Earn2Trade Blog
stock order types

Tipos de Ordens – Entenda como e quando usar cada ordem ao operar na Bolsa

Conhecer os diferentes tipos de ordens é a primeira coisa que qualquer trader deve fazer para começar sua carreira. Saber como funciona uma ordem de limite ou quais tipos de ordem de parada você pode usar para minimizar suas perdas é fundamental para que você desenvolva sua estratégia de trading.

Neste guia, abordaremos todos os detalhes importantes sobre os diferentes tipos de ordens. O que são ordens a mercado, de parada e de limite, quando usá-las, além de suas vantagens e desvantagens. Também analisaremos como os traders devem usar os diferentes tipos de ordens para melhorar a eficiência de suas operações e suas estratégias de gestão de risco.

Sente-se e fique à vontade, pois vamos explorar um dos tópicos mais importantes no mundo do trading!

blog ad pt e2t

Ordens a mercado

Se você já lidou de alguma forma com trading, então já deve ter usado ordens a mercado. Seja com dinheiro real ou por meio de um simulador.

Uma ordem a mercado é o tipo mais básico de ordem no trading. O trader compra ou vende um instrumento instantaneamente, sem demora e o mais próximo possível do seu preço atual. Se estiver comprando uma ação, você pagará um valor próximo do chamado “preço de demanda”. Já quando estiver vendendo, você receberá um valor próximo daquele exibido em “preço de oferta”.

O preço de demanda indica o valor mais baixo que os vendedores estão dispostos a aceitar para um ativo específico. Por outro lado, o preço de oferta mostra o preço mais alto que os compradores estão dispostos a pagar por esse ativo. Chamamos a diferença entre eles de “bid-ask spread”, ou simplesmente spread. Quanto menor o spread, mais saudável é o mercado.

Ok, mas por que estamos falando de uma execução próxima do preço e não pelo preço exato?

Book de ofertas e volatilidade

A razão disso é que os mercados atuais são bastante complexos e as operações acontecem em uma velocidade extremamente alta. A volatilidade costuma ser alta, logo o preço de exibição raramente reflete tudo o que acontece “nos bastidores”.

Em mercados voláteis ou instáveis, por exemplo, o último preço operado que é exibido provavelmente será diferente do preço pelo qual sua ordem a mercado será executada. Embora essa discrepância possa não ser muito significativa, ela pode ocorrer, e isso não deve ser uma surpresa. É assim que funciona a infraestrutura de mercado atualmente.

É por isso que é mais correto dizer que as ordens a mercado não necessariamente garantem um preço de compra ou venda. Em vez disso, eles garantem a execução imediata.

No entanto, podemos dizer que, em mercados mais líquidos, o preço a que sua ordem a mercado será executada será muito próximo daquele exibido na plataforma. Um mercado líquido seria um daqueles em que os instrumentos são operados na casa das dezenas de milhares por dia.

Você também pode gostar:

Quando usar uma ordem a mercado?

Você deve usar uma ordem a mercado quando precisar comprar ou vender um instrumento instantaneamente. Por exemplo, caso você siga notícias em tempo real ou com uma frequência muito alta para operar. Em outras palavras: se você usar uma estratégia de trading sensível ao tempo.

Em geral, os traders criam ordens a mercado quando desejam uma garantia de que a ordem será executada. Embora não saibam o preço exato pelo qual ela será executada, eles sabem que poderão comprar ou vender sem demora. Isso permite que aproveitem o momentum e capitalizem as variações de preço esperadas.

Ordens de limite

Ordens de limite permitem que os traders comprem ou vendam a um preço específico. No entanto, elas não garantem o momento exato em que serão executadas. Ao abrir uma ordem de limite, você deve definir os preços máximo e mínimo a que está disposto a comprar ou vender um certo ativo. Ordens de limite são executadas apenas quando atingem os níveis de preço predefinidos. Se o preço não atingir o nível específico, a ordem de limite não será executada.

O tempo que levará para que sua ordem de limite seja executada depende de vários fatores, incluindo o nível de preço da ordem, a distância em relação aos preços de compra ou de venda, a volatilidade do instrumento específico, o estado atual do mercado e assim por diante.

Ordens de limite também são conhecidas como “ordens pendentes”, pois podem ficar sem execução por um longo período ou até seu cancelamento.

