Earn2Trade Blog
Commodities

Commodities – O que são e como começar a investir?

Os futuros de commodities representam uma das bases das operações especulativas. Você provavelmente já conhece muitos tipos diferentes de commodities, mas sabe como operá-las? Neste artigo, abordaremos como investir em commodities e todas os tipos disponíveis no mercado futuro.

blog ad pt e2t

O que são commodities?

Em geral, a melhor maneira de descrever uma commodity é como um produto agrícola ou de ocorrência natural que pode ser comercializado fisicamente. Na prática, uma commodity é uma matéria-prima. O termo abrange muitas coisas diferentes, desde metais preciosos, como o ouro, a produtos específicos, como café, trigo e milho.

As bolsas geralmente classificam as commodities em grupos específicos com base em características comuns, incluindo:

  • Energias;
  • Cultivos;
  • Pecuária;
  • Metais básicos (ou industriais);
  • Metais preciosos.

Esta não é a lista completa, é claro. Citamos apenas alguns dos tipos mais populares, mas há muitos outros tipos de commodities disponíveis.

Você também pode gostar:

Características do mercado de commodities

As características gerais do mercado de commodities são praticamente as mesmas há centenas de anos. No século 19, os agricultores dos Estados Unidos começaram a usar o que hoje chamamos de “contratos a termo”. Eles eram úteis para a venda de produtos como trigo e milho. O comprador e o vendedor determinavam a entrega de uma mercadoria específica, a um preço específico, em uma data futura. Para reduzir o risco para o comprador, o contrato também incluía um pagamento parcial – que hoje chamamos de “margem” –, com o restante sendo pago na entrega. Na prática, isso reduzia o risco de não entrega e servia de incentivo ao vendedor para prosseguir com a transação acordada. 

A introdução de organizações como a Chicago Board of Trade permitiu que esses “contratos a termo” fossem operados em um ambiente controlado e regulamentado. Mesmo hoje, as bolsas são fundamentais para o sistema geral. Elas fornecem uma plataforma para operar as diferentes variedades de futuros de commodities. Os regulamentos e a estrutura das bolsas fornecem confiança aos compradores e vendedores, o que, no fim das contas, reduz o chamado risco sistêmico para ambas as partes.

Como as commodities funcionam?

Para muitas pessoas, há uma grande diferença entre ações e commodities; no entanto, essa diferença é mínima. Você está simplesmente comprando e vendendo “itens” individuais, sejam eles metais preciosos, ações, café, petróleo ou gás. Embora alguns dos mercados de commodities mais tradicionais ainda ofereçam uma área física para as operações, a maioria das bolsas atualmente é “virtual”. Além disso, elas também organizam a entrega física das commodities fora da bolsa. 

Podemos dizer que o trading de futuros de commodities é um elemento indispensável do mercado de commodities, atraindo tanto especuladores quanto aqueles que buscam a entrega ou o recebimento físico de commodities específicas. Enquanto muitas pessoas torcem o nariz para as atividades especulativas, os especuladores são responsáveis por garantir um alto grau de liquidez a esses mercados mais ativos. Basicamente, uma bolsa de futuros de commodities funciona como uma troca de informações: todos os compradores, vendedores, traders e especuladores se reúnem para criar um “preço justo”.

As cinco principais bolsas de commodities do mundo

  • London Metal Exchange – a maior bolsa de opções em metais do mundo
  • Climax Exchange (Holanda) – popular para contratos de energia e commodities ambientais
  • Chicago Mercantile Exchange – oferece futuros e opções em uma variedade de commodities
  • New York Mercantile Exchange – a maior bolsa de futuros de commodities do mundo
  • Dubai Mercantile Exchange – a maior bolsa de futuros de energia do Oriente Médio

A London Metal Exchange responde por mais de 75% dos futuros de metais não ferrosos em todo o mundo. Se pensarmos bem, isso mostra o tamanho gigantesco dessas bolsas, sendo que algumas delas operam há centenas de anos.

