Earn2Trade Blog
William Shatner

William Shatner

William Shatner nasceu em 1931 no Canadá. Suas raízes estão na atuação, sendo famoso pelo seu papel como Capitão Kirk em Star Trek. Ele também trabalhou como produtor, diretor, músico e escreveu mais de 30 livros. Hoje vamos olhar um lado diferente da sua vida: suas aventuras no mercado financeiro.

Você também pode gostar:

blog ad pt e2t

Primeiro contato com investimentos

O primeiro contato de Shatner no mundo dos negócios é recontado na sua biografia, Up Till Now. Isso aconteceu quando ele era um jovem ator em 1955. Ele fez amizade com Lorne Greene, da série Bonanza, e descobriu que Lorne operava diariamente. Lorne convidou William para ir até a corretora com ele e outro amigo, também ator, para ver do que se tratava o trading. Shatner relata que a corretagem e o processo de trading foi uma das coisas mais incríveis que ele já viu. Ele ficou impressionado com a capacidade de Lorne de investir dinheiro todos os dias e obter lucro.

Lorne estava especulando em commodities, e seus lucros consistentes foram uma tentação para Shatner participar. Ele acabou entrando no mercado, indo para a corretora novamente com Lorne. Ele se lembra que Lorne lhe disse “Você vai ganhar muito dinheiro, Bill”. Shatner tinha economizado US$500 e queria usar esse dinheiro para financiar uma vida de atuação em Nova York. Ele copiou os métodos de Lorne para conseguir dobrar seu dinheiro. Ele colocou todos os US$500 em uma posição de longo prazo no urânio, uma commodity em alta na época. Como sabemos, 100% não é uma boa fração para ninguém arriscar.

Infelizmente para William, isso não deu muito certo. No dia seguinte o primeiro ministro do Canadá se pronunciou sobre por que eles iriam parar de comprar urânio num futuro próximo, o que fez com que os preços despencassem. Isso custou a William toda a quantia investida e atrasou seus sonhos de morar em NY.

O retorno de William Shatner ao mercado

Shatner não voltou ao mercado antes da fama. Sua atuação lhe proporcionou muitos patrocínios de sucesso ao longo dos anos, incluindo campanhas publicitárias para a Wendy’s, Crest, Oldsmobile, World of Warcraft, entre muitas outras empresas.

Uma de suas campanhas publicitárias mais memoráveis foi como trader da Priceline, que começou no final dos anos 90. Foi nessa época que Shatner entrou no mercado novamente. Em vez de ser remunerado como de costume pela campanha, ele recebeu uma oferta em ações da empresa. Isso não foi divulgado, mas estima-se que ele tenha recebido aproximadamente 125.000 ações da Priceline. Isso ocorreu durante a bolha especulativa no setor de tecnologia, portanto os preços estavam ficando cada vez mais instáveis.

William Shatner e a Priceline

O acordo com a Priceline gerou diversas especulações quanto ao valor da empresa. Em maio de 2010, uma reportagem foi divulgada em vários meios de comunicação sobre como o acordo que Shatner fechou com a Priceline valia cerca de US$600 milhões. Isso foi em uma época que as ações da empresa tinham chegado a US$300, mas mesmo uma estimativa alta da participação de Shatner não justifica um total de US$600 milhões.

Além disso, Shatner manteve essas ações durante o estouro da bolha da Internet no início dos anos 2000. Pela segunda vez na sua vida, ele fez a escolha errada. Ele vendeu sua parte da Priceline quando elas estavam valendo apenas uma pequena fração do seu valor original. Em uma entrevista à CNN, ele disse o seguinte:

“As ações subiram, mas estávamos todos de mãos atadas, presos. Em seguida, a bolha da Internet explodiu, e nós não conseguimos nos livrar de nossas ações. E então, boom. Ela passou a valer centavos. Todos venderam suas ações.”

Ele continuou fazendo piada com o assunto: ”Seiscentos dólares, eu acho, era isso que minhas ações valiam. Vocês precisam comprar minhas gravações, os livros e o DVD”.

Vender no período final da bolha significaria cerca de US$600 milhões de lucro, o que seria 100 vezes mais que o valor recebido pelas suas ações da Priceline. Além disso, Shatner parece exagerar um pouco os danos sofridos. Segundo o New York Times, ele vendeu 60.000 ações antes da queda, o que lhe teria rendido em torno de US$6 milhões.

Resultados

É fácil falar agora, mas ele teria lucrado mais se tivesse mantido a fé na empresa. Cerca de 48% das empresas de tecnologia da época sobreviveram até 2004. Hoje a Priceline está entre as gigantes do setor, como eBay e Amazon, que não apenas sobreviveram, mas cujas ações superaram os valores alcançados durante a bolha. As ações da Priceline chegaram a valer US$1.850.