Simplificando as ordens pendentes

Compare as ordens de limite com a compra de um produto no supermercado; embora seja uma analogia muito simplista, ela pode ajudá-lo a entender melhor o funcionamento. Se o preço de uma garrafa de água for $5, você sabe que pagará exatamente essa quantia para adquiri-la. No entanto, o problema é que você precisa esperar em uma fila até chegar ao caixa – e você não tem ideia de quanto tempo isso vai demorar. O que você sabe com certeza é que, assim que chegar o momento, você pagará o preço em exibição: $5.

Vamos ver como isso funciona na prática ao operar ações. Suponha que você tenha interesse em comprar ações da empresa ABC, que atualmente é operada a US$10,80 por ação. Você define uma ordem de limite para pagar US$10,50 por ação, o que garante que você não pagará nada além disso. Assim que o preço das ações cair para US$10,50, sua ordem será executada. No entanto, se o preço não cair tanto, a ordem ficará pendente.

Há dois tipos principais de ordens de limite:

  • Limite de compra – uma ordem para comprar um determinado instrumento pelo preço de oferta atual ou abaixo dele.
  • Limite de venda – uma ordem para vender um instrumento específico pelo preço de demanda atual ou acima dele.

Também há as ordens de parada de compra e de venda, mas falaremos sobre elas daqui a pouco, quando focarmos nas ordens de parada.

Quando usar uma ordem de limite?

Use uma ordem de limite quando sua estratégia de trading não for urgente e seu objetivo principal for comprar ou vender a um preço específico. Por exemplo, se você estiver esperando um movimento de alta ou de baixa e quiser operar em grandes quantidades assim que um determinado nível de preço for atingido.

No entanto, isso não significa que os traders de curto prazo não usem ordens de limite – exatamente o oposto disso. Traders que estejam dispostos a identificar variações de preço de curto prazo e cientes das características do instrumento que estão operando – e da probabilidade de seu preço atingir um determinado nível – utilizam ordens de limite para aumentar seus lucros.

Os traders também usam ordens de limite quando operam vários instrumentos e não podem acompanhar cada um deles o tempo todo. Para automatizar um pouco o processo, eles podem posicionar ordens de limite nos principais níveis de suporte e resistência para que possam vender ou comprar imediatamente quando esses níveis forem rompidos.

Além disso, quem opera instrumentos ilíquidos ou ativos com spreads muito grandes também pode usar ordens de limite para terem resultados melhores com suas operações.

Ordens de parada

As ordens de parada permitem que você compre ou venda um instrumento ao preço de mercado após atingir o preço de parada definido inicialmente. Quando o ativo atinge o preço de parada, a ordem de parada se converte em uma ordem a mercado.

As ordens de parada são semelhantes às ordens de limite, pois seu principal objetivo é comprar ou vender pelo melhor preço possível. 

Agora vamos dar uma olhada nas ordens de parada de compra e venda. Uma ordem de compra é geralmente posicionada acima do preço de mercado atual e se torna ativa apenas quando esse nível é atingido. Assim que isso acontecer, a ordem é convertida em uma ordem a mercado ou de limite. A ordem de parada de venda, por outro lado, é posicionada abaixo do preço de mercado atual e se torna ativa quando esse nível é atingido.

Em geral, os traders colocam suas ordens de parada no lado oposto, esperando que o preço suba. Por exemplo, traders de alta colocam ordens de parada em um nível de preço mais baixo, enquanto traders de baixa colocam suas ordens de parada em um nível de preço mais alto. A ideia é evitar ou minimizar suas perdas. Esta é a razão pela qual as ordens de parada são muitas vezes chamadas de ordens stop loss (“interromper as perdas”, em tradução livre).

Ordens de parada na prática

Veja como as ordens de parada funcionam na prática. Digamos que você tenha uma exposição significativa às ações de uma marca de alto nível. No entanto, uma série de eventos desencadeia uma recessão global, o que deve diminuir a capacidade de consumo das pessoas. Suas previsões mostram que a empresa sofrerá uma grande queda nos lucros, portanto você deve vender as ações que possui para minimizar suas perdas. Você espera que o preço das suas ações caiam, mas não sabe ao certo quanto.

Digamos que as ações sejam operadas a US$50. Nese caso, você pode posicionar uma ordem de parada de venda a US$45. Se o preço cair para esse nível, sua ordem de parada se torna imediatamente uma ordem a mercado e suas ações são vendidas pelo melhor preço possível. Se suas expectativas não se concretizarem e o preço não atingir a marca de US$45, então suas ações não são vendidas.