Tipos de commodities

Atualmente, o mercado de commodities cobre uma grande variedade de ativos. Alguns são para fins comerciais, enquanto outros são voltados para investimentos especulativos. Podemos separar esses grupos em sete categorias:

Agricultura

Frequentemente descrito como “grãos, alimentos e fibras”, o mercado de commodities agrícolas é enorme. Ele inclui milho, aveia, soja, óleo de soja, trigo, leite, cacau, café, açúcar e muito mais. Estamos falando de contratos de até 50 toneladas para milho, 60 mil libras para óleo de soja e 10 toneladas para cacau.

Produção animal

O mercado de commodities de produção animal é muito ativo e gira em torno de um número relativamente pequeno de commodities, incluindo bezerros, porcos, gado e barriga de porco. Essa área do mercado de commodities é bastante sensível às tendências de consumo e a surtos de doenças animais. Embora possa parecer monótono, os futuros de produção animal podem ser muito mais voláteis do que você imagina!

Energia

O mercado de commodities de energia é um dos mais ativos. Ele inclui petróleo bruto, gás natural, óleo para aquecimento, propano e muito mais. O preço do petróleo sempre aparece nas manchetes como resultado de um interessante movimento entre forças opostas. Por um lado, a OPEP controla a produção de seus membros para dar suporte ao preço do petróleo; por outro, há uma demanda crescente de transição para tecnologias e combustíveis verdes, o que tem reduzido a demanda por petróleo. 

Basta perguntar a Elon Musk sobre essa questão. Ele criou uma empresa de carros elétricos que é avaliada em US$270 bilhões, mas que ainda tem um lucro relativamente pequeno. Ele conta com uma participação de 20% no valor de mais de US$50 bilhões e um esquema de bônus que pode lhe render mais US$55 bilhões. Nada mal para um homem que assumiu o comando da empresa por ser o último fundador restante!

Produtos florestais

Embora você possa achar que o mercado de commodities de produtos florestais envolve apenas lenhadores e mais ninguém, é melhor pensar mais um pouco! O comércio de celulose de fibra curta e fibra longa é muito mais popular do que você pode imaginar, embora ainda não seja muito popular no geral.

Metais básicos

A London Metal Exchange domina o mercado de commodities de metais. Os traders operam produtos como chumbo, zinco, estanho, cobre, alumínio, ligas de alumínio, níquel, cobalto, molibdênio e vários tipos de aço. Esses preços são influenciados por tendências econômicas em todo o mundo, podendo impactar fortemente o setor de construção civil e, consequentemente, a demanda por produtos como alumínio e aço.

Metais preciosos

O ouro é um dos metais preciosos mais populares. Você sabia que o World Gold Council estima que existam menos de 200.000 toneladas métricas de ouro no mundo? O paládio é, na verdade, mais caro que o ouro. O primeiro está chegando a US$2.200 por onça, enquanto o preço do ouro está próximo de US$1.900 por onça. Traders e investidores costumam usar o ouro como uma proteção durante períodos econômicos complicados. Normalmente, os traders não mantêm futuros de metais preciosos até o vencimento.

Outros

Há vários outros mercados futuros de commodities em todo o mundo. A lista inclui óleo de palma, borracha, lã, âmbar e muitas outras commodities. Há uma série de outras commodities que possuem mercados locais ativos, mas não são adequadas para o comércio internacional.

Como investir em commodities

Agora vamos analisar as maneiras de investir em commodities. Felizmente, há diferentes formas de fazer isso, incluindo futuros, ETFs, ações, fundos mútuos e de índice, isso sem mencionar os pools de commodities. Vamos começar?

Um exemplo de trading de commodities de futuros

Petróleo, ouro e café são provavelmente três dos mercados de commodities mais populares atualmente. Usaremos petróleo bruto para demonstrar a constituição de um contrato futuro.

