e a venderam para comprar dólares teriam que amargar uma perda de 23% por ano. As altas taxas de juros forçaram muitas pessoas a fecharem suas posições vendidas (short) em lira e abrirem posições compradas (long), o que levou à estabilização do valor do par USDTRY.

O exemplo acima ilustra como esse tipo de taxa de juros é fundamental para manter a estabilidade de uma moeda. Aumentar a taxa interbancária ou de overnight não necessariamente terá um grande impacto como o de aumentar o volume de dinheiro em circulação, nem afetará a inflação ou a capacidade de crédito dos bancos comerciais. No entanto, em momentos difíceis, essas ferramentas são capazes de estabilizar a moeda de um país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

O que é hedge em finanças? Aprenda a proteger seus investimentos

Prop Trading – O que é e como funciona uma mesa proprietária?

Indicadores Técnicos – Um guia para iniciantes