Tipos de ordem de parada

Há três tipos principais de ordens de parada: ordens stop loss, ordem stop limit e ordens trailing stop. A diferença entre elas se dá no seu funcionamento e como podem ajudar o trader.

Ordem stop loss

As ordens stop loss estão entre as mais utilizadas pelos traders. Ao contrário das ordens de limite e a mercado, as ordens stop loss não são ativadas até que um determinado nível de preço seja alcançado. No entanto, quando isso acontece, a ordem é convertida em uma ordem a mercado e a operação é executada ao preço de mercado.

Temos aqui um exemplo. Suponha que você queira operar a ação AAPL. Ao posicionar uma ordem stop loss em US$450, por exemplo, ela permanecerá inativa até que esse nível seja alcançado. Quando o preço chegar a US$450, sua ordem de venda será executada e as ações serão vendidas pelo melhor preço possível.

Traders usam ordens de parada quando não conseguem acompanhar o mercado de maneira consistente. Nesses casos, eles precisam de uma garantia de proteção do seu investimento. Um trader pode simplesmente posicionar uma ordem stop loss e continuar com outras atividades, pois a ordem pode permanecer ativa por até 60 dias corridos – até mais, em alguns casos.

Ordem stop limit

As ordens stop limit são muito parecidas com as ordens stop loss. No entanto, aqui temos um limite quanto ao preço pelo qual a operação será executada.

Portanto, a principal diferença aqui é que, em vez de se tornar uma ordem de venda a mercado, a ordem stop limit se torna uma ordem de limite que é executada somente quando o limite ou um preço melhor é atingido.

Além disso, ordens stop limit basicamente combinam o melhor das ordens de parada e de limite. Elas garantem um determinado preço, mas não são executadas se os preços não atingirem o limite determinado.

As ordens stop limit consistem em dois preços: um preço de parada e um preço limite. Para entender a diferença, temos um exemplo simples: digamos que você decida colocar uma ordem stop limit com um preço de parada de US$100 e um preço limite de US$99. Nesse caso, quando o preço cair para US$100, a ordem de limite será ativada. No entanto, os instrumentos não serão vendidos a menos que seja possível garantir um preço de pelo menos US$99. Portanto, nesse caso, você venderá por algo abaixo de US$100, mas acima de US$99.

As ordens stop limit ajudam os traders a superar o problema de serem acionadas desnecessariamente por conta de quedas repentinas do mercado que são corrigidas logo em seguida.

Ordem trailing stop

Pense nas ordens trailing stop como uma forma mais avançada das ordens de parada tradicionais. Elas permitem que você instrua a ordem a se mover junto com o preço de mercado. Isso dá flexibilidade aos traders, permitindo que eles protejam e aumentem seus lucros sem ter que acompanhar o mercado 24 horas por dia, 7 dias por semana.

As ordens trailing stop são basicamente ordens stop limit automatizadas. Você pode definir o preço de disparo como um valor em dólar ou uma porcentagem, mas sempre em relação ao preço de mercado atual. Por exemplo, você pode condicionar a venda do instrumento a uma queda de US$5 ou 3% no preço.

Exemplo

Suponha que você compre uma ação por US$50. Duas semanas depois, o preço da ação salta para US$55. Nesse ponto, você pode definir uma ordem trailing stop que venda a ação imediatamente se ela ficar US$2 abaixo do preço de mercado. Se alguns dias depois o preço cair para US$53, a ordem trailing stop se tornará uma ordem stop limit; por outro lado, se o instrumento subir para US$60, o nível da ordem trailing stop subirá para US$58.

Isso mostra que a ordem trailing stop segue suas instruções e persegue o preço de mercado. Isso funciona basicamente como uma rede de segurança para deixá-lo confortável com suas posições, sem exigir que você monitore o mercado o tempo todo.

Quando usar uma ordem de parada?

Um bom caso para usar uma ordem de parada é quando os preços dos ativos em seu portfólio estão em alta. Dessa forma, é possível proteger seus lucros de uma correção imediata. Você pode posicionar uma ordem de parada em um nível próximo ao preço de mercado em que os instrumentos são operados em um determinado momento. Se o preço continuar subindo, você pode aumentar seu limite por meio de uma ordem trailing stop.

Você também pode usar uma ordem de parada de compra ou venda em situações em que o preço do instrumento de interesse rompe certos níveis de resistência ou suporte e você acredita que ele continuará o movimento de alta ou baixa.