Especificações do petróleo bruto

Símbolo do produtoCL
Tamanho do contrato1.000 barris (aprox. 136 toneladas)
Flutuação de preçosUS$10,00 por contrato (US$0,01 por barril)
Meses de operaçãoContratos mensais listados para o ano atual e os próximos 10 anos civis e dois meses de contrato adicionais. Lista os contratos mensais para um novo ano civil e dois meses adicionais após o término da operação no contrato de dezembro do ano atual.
Último dia de operaçãoA operação termina três dias úteis antes do vigésimo quinto dia do mês anterior ao mês do contrato. Se o vigésimo quinto dia do mês não for um dia útil, a operação terminará três dias úteis antes do dia útil anterior ao vigésimo quinto dia do mês.
Horários de OperaçãoDomingo a sexta-feira: 17h às 16h (CT) com um intervalo de 60 minutos por dia, começando às 16h (CT)
Fonte: CME 

Tamanho do contrato

Ao lidar com futuros de petróleo bruto, cada contrato equivale a 1.000 barris de petróleo. Cada contrato futuro para commodities diferentes terá tamanhos de contrato diferentes, dos quais você precisa estar ciente. Portanto, um contrato não equivale a um barril; para obter exposição a 1.000 barris de petróleo bruto, basta comprar um contrato. No exemplo acima, adquirimos dois contratos, o que equivale a 2.000 barris de petróleo bruto.

Preço futuro por barril

Quando analisamos futuros de commodities, o preço cotado é para a entrega no final do contrato. Nesse caso, estamos pagando US$40 por barril de petróleo bruto para entrega em outubro de 2020. 

Requisito de margem inicial

Digamos que adquirimos dois contratos de petróleo bruto – equivalente a 2.000 barris – a US$40 por barril, o que equivale a um investimento de US$80.000. Um dos principais atrativos dos contratos futuros é que você paga uma porcentagem relativamente pequena do valor de cada contrato. Isso é chamado de margem inicial, que varia entre 3% e 12% do valor de cada contrato. Esse valor é determinado de acordo com os diferentes mercados e as diferentes commodities. Em nosso exemplo, para simplificar os números, usaremos uma margem inicial de 10%.

Requisito de margem de manutenção

Como vemos nos valores acima, o requisito de margem inicial para cada contrato futuro de petróleo bruto é de US$4.000 – isso representa 10% do valor de cada contrato (US$40.000). Há também uma margem adicional a ser considerada, que é conhecida como margem de manutenção. Se o saldo de sua conta de margem inicial – 10% do valor de cada contrato mais quaisquer depósitos em dinheiro – ficar abaixo da margem de manutenção, haverá uma “chamada de margem”. A margem de manutenção é definida pela bolsa de futuros e, nesse caso, é de US$3.000 por contrato.

Chamada de margem

Se o saldo de sua conta de margem inicial ficar abaixo do requisito de margem de manutenção, você deverá depositar fundos adicionais suficientes para que o saldo retorne à margem inicial. No exemplo acima, a margem inicial é de US$4.000 por contrato. Portanto, se a margem do contrato caísse para US$3.000, não haveria uma chamada de margem. No entanto, se o valor cair para US$2.500, você será obrigado a depositar US$1.500. É disso que você precisa para levar o saldo de sua conta de margem de volta à margem inicial. Observe que o depósito adicional deve ser suficiente para levar o saldo de sua conta de margem até US$4.000, não US$3.000.

A faca de dois gumes da alavancagem

Como basta colocar 10% do valor de cada contrato futuro de petróleo, você receberá uma alavancagem de 10 vezes. Ou seja, cada mil dólares de margem equivale a um valor de contrato de US$10.000. No exemplo acima, adquirimos dois contratos futuros de petróleo no valor de US$80.000 com um pagamento inicial de apenas US$8.000. O preço dos dois contratos aumentou para $90.000, gerando um lucro de US$10.000. Em resumo:

  • O valor do contrato variou de US$80.000 para US$90.000 – um aumento de 12,5%
  • O investimento futuro, nesse caso, aumentou de US$8.000 iniciais para US$18.000 – ajustando para a segunda chamada de margem –, gerando assim um lucro de US$10.000, o que equivale a um ganho de 125%.

Embora o efeito da alavancagem ao operar com margem seja muito útil quando o preço sobe, ele também multiplica suas perdas por 10 em caso de queda. Se, por exemplo, houvesse uma queda de curto prazo no valor do contrato, mesmo se você estivesse certo quanto à tendência no longo prazo, caso não pudesse pagar a margem adicional, você teria que vender o contrato com prejuízo. O timing da operação é crucial!

Diferentes tipos de investimentos

Investindo em commodities com futuros

Os investidores de futuros de commodities podem ser divididos em duas categorias:

  • Investidores comerciais
  • Investidores especulativos

Os investidores comerciais usam o mercado futuro para garantir o fornecimento constante de um determinado produto, como o petróleo bruto. Se, por exemplo, eles adquirissem contratos para os futuros do petróleo bruto em outubro de 2020, então eles receberiam o produto físico quando o contrato futuro vencesse. Quando se trata de investidores especulativos, eles procuram fechar seus contratos futuros antes do vencimento; como consequência, eles não aceitariam a entrega física da mercadoria em questão.

É importante observar que a maioria dos contratos futuros é fechada antes do vencimento, portanto nenhuma mercadoria física muda efetivamente de mãos. No entanto, seria errado dar a impressão de que o mercado de futuros de commodities opera puramente para fins especulativos. Ele desempenha um papel muito importante para entidades comerciais que exigem produtos como petróleo bruto para seus negócios.

Investindo em commodities com ETFs

Exchange-Traded Funds (ETFs) são extremamente populares e oferecem uma maneira para os investidores comprarem e venderem ações em veículos de investimento com exposição a áreas específicas do mercado. Por exemplo, os ETFs de commodities usam uma mistura de armazenamento físico e contratos futuros para criar exposição a uma commodity individual ou a uma cesta de qualidades semelhantes. Por exemplo, você pode ter um ETF que se concentra em produtos agrícolas, metais preciosos ou até mesmo recursos naturais. 

Ao contrário dos fundos mútuos e de índice, os ETFs podem ser operados no mercado de ações durante o horário normal do mercado, em oposição à fixação de preços ao fim do dia para fundos mútuos e de índice. Este é um fator muito importante, pois se uma mercadoria específica estivesse em queda livre, isso teria um impacto no valor do veículo de investimento do ETF. Com um ETF focado em commodities, você poderia vender suas ações assim que as notícias começassem a surgir, mas com um fundo mútuo ou de índice focado em commodities, você precisaria esperar até o fim do dia – ponto em que seu investimento poderia ter sofrido ainda mais danos.

Os ETFs também são um meio muito útil de diversificar seu portfólio no mundo das commodities, mesmo que você tenha relativamente pouca experiência nessa área. Eles também são chamados de fundos administrados. Para todos os efeitos, você está comprando uma ação do fundo subjacente, embora não contribua diretamente nas decisões de investimento. Ao considerar o valor dos contratos futuros de commodities, os requisitos de margem e o custo de armazenamento físico, esse tipo de veículo de investimento oferece uma forma muito acessível de obter exposição às commodities de sua escolha.

Investindo em commodities com ações

Há muitos exemplos de ações que oferecem exposição a commodities individuais ou a cestas de commodities. Por exemplo, o Grupo Rio Tinto é uma empresa mineradora multinacional anglo-australiana. Eles têm uma exposição específica a minério de ferro, cobre, diamantes, ouro e urânio. Esta é uma das diversas grandes empresas de mineração multinacionais que oferecem um meio de introduzir a exposição de commodities ao seu portfólio. Há outras grandes empresas para ficar de olho: a ExxonMobil tem um impacto interessante no preço do petróleo; a Southern Copper Corp, como o nome diz, está relacionada à indústria de cobre. Há ainda muitas outras empresas focadas em commodities agrícolas. 

Uma das poucas desvantagens de investir em commodities com ações é que selecionar empresas individuais também introduz um grau de dependência dos diretores que administram essas empresas. Portanto, talvez seja sensato distribuir os fundos destinados a uma commodity por várias empresas diferentes. Isso diversificaria o risco de gestão de investir individualmente em cada empresa enquanto lhe garante uma exposição significativa às commodities de sua escolha. Além do fato de que as empresas listadas em uma bolsa de valores podem ser operadas durante o horário normal do mercado, as empresas maiores de setores de commodities tendem a ser extremamente líquidas.