Outros tipos de ordens

Além das ordens a mercado, de limite e de parada, também há outros tipos de ordens que vale a pena conhecer e que podem ajudá-lo a otimizar sua estratégia de trading.

Good-till-Canceled (GTC) – Válida Até Cancelar

A GTC é uma das ordens mais populares entre os traders experientes. Por meio da GTC, os traders podem definir uma restrição de tempo para suas posições abertas. Como o nome sugere, a ordem permanece válida até que o trader a cancele. Dependendo da plataforma de trading ou da corretora usada para operar, uma ordem GTC pode ter um limite máximo de tempo para manter suas ordens ativas que pode chegar a 90 dias.

All-or-None (AON) – Tudo ou Nada

A AON é uma ordem de limite usada principalmente por traders de penny stocks, pois garante que a operação será executada com a quantidade total solicitada ou não será executada. A maior parte das penny stocks tem pouca liquidez, o que muitas vezes significa que o trader não será capaz de abrir uma grande posição. Se ele quiser executar a ordem na quantidade solicitada – em vez de parcialmente –, ele pode tirar proveito da ordem AON. 

Por exemplo, se ele deseja comprar 5.000 ações, mas apenas 3.000 estão disponíveis ao seu preço preferencial, com a AON, a ordem não será executada de forma alguma. Sem a AON, ele comprará as 3.000 ações disponíveis.

Immediate-or-Cancel (IOC) – Executa ou Cancela

Ao contrário da anterior, a ordem IOC é destinada para quem deseja entrar em uma operação e aproveitar um determinado momento, seja qual for a quantidade disponível de ações ao preço de preferência. Isso significa que, caso o trader queira comprar inicialmente 1.000 ações, mesmo que apenas 200 estejam disponíveis, a ordem será executada. Isso também cancela automaticamente a ordem de compra das 800 restantes.

A ordem IOC é geralmente usada por quem deseja aproveitar um intervalo de tempo muito curto – de apenas alguns segundos ou menos.

One-Cancels-Other (OCO) – Uma Cancela a Outra

Ao usar a ordem OCO, o trader cria duas ordens separadas: no momento em que uma delas é executada, a outra é cancelada. Para entender como essa ordem condicional funciona na prática, vejamos um exemplo.

Suponha que você compre uma ação por US$50 e tenha uma meta de lucro de 20%. Além disso, você não quer perder mais de 5% da sua posição. Nesse cenário, você pode abrir uma ordem OCO com uma ordem take profit a US$60 e uma ordem stop loss a US$47,50.

A ordem OCO será executada quando o preço subir para US$60 ou quando cair para US$47,50. Aconteça o que acontecer, a primeira ordem a ser executada cancelará a outra.

Take profit

Este tipo de ordem foi criada para ajudar o trader a fechar uma operação quando um certo nível de lucro for alcançado. Também chamada de “ordem de meta de lucro”, ela basicamente fecha a operação quando a meta de lucro é atingida. Em geral, a ordem funciona como complemento a uma ordem de limite.

Fill-or-Kill (FOK) – Preenche ou Mata

O tipo de ordem FOK é um híbrido entre a AON e a IOC. Quando aplicada, ela exige que todo o valor da ordem seja executado durante um curto período de tempo, geralmente menos de alguns segundos.

Se a operação não puder ser executada por completo e dentro do intervalo de tempo específico, ela é cancelada.

Ordens diárias

As ordens diárias determinam que uma certa posição vença no final do dia de operação, a menos quando indicado o contrário – por exemplo, se você a definiu a ordem como uma GTC ou para ser executada dentro de um determinado tempo de vencimento. Se a ordem não for executada ao longo do dia, será preciso criá-la novamente no próximo dia de operação.

Diferenças entre os tipos de ordens

A principal diferença entre as ordens se dá na popularidade de cada uma delas entre os traders. É natural que as mais populares sejam as ordens mais tradicionais: ordens a mercado, de limite e de parada. 