Outros fatores a considerar

Há também o fator ambíguo de não haver um prazo de validade para o investimento direto em empresas listadas. No entanto, na melhor das hipóteses, você pagará uma margem significativamente maior e, na pior, precisará cobrir 100% de um investimento.

Também vale a pena considerar o fato de que muitas das empresas baseadas em commodities conseguiram criar fluxos de receita muito fortes, sendo muitas vezes capazes de pagar dividendos atraentes – além do ganho de capital. Compare isso com contratos futuros, que não oferecem pagamentos de dividendos, e, por exemplo, empresas de tecnologia, em que o foco geralmente está na valorização do capital. Em muitos casos, como o ouro, a exposição a algumas commodities pode oferecer uma proteção – ou hedge – durante períodos econômicos turbulentos.

Investindo em commodities com fundos mútuos e de índice

Os fundos mútuos e de índice não costumam ser operados em bolsas de valores ou adquiridos por meio de corretoras normais, com as operações sendo feitas diretamente com a sociedade gestora. Assim como acontece com os ETFs, os fundos mútuos e de índice representam uma grande parte dos mercados de investimento, oferecendo exposição a diferentes setores, diferentes países, diferentes índices e também diferentes commodities. Eles são gerenciados de maneira semelhante aos EFTs, usando uma mistura de futuros de commodities e armazenamento físico de commodities para obter exposição a áreas específicas do mercado.

Como mencionamos acima, embora você normalmente não pague comissão ao investir em um fundo mútuo ou de índice, o preço é fixado ao fim de cada dia. Como consequência, se uma mercadoria específica, como petróleo ou ouro, entrar em queda livre durante o dia, você não poderá vender suas unidades de fundos mútuos ou de índice até o fim do dia, quando o preço foi fixado. Portanto, podemos dizer que os fundos mútuos e de índice são mais adequados para quem busca investimentos de longo prazo.

Investindo em commodities com pools de commodities

Um pool de commodities pode ser descrito como uma estrutura de investimentos privada em que as contribuições de investidores individuais são agrupadas para aumentar a alavancagem. Os fundos individuais tendem a se concentrar em commodities específicas ou em uma cesta específica de commodities conectadas. Eles são muitas vezes chamados de “fundos de futuros administrados”, e o fato de serem entidades privadas significa que o público em geral tem acesso limitado a essa área específica do mercado. Você verá que os corretores têm contatos no mercado de commodities, o que pode incluir acesso a pools de commodities.

Quando nos referimos a alavancagem, podemos dar a impressão de ser uma estratégia de investimento altamente especulativa. Embora grande parte dos investimentos de pools de commodities envolvam a alavancagem das contribuições combinadas dos investidores, todas as transações são realizadas dentro de um perfil de risco definido. Você verá que os pools de commodities são gerenciados por especialistas em campos específicos, o que remove o processo de tomada de decisão dos investidores individuais. A liquidez de um pool de commodities dependerá do tamanho e do número de investidores nesses veículos privados. Portanto, eles não serão tão líquidos quanto ações listadas, ETFs ou fundos mútuos e de índice.

Vantagens e desvantagens de investir em commodities

Nesta seção, avaliamos as vantagens e desvantagens gerais de investir em commodities e, em seguida, examinamos essa atividade do ponto de vista dos futuros de commodities. 

Vantagens de investir em commodities

Há inúmeras vantagens de investir em commodities, incluindo:

Proteção contra inflação

Muitas commodities podem oferecer uma proteção contra inflação alta, com o ouro sendo visto como um porto seguro por muitos investidores. O fato de muitas commodities serem avaliadas em dólar também aumenta a importância desse hedge, pois o dólar costuma ser visto como a moeda de preferência em tempos de inflação alta.

Diversificação do portfólio

Investir em commodities, direta ou indiretamente, é uma forma muito útil de diversificação de portfólio. Isso não apenas ajuda a equilibrar os retornos de longo prazo, mas também pode reduzir a volatilidade geral.

Potencial de ganhos elevados

Há um argumento que sugere que a capacidade de investir diretamente em commodities reduz os riscos tradicionais associados a ações, como o risco de gestão. Como consequência, há um potencial para ganhos mais elevados.

Desvantagens de investir em commodities

Como acontece com qualquer tipo de investimento, há algumas desvantagens em investir em commodities, tais como:

Risco potencialmente alto

Como o investimento direto em commodities envolve investir puramente em commodities, algumas áreas do mercado podem ser consideradas de alto risco.

Estreita correlação com a economia mundial

Em oposição ao argumento de que as commodities são uma proteção contra a inflação, elas também estão intimamente correlacionadas com a economia mundial. No caso de uma desaceleração, como a crise de 2008/9, veríamos uma redução na demanda por produtos como petróleo e outras commodities.

Entrega física 

Há custos adicionais associados à entrega física de commodities, embora, na realidade, a maioria dos contratos de futuros de commodities seja fechada antes do vencimento.

Vantagens de investir em commodities

O mercado de futuros de commodities oferece a capacidade de criar exposição a uma série de commodities diferentes com várias vantagens, tais como:

Alavancagem de investimento

A alavancagem disponível por meio de futuros de commodities, em que você opera com margem, pode ser muito vantajosa se o preço da commodity subjacente agir conforme o esperado.

Menos manipulação

Há um argumento que sugere que os preços das commodities são menos sujeitos à manipulação, pois se baseiam em uma fórmula simples de oferta e demanda. Embora tenhamos visto casos de manipulação de mercado no setor de commodities, esse argumento está geralmente certo.

Diversificação

Os futuros de commodities oferecem uma forma muito interessante de diversificação, principalmente quando adquiridos fora de uma carteira tradicional.

Proteja-se contra movimentos de preços

A capacidade de adquirir futuros de commodities para entrega no futuro oferece uma proteção inestimável contra movimentos de preços, principalmente para investidores comerciais.

Liquidez do mercado

Mercados de commodities como petróleo, ouro e produtos agrícolas são extremamente líquidos e seguros. Isso cria um ambiente no qual grandes operações podem ser realizadas com relativamente pouco impacto sobre os preços de curto prazo.

Desvantagens de investir em commodities

Sempre há vantagens e desvantagens em qualquer tipo de investimento, portanto é importante estar ciente das desvantagens ao investir em futuros de commodities:

Alavancagem de investimento

Embora tenhamos listado a alavancagem de investimento como uma vantagem, ela também pode ser uma desvantagem se o preço das commodities subjacentes não se comportar da maneira que você esperava. Por exemplo, ao operar com margem de 10%, sua posição será alavancada em 10 vezes – para cima e para baixo.

Tempo limitado

Como os contratos futuros de commodities possuem uma data de vencimento fixa, há uma janela de oportunidade limitada para ganhar dinheiro. Se o preço subjacente da commodity for contra você no curto prazo, o tempo de recuperação pode ser muito limitado.

Sensível à atividade econômica

Embora a sensibilidade dos preços de algumas commodities à atividade econômica mundial possa ser uma vantagem, também pode ser uma desvantagem se as economias estiverem passando por dificuldades. Usando o exemplo do petróleo, no caso de uma desaceleração da economia mundial, haverá uma redução natural da demanda por petróleo, o que impactará diretamente o preço.

Sensível à atividade política

Você também pode descobrir que algumas commodities são sensíveis a atividades políticas, como a OPEP concordando em aumentar a produção de petróleo para seus membros. Este é apenas um exemplo que mostra a influência potencial das partes envolvidas com seus próprios planos.

Sensível ao clima

O sucesso e o rendimento dos diversos cultivos ao redor do mundo sofrem forte influência do clima. Como consequência, o preço de algumas commodities será sensível a padrões e mudanças climáticas de longo prazo.

Estes são exemplos de algumas das vantagens e desvantagens de se investir diretamente em commodities e, em particular, quando isso é feito por meio do mercado futuro.

Quem investe em commodities?

O mercado de commodities acolhe uma série de investidores diferentes, como compradores, produtores, especuladores e hedgers. Como consequência, esses mercados são extremamente líquidos e capazes de acomodar grandes transações sem impactar o preço das commodities subjacentes. Este é o ambiente perfeito para instituições e investidores de hedge funds que buscam assumir grandes posições em commodities individuais.

Compradores e produtores

O mercado futuro de commodities oferece a oportunidade para compradores e produtores em vários ambientes de negócios diferentes de se protegerem de futuras oscilações de preços. A capacidade de comprar e vender commodities a um preço garantido para entrega no futuro permite que as empresas planejem o futuro com um certo grau de segurança. Por exemplo, se analisarmos o mercado futuro de petróleo, veremos que há contratos que vencem no final de cada mês – escalonando 12 meses no futuro. Dessa forma, as empresas que dependem do preço do petróleo podem planejar suas entregas físicas a cada mês durante os próximos 12 meses por meio do mercado futuro.

Essa capacidade de planejar com 12 meses de antecedência, seja por meio de futuros de commodities mensais ou trimestrais, permite que as empresas nivelem a curva de volatilidade dos preços, proporcionando ao consumidor final um preço mais estável. Se essas empresas dependentes de commodities individuais tivessem uma visibilidade reduzida no futuro, haveria muito mais volatilidade no preço de seus produtos finais. Há também o efeito de arrastamento para outros negócios, como ocorre com as empresas de transporte, que exigem um certo grau de estabilidade no preço do petróleo e da gasolina para estruturar os contratos com seus clientes no futuro.

Especuladores

Ao acompanhar os mercados de investimento, é comum ver os especuladores sendo criticados na imprensa por influenciarem os preços em sua busca por lucros de curto prazo. A realidade é que os especuladores possibilitam o aumento da liquidez nos principais mercados futuros de commodities, muitas vezes tirando proveito de situações de sobrecompra e sobrevenda. Muitos também buscarão oportunidades de arbitragem entre mercados individuais, quando os preços dos futuros de certas commodities ficam ligeiramente dessincronizados. Portanto, os especuladores ajudam a garantir um preço justo em ações, índices e commodities, além de serem capazes de “corrigir” as posições de sobrecompra e sobrevenda.

Em geral, compradores e produtores de futuros de commodities individuais mantêm suas posições até o vencimento e, em seguida, entregam ou recebem as mercadorias físicas. Esse processo é muito diferente para os especuladores; para eles, é raro manter suas posições futuras de commodities até o vencimento. A maioria dos contratos futuros de commodities é fechada antes do vencimento. O papel dos especuladores de futuros de commodities é muitas vezes mal compreendido. Como mencionamos acima, eles são um elemento vital de qualquer mercado de commodities.

Hedgers

Embora o papel de investidores que buscam proteger suas posições também seja frequentemente mal interpretado, essa prática não é muito diferente das pessoas que adquirem um seguro residencial. A compra de um seguro residencial permite que você proteja o valor da casa e dos bens nela contidos, embora a maioria das apólices de seguro residencial nunca seja realmente usada. Em sua forma mais básica, o hedge é o uso de instrumentos financeiros para compensar uma posição existente e, dessa forma, reduzir a exposição ao risco.

Um exemplo perfeito de hedge seria o de um fazendeiro que planta trigo para vender no mercado. Leva em média de sete a oito meses para uma safra de trigo atingir a maturidade, período em que pode haver uma volatilidade significativa no preço do trigo. No entanto, ao proteger sua safra futura no mercado de commodities, o agricultor poderia vender contratos futuros de trigo para cobrir sua safra inteira a um preço fixo, garantindo a entrega em uma data predeterminada. Portanto, em teoria, como os agricultores plantam sua safra de trigo, eles já sabem o preço que receberão quando a safra finalmente for colhida.

Seria quase impossível administrar uma empresa agrícola sem contratos futuros. Após se comprometer com o plantio de uma cultura, você não teria ideia do preço que receberia no momento da colheita. Como seria possível fazer um planejamento financeiro com antecedência sem que houvesse um certo grau de segurança?

Commodities são adequadas para iniciantes?

Embora haja várias maneiras de investir em commodities, de longe a mais popular é por meio de contratos futuros. Como você está lidando com uma margem entre 3% e 12%, a alavancagem em um contrato futuro de commodities pode ser de até 30 vezes. É muito bom alavancar seus lucros dessa maneira, mas, por outro lado, você pode sofrer grandes perdas com movimentos de preço relativamente pequenos. Há maneiras menos voláteis de investir em mercados de commodities, como ETFs, fundos mútuos, rastreadores de índice e até mesmo empresas individuais. É importante dizer que os futuros de commodities devem ser profundamente analisados antes de você considerar esse tipo de investimento.

Quais são as commodities mais operadas?

Embora a lista completa de commodities operadas nos mercados de todo o mundo seja enorme, vejamos as 10 principais commodities operadas em 2019:

  1. Petróleo bruto
  2. Café
  3. Gás natural
  4. Ouro
  5. Petróleo Brent
  6. Prata
  7. Açúcar
  8. Milho
  9. Trigo
  10. Algodão

Pode ser difícil ter uma ideia do tamanho desses enormes mercados, mas tomemos como exemplo o ano de 2019, quando a demanda global por petróleo bruto foi de 100 milhões de barris por dia. Embora a demanda deva cair para cerca de 91 milhões de barris por dia em 2020, este continua sendo um mercado gigantesco. A produção mundial de café no ano fiscal de 2019/20 está projetada em cerca de 167 milhões de sacas, o que aproxima o valor do mercado global de café à marca de US$30 bilhões. 

Ao relacionar os valores acima à entrega física dessas commodities e ao fato de a maioria dos contratos de futuros ser fechada antes do vencimento, o volume e o valor dos mercados futuros de commodities individuais serão muitas vezes o valor do mercado físico. 

Considerações finais

Na realidade, os mercados mundiais de commodities influenciam todos os setores de negócios em todo o mundo. Eles também afetam o preço que os consumidores pagam por bens e serviços. Somente após analisar esses mercados é que podemos ter noção da sua influência e do seu tamanho. Muitas empresas passariam por dificuldades se não houvesse a capacidade de comprar e vender futuros de commodities. Para empresas que dependem de uma commodity específica ou que fornecem uma commodity ao mercado, suas operações diárias seriam impraticáveis se não fosse possível nivelar as oscilações de preços.

Quanto mais olhamos para o mundo das commodities e dos futuros de commodities, mais perguntas surgem. Quais são os maiores mercados futuros? Qual é a commodity mais valiosa? Os mercados de commodities são unicamente para especuladores? A lista não tem fim.

Perguntas Frequentes

É arriscado investir em uma commodity?

Os mercados de commodities oferecem uma plataforma de investimento, com compradores e produtores de um lado e especuladores do outro. Portanto, na realidade, o mercado de commodities pode ser muito arriscado ou relativamente seguro – tudo depende da sua atuação. O processo de compra e venda de futuros para proteger posições ou para apostar em movimentos de preços de curto prazo proporciona enorme liquidez aos mercados de commodities mais populares. A existência de alavancagem, ao operar com margem, atrai muitos especuladores, mas como sabemos, a alavancagem é uma faca de dois gumes.

Qual é a commodity mais valiosa?

Em termos de transações de commodities futuras, o petróleo bruto é a commodity mais operada, embora a demanda tenha caído drasticamente nos últimos anos. Café, gás natural e ouro são extremamente populares, com enormes volumes de futuros de commodities sendo operados a cada ano.

Quanto os traders de commodities ganham?

É muito difícil dizer com certeza quanto os traders de commodities ganham por ano, pois muitos recebem um salário-base e bônus enormes de acordo com o sucesso de suas operações. No entanto, um relatório da HC Insider de 2013 concluiu que traders de commodities com menos de três anos de experiência conseguiam garantir um salário-base na faixa de US$100.000 a US$150.000 por ano. No caso daqueles com mais de cinco anos de experiência, o salário-base estava na faixa de US$ 200.000 a US$350.000 por ano. Lembre-se, no entanto, de que isso não é um indicativo de lucros futuros potenciais.