Vamos dar uma olhada em uma tabela de comparação e descobrir o que diferencia as três:

 Ordem a mercadoOrdem de limiteOrdem de parada
DefiniçãoOrdem para operar ao melhor preço disponívelOrdem para operar a um preço específicoOrdem para operar ao melhor preço disponível após um preço específico ser atingido
Quando usarQuando você quiser uma execução imediataQuando você quiser uma execução a um preço específicoQuando não for possível monitorar o mercado e você quiser operar de acordo com regras específicas
Quem usa?Principalmente iniciantesTodos os tradersPrincipalmente traders experientes
CustoBaixoMais altoSem custo se não for executada; caso contrário, o custo é baixo
Controle de preçoNenhumTotalNenhum se o preço de parada for disparado
Preço da operaçãoAtual (perto dele)EspecíficoAtual (perto dele), após um preço específico ser atingido
ComplexidadeSimplesMédiaAvançada

É importante ressaltar que a maioria dos traders considera ordens como FOK, AON ou IOC um pouco ultrapassadas. AON e IOC não são muito usadas por traders individuais, pois poucos se interessam por penny stocks, caso em que essas ordens são mais eficientes. No caso da FOK, a ordem é inteiramente condicional, o que muitas vezes pode levar simplesmente à sua eliminação – ou seja, nenhuma execução da ordem.

Vantagens e desvantagens dos tipos de ordens

Vamos resumir as principais vantagens que os tipos de ordens trazem e verificar se também há desvantagens.

Vantagens das ordens

Fácil de entender, até mesmo para iniciantes

Até mesmo as ordens mais avançadas possuem fundamentos claros que podem ser entendidos facilmente, mesmo que você esteja apenas começando nos mercados financeiros. Aprender as características básicas dos diferentes tipos de ordens não é difícil. Esse conhecimento inclui como elas funcionam, quando escolhê-las e como aplicá-las. No entanto, as coisas são bem diferentes quando se trata da aplicação no mundo real.

Flexibilidade

A grande variedade de ordens disponíveis para os traders significa que há uma ferramenta adequada para cada estratégia ou situação. As ordens são os recursos mais próximos do trading automatizado. Ao aprender a usá-las, você terá um assistente de trading confiável e testado para ajudar a melhorar a eficiência das suas operações.

Elas também permitem que você se concentre na análise de gráficos, pesquisa, no aprendizado de tópicos mais avançados ou no que preferir, sem se preocupar com os ativos do seu portfólio.

Preço e controle de momentum

Dependendo do tipo de ordem utilizada, é possível garantir o controle total sobre o preço de execução. Isso significa que você sabe onde está comprando e vendendo antes mesmo que isso aconteça. Além disso, os traders também podem especificar por quanto tempo a ordem permanecerá ativa, sob quais condições ela será executada, se a execução parcial ou completa é preferível e muito mais.

Ótimas ferramentas de hedge

Os traders podem tirar proveito de diferentes tipos de ordens para minimizar o risco da sua carteira durante os dias voláteis, quando o preço oscila de maneira rápida e descontrolada. Para iniciantes, esta é uma ótima maneira de garantir a tranquilidade, enquanto traders experientes têm mais liberdade para testar estratégias mais arriscadas sem se preocupar com seu portfólio.

Desvantagens das ordens

Pode ser difícil de dominar

Embora a maioria dos tipos de ordens, principalmente as ordens a mercado e de limite, sejam fáceis de entender, leva algum tempo para aplicá-las de maneira eficiente. A parte mais complicada é entender qual tipo de ordem usar de acordo com a situação e como combinar ordens diferentes.

É por isso que o ideal é começar com uma conta de demonstração e aprender como os tipos de ordens funcionam na prática, sem arriscar dinheiro real. Após dominar o funcionamento de cada ordem, você poderá experimentá-las no mundo real.

Podem complicar sua estratégia de trading se não forem usadas corretamente

Não se esqueça de que as ordens servem para simplificar sua estratégia de trading, não para complicá-la. Muitos traders iniciantes optam por usar diferentes tipos de ordens, quando, na verdade, talvez não precisem. Por exemplo, se estiver comprando um instrumento de longo prazo e tiver tempo para monitorar o mercado, uma simples ordem a mercado pode fazer o trabalho por você.

Não se concentre tanto nas ordens avançadas com sua estratégia de trading, principalmente se não estiver 100% certo de que precisa delas ou de que tem experiência suficiente para usá-las. Sempre ajuste os tipos de ordens à sua estratégia, não o contrário.

Mesmo usando as ordens, não há garantias

O objetivo dos diferentes tipos de ordens é simplificar e melhorar suas operações. No entanto, elas não podem garantir que as coisas acontecerão exatamente como esperado. Até mesmo as ordens a mercado não garantem a execução da operação ao preço exibido na plataforma. Essa alta velocidade das operações é a natureza dos mercados financeiros.

Por essa razão, use apenas as ordens que você realmente compreende e que foram testadas na sua conta